segunda-feira, 22 de abril de 2013

Aniversário da sobrinha

A minha sobrinha, filha da irmã do meu marido, fez 1 ano na semana passada. E no sábado foi a comemoração em Porto Alegre (é que eles moram em outra cidade, então teve 2 festas).


E foi comemorado de noitinha com um mix de festa e churrasco.

A gente bem que tenta seguir a dieta e se controlar bem bonitinho, mas sempre tem uma festa com vários docinhos. Que coisa. E não queria comer nada, queria passar esta semana sem luxo, mas não deu. Fiz meu luxo na festa. No churrasco eu nem comi muito, mas no final não recusei nem o bolo e nem uns docinhos. Tudo bem, faz parte. No Domingo tudo voltou ao normal.

Mês que vem viajo para ver minha família e até lá quero estar um pouquinho mais magrinha, então é nisso que estou me focando (nisso e no meu vestido novo). E por falar no vestido....como eu gostaria de ter usado ele na festa de sábado. Mas não usei. Ele não dá em mim. Ainda não. E a culpa é minha. E a minha culpa não é por eu ter escolhido comprar o M. A minha culpa é por eu não segui a dieta 100% e não ir na academia todos os dias. Pena. Grande pena.

Mas fui linda e maravilhosa (mais ou meno assim, mas sem a bolsa, sem o óculos e o cordão max....kkkkkkk...mas fui de jeans, uma blusa preta transparente, sandália peep toe....ou seja, chic e modesta como sempre...hehehehehe).


Tanto que quando eu cheguei fui ajudar a arrumar o salão e o pai da criança, que já estava colocando a carne para assar, me olhou e disse: "mas tão chic....num churrasco gaúcho não precisa vir tão chic". Na hora eu pensei: "Ops". Mas não era um simples churrasco. Era o aniversário de 1 ano da minha sobrinha, e mulher e festa....elas exageram mesmo. Tanto que eu não era a única chic. Quase todas as mulheres estavam um espetáculo. Tinha uma guria lá que, bah, não tinha pra ninguém. Super, mega linda. Na hora, eu olhei pra ela e pensei no meu vestido novo em casa, e pensei "Que droga!". Tudo bem, fica pra próxima.

Bem, eu amo moda, aliás quero emagrecer só pra andar ainda mais na moda....fazer o quê, cada uma tem lá seus objetivos, mas exageros a parte, acho que ir linda na festa, em qualquer festa, faz parte da dieta. Tudo bem que nem todo mundo tem (nem mesmo eu tenho) grana pra ficar comprando roupas e mais roupas, mas acho que toda mulher tem que gastar tempo e energia se arrumando para uma festa(e também no dia a dia). E não é machismo não. Os homens não precisam porque eles nem mesmo sabem coordenar cores. A gente é que, além de se arrumar, ainda tem que ficar dando opinião na roupa deles. Pelo menos depois que se casa é assim.

Mas quando se vai a qualquer lugar, a mulher tem que se sentir maravilhosa. Porque se a mulher se sentir mal (bom, a gente, na maioria das vezes, já se sente mal com o corpo, então temos que caprichar no look) acabamos encolhidas em algum canto na festa comento tudo o que passa na nossa frente, só para afogar a mágoa. E se tem criança perto diz ao pé do ouvido: "rouba um docinho pra mim....". Coisa bem séria. 

Mas se a gente tá se achando no dia, bem, a gente circula na festa - ou seja, gasta energia - e acaba comendo menos, afinal, o objetivo é ficar cada dia mais linda. Isso não é "ser metida". Isso é amor próprio. E apesar de muitas vezes ele estar abalado (aliás é por isso que começamos a RA) ele é essencial para qualquer dieta dar certo.

Pena que amor próprio não se vende no supermercado, que nem a alface. Ele tem que ser exercitado, trabalhado e com o tempo ele acaba permanecendo. É que nem malhar: exige esforço, mas no final, vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...