terça-feira, 30 de abril de 2013

Libertando-se

Hoje vi um comentário numa comunidade que me fez pensar.....

Eis o comentário:


Bom, o que eu acho disso? Eu não sei. Eu não sei mesmo.

Acredito, sempre acreditei e vou acreditar sempre que:

-  cada um sabe onde aperta o sapato
-  nem tudo que é bom pra mim é bom pra você
- e "cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é

Então, acho mesmo que se você quer fazer uma dieta só de líquidos, por mais que você não tenha meu apoio, a não ser que seja muito muito muito amiga minha, não receberá minha crítica. Mesmo porque, nós que estamos lutando contra balança, somos sempre tão criticadas, que não quero aumentar esta estatística. 

Mas uma coisa é certa: tenho pavor de quem faz isso. Como a Patrícia disse, "as chefes da RA". Tem muita gente se achando e criticando de mais os outros nessa nossa vida virtual. E isso, eu também não aguento!

Mas resolvi comentar este post, por um outro motivo.....eu fiquei pensando....essa coisa de pegar leve, de sair e se controlar, de compensar....ao ler o post da Patrícia, isso tudo me pareceu tão fácil, e tão comum. 

O que quero dizer é o seguinte:

Eu tento sempre controlar tudo, planejar tudo. Eu acredito que se você mirar nas estrelas, vai mesmo chegar longe. Quero dizer, se você mirar em 10 metros acima, pode chegar a 8, pode chegar a 10, pode chegar a 100. Mas se você mirar em 100 mil quilometros, com certeza vai fazer o possível para chegar bem mais alto. E por isso eu sempre miro nas estrelas

Mas eu acabo sempre exigindo de mais de mim mesma. Sempre acabo traçando regras e não admito que sejam descumpridas. Será que eu não deveria levar a vida mais leve, como me pareceu ser leve a dieta saudável no post da Patrícia?

Vou dar um exemplo: o post que escrevi hoje mesmo.

Eu sei que não consigo lidar muito bem com a comida. Mas em vez de aceitar e simplesmente tentar acertar da próxima vez,  eu piro. Eu fico achando que simplesmente não posso me dar mais uma chance. Eu não sou light, eu não levo a vida na boa. Eu traço regras, traço metas, planejo tudo e se algo sai do combinado, eu jogo tudo pro ar.....eis a questão. Eu planejo tanto, que se não sai do jeito que eu quero eu jogo tudo pro alto. Não é um: "tudo bem, vamos seguir em frente e ver o que consigo". É um "que droga, nada vai dar certo, não quero fazer mais nada".

E não sou assim só com a dieta, sou assim com tudo. Tudo.

De volta ao post, não sei se a Patrícia está certa ou não. Não sou do tipo de julgar certos e errados alheios. Mas eu percebi que talvez eu precise me sentir mais leve, não levar tudo ao pé da letra. Deixar espaços para a vida trabalhar o acaso. 


Me libertar dessa fôrma que eu mesma criei pra mim. Aceitar que eu erro. Aceitar meus erros. E não pirar com eles. Aprender a seguir em frente, sem me punir, sem me desmerecer por todo o resto. 

Preciso me libertar. Me libertar de mim. Para que eu possa finalmente ser eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...