quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Um fim de semana exagerado

Eu tive um fim de semana exagerado em todos os sentidos. Até mesmo na duração dele. Credo. Mas vou contar como foi. 

Fui na nutri quinta, e recebi os parabéns! Emagreci a mesma quantidade que na semana anterior. E pela conversa que tive que a Jú, acho que já estava na casa dos 70.....tipo 79 e alguma coisa. Saí de lá prometendo me comportar no fim de semana. 

Aí chegou a sexta. Tive um churrasco com uns amigos do meu marido. 


E me comportei super bem. Usei uma roupa que não usava faz tempo, mas a tal roupa (uma calça pantalona e uma blusa tomara que caia) finalmente tinha tinha caído bem em mim. Então fui me achando a última bolachinha do pacote. E não tô falando daquela bolacha toda esfarelada. Tô falando da última e perfeita bolacha que você come quase que com um sentimento de "adeus coisa boa". Imagina, eu amo a minha calça pantalona, e não a estava usando porque não tava ficando legal. Mas na sexta eu a levei para passear. 


E meu look foi bem pareciso com esse, só a blusinha que era preta.

Eu como eu disse antes, me comportei maravilhosamente bem. 

Aí chegou o sábado. Eu passei quase toda semana preparando o aniversário da vó e do meu sogro, que foi comemorado juntos. Foi um churrasco no final da tarde, eu eu cuidei de toda decoração. Costurei as toalhas, fiz pinturas em caixinhas de MDF, prepatei uma mesa de café (porque eles adoram tomar um cafézinho depois da comilança). E no sábado tinha um monte de coisa ainda para ser feita. Eu quase não tive tempo de comer. Mas tudo ficou pronto, e festa foi um sucesso. Reunimos a família e alguns amigos e fizemos um churrasco para lá de estiloso. 


E quando fui me arrumar para festa, eu fiquei me achando mais um pouquinho. Porque usei uma roupa que já tinha usado antes, mas desta vez ficou muitooooo melhor. O estilo foi este aqui:


Não foi bem assim, a blusa e o cinto foram diferentes, mas o estilo foi esse.

Não sei vocês, mas eu fico em êxtase quando coloco uma roupa e ela fica perfeita porque o seu corpo já está bem melhor do que era antes. Eu gosto tanto de moda, que acho que quero emagrecer principalmente para poder ficar linda em tudo que é tipo de roupa. Então, neste dia (apesar de estar há uns 5 quilos da minha meta) eu já estava me sentindo "a magra". E isso é um perigo!

Mas eu me comportei, foi o meu dia de luxo e eu comi o bolo e os docinhos, mas tudo na moderação. 

Então até aí o meu fim de semana foi perfeito. Mas chegou o domingo, tinha que chegar o domingo. De manhã, ficamos de papo com os vizinhos, e acabamos na piscina da casa deles. Um calor de matar, e fomos nos refrescar na piscina. Tá, não tô com tudo para ficar usando biquini por aí, mas tudo bem. 


Coloquei meu biquini, e ficamos (eu e me marido) de papo na piscina, acabou que almoçamos por lá, um strognof de camarão maravilhoso. Quando cheguei em casa, foi tomar banho e ir para o show. Mas piscina cansa. E cansa muito. Chegamos na casa da minha sogra, para buscar minha cunhada, e me deparei com os docinhos da festa do dia anterior. Imagina, só tinha tomado café e almoçado, não comi nada mais. E já eram quase 18hs, eu ia pro show e não ia comer o sanduba e nem jantar. Me achei no direito (e aquela sensação de "já estou magra" ecoando na minha cabeça) de comer uns docinhos do aniversário anterior. E comi. E fiz a besteira de comer. Porque é assim que eu entro no circulo vicioso do "já que". Comi uns docinhos (não muitos) e fui para o show


Dancei que me acabei depois de esperar 6 horas em pé. Saí de lá morrendo de fome. Só que isso já era perto da meia noite. E "já que" tinha comido os docinhos, "já que" tinha queimado calorias no show, "já que" tava morrendo de fome.....eu e meu marido passamos no Drive do Mc, e eu comi um Mc chicken jr e roubei metade das batatas do meu marido. Isso às 00:30, pouco antes de ir dormir para meu corpo acumular tudo na barriga em forma de pneu. Já começou a desandar aí. Mas isso foi só o começo.

Fui dormir mesmo eram quase 2 da madrugada, e no dia seguinte nem fui para aula. Acordei às 11hs da manhã e com uma preguiça maior que o mundo.


Eu tinha a casa toda para limpar ainda com a sujeira da festa do sábado. Das coisas que fiz e não tinha arrumado no domingo. Eu estava super cansada, super sem energia, e no meio da arrumalção do dia, descobri na geladeira uns mouse de limão que esqueci em casa, que fiz para festa. Eu levei os mouses, mas não todos, alguns ficaram perdidos no fundo da geladeira. E entrou aqueles pensamentos do "já que". E juntou o "já que" preciso de energia....o resultado foi: comi uns mouse de limão. Falo "uns" porque eles estavam separados em potinhos bem pequenos, e claro que eu não comi um só. A minha sorte é que tinha poucos.Mas aí entra os "já que" e todo o dia fica comprometido.


E no dia seguinte - na terça (ontem)- eu achei a massa dos cupcakes de chocolate que fiz para festa e que sobrou. Droga! Cheguei da aula super animada e morrendo de fome. Fazendo uma massa para eu almoçar, e acho o tal bolinho...."ja que".....comi o bolinho. E com isso o meu dia fica sem horários e as porções ficam maiores do que deveria ser. Quando percebi, no final da tarde, que com essa coisa de "já que" eu estava jogando fora todo o meu mês de esforço. Porque é assim, em uma semana a gente recupera o que conquistou em 1 mês, e na hora de voltar para linha, levamos mais 1 mês para eliminar aquilo que acumulamos em 1 semana. Então, no final das contas, perdemos 2 meses. Era isso que eu tava jogando fora nesses 3 dias de surto. Falo surto porque ainda chegou a TPM, aí, imagina só onde eu ia parar. Eu estava perdendo 2 meses da minha vida. Isso se eu já não perdi. Porque como a minha balança foi confiscada pela nutri, não faço idéia do tamanho do prejuízo. 

Enfim, ontem mesmo eu voltei para linha, rezando para ter voltado a tempo. A resultado de todo esse meu desleixo só vou saber amanhã, na nutri. Mas acho que nesta semana não vou ter emagreciso nada. Aliás vou ficar contente se não tiver engordado. Mas não tô preocupada com isso. Não quero pensar nisso. Vou fazer tudo certo e pensar no que posso produzir para semana que vem. Mas a minha meta de 77,5kg até o natal, foi para o espaço. 

É trite toda essa história, mas que bom que voltei para minha vida saudável.


É claro que preferia ter deixado para amnhã, é claro que preferia ter passado mais um dia, ou vários, comedo sobremesa. Mas um dia eu preciso voltar para RA, se quero ser magra, um dia tenho que voltar. E o quanto antes eu voltasse, menos eu iria sofrer no processo, menos tempo ele ira levar, e mais feliz eu iria ficar. Porque nesses dias eu estava insuportavelmente chata e mal humorada. A RA me faz feliz. Então voltei. E nem esperei o dia seguinte. Voltei ontem mesmo. E hoje, apesar de estar louca por um doce (é assim mesmo, quanto mais comemos, mais queremos comer) hoje passei o dia firme e forte. Daqui uns dias o corpo se acostuma de novo com a vida saudável e fica tudo fácil. 

Mas daqui a pouco é natal, é ano novo....e a minha meta é me comportar nas festas de fim de ano. Essa é minha meta atual: passar as 3 próximas semanas perfeitamente saudável. Depois disso entra 2013, novas esperanças, novos objetivos, e eu tenho um ano inteiro para mudar a minha vida. E vou usar só 1/4 dele para chegar na minha meta. Vou usar 2013 assim: 1/4 para chegar na minha meta e 3/4 para ensinar o meu corpo a se manter na meta. Depois disso entra novos objetivos de vida: se mãe e coisa e tal. Até lá, é viver cada dia da melhor forma possível!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...