quinta-feira, 20 de junho de 2013

Arrumando a bagunça

Ontem eu arrumei meu guarda-roupa que estava pra lá de bagunçado. E continua meio bagunçado, porque tem roupa de mais. Roupa de mais. 


E sem falar que agora eu estou com quilos as mais, as minhas roupas estão, em sua maioria, sem dar em mim. Porque 45% das roupas não dão, 45% até dão, mas não ficam bem. Então de todas as minhas roupas só umas 10% eu realmente estou usando. E o resto é só acúmulo. Mas não é só um acúmulo de roupa, é um acúmulo de esperanças. Não posso sair dando as minhas esperanças. Mesmo porque o plano é que em 3 meses e meio todas essas roupas deem em mim, e que eu me livre dos 10% que hoje ficam bem, mas que até lá não ficarão mais.

E enquanto eu arrumava o guarda roupa, eu percebi uma coisa: no último ano eu comprei roupa de mais. De mais. E muitas ainda estão com a etiqueta. 


Algo totalmente desnecessário. E olha que eu nem contei as peripécias da minha última compra. Mas fica para outro Post. 

Então eu comecei a analisar isso. Comecei a me analisar. E cheguei a conclusão que uso as compras, as roupas que compro, como um falso comprometimento. É como se eu comprando coisas lindas e algumas vezes até em tamanho menores, eu estivesse me comprometendo a emagrecer e ficar ainda mais linda naquilo, ou a entrar naquela roupa. Mas ao mesmo tempo, depois da roupa comprada e mantida quase que como refém dentro do meu guarda-roupa, eu sinto um alívio. Porque eu já possuindo aquela roupa tal que eu desejei tanto, eu não preciso mais correr para emagrecer. A roupa já é minha. E vai ficar me esperando dentro do meu guarda-roupa.

Ou seja, o tiro sai pela culatra. Porque algo, que a principio foi comprada para de dar aquela empolgação, na verdade é o que me tira a vontade de emagrecer. 

Sendo assim, uma decisão foi tomada: agora só vou comprar roupa quando eu chegar nos 74. Mesmo porque eu provavelmente vou descobrir, quando chegar lá, que eu não preciso de mais roupas. Precisarei sim da minha costureira para fazer alguns ajustes nas que já tenho. Mas ao mesmo tempo, mulher não compra roupa porque precisa, né?

E este é um péssimo momento para se privar de compras, porque as lojas começaram com liquidação e no próximo mês já estarão lançando a nova coleção. Aliás a Hering já deu uma prévia da coleção Primavera, e eu vi um vestido que achei lindo. Simples. Mas lindo. Eis o vestido:
E eu já me apaixonei. Eu me apaixono muito fácil. Mas isso é só uma prévia de como será os próximos meses em que minhas marcas preferidas vão lançar suas coleções e eu sofrerei em silêncio. Mas a partir de agora será assim. Quer comprar, então trate de emagrecer.

Mesmo porque comprar uma roupa à 8 quilos da meta, é bem diferente do que querer saí às compras estando à 14 quilos da sua meta. A roupa que eu compraria hoje, não dará em mim no futuro. É dinheiro jogado fora.

Então, enquanto o ponteiro da balança não abaixar, ficarei longe das vitrines.

4 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...