terça-feira, 30 de outubro de 2012

Balança, o retorno

Bem, acabei de dizer que a fita métrica tava atrapalhado e vou agora dizer que minha balança vai voltar. Parece contraditorio....e é mesmo. 

Tá, vamos desde o começo. Faz uns dois meses que a minha nutri tirou a balança de mim, me mandou entregar para vizinha, para que eu não ficesse me pesando o tempo topo. E eu fiz. 

Mas de uns tempos pra cá, essa coisa de a balança não estar aqui em casa está me deixando chateada. No começo era até divertido....mas já fazem 2 meses. Enjei de brincar disso. Mas o motivo real mesmo é um outro: o meu marido. Ele também usava a balança e agora está sendo privado disso por minha causa. 

O problema é que eu não sou de reparar quem engorda e quem emagrece. Ainda mais quem eu vejo todo dia. Se você é minha amiga e está de dieta, não espere um "como você emagreceu..." de mim. Não é por mal. Eu não reparo. Mas olha o lado bom: também não reparo quando engorda.

Então outro dia meu marido reclamou que o relojo dele tava apertado no pulso. Foi quando percebi que ele deve ter engordado e a culpa era minha. 

Porque ele usava a balana como os seres normais, e por isso merecia continuar usando. E ele, como todo mundo, tem um peso limite na cabeça. Quando chega em tal quilo a pessoa se assusta de fecha a boca. Mas ele está sem a balança. Não tem com saber com quanto está. E isso tá me irritanto, tá me deixando chateada, tá me estressando. 

Por isso dei um intimato na nutri e ela me autorizou a ter a balança de volta. Com uma condição: vamos fazer um teste de uma semana. E se ela achar que a balança está atrapalhando, ela sumirá de novo.

Mas como eu não quero correr este risco vou pedir para o meu marido esconder. A balança não vai voltar para mim. Não quero nem olhar para ela. Nem pra ela e nem para fita métrica. A balana vai voltar para o meu marido. Só ele poderá usar.


 E eu vou mesmo, pegar a balança e entregar na mão do meu marido. Mas corro o risco de a nutri não acreditar que não a estou usando. Então, para não ter mesmo o risco do meu marido perder a balança de novo, vou fazer tudo mais certo ainda. Vou me puxar ainda mais, só para garantir ao meu marido o direito de se pesar. 

Eu não posso me pesar (e nem me medir), mas ele merece esse direito!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...