segunda-feira, 17 de junho de 2013

Tem horas que a gente acorda e pensa: "o que é que eu fiz?"

Ontem eu e meu marido fomos a um churrasco com uns amigos dele. Eu não queria ir. Não queria sair de casa. Mas ele me pediu tanto para ir com ele, que eu fui. Mas eu não queria ir. Não queria. Quando estou tão gorda assim, prefiro nem sair de casa. Mas lá fui eu. Churrasco com amigos....


Eu adoro os amigos do meu marido. Adoro. Mas eu não tava a fim de sair. Enfim...chegando lá, tinha uma facebookmaníaca. Não sei se esse termo existe, mas acabei de inventar. E acho que dispensa explicação. Todo mundo deve entender o que quero dizer. As criaturas não conseguem viver sem dar satisfação a uma plateia virtual de sua vida que só é interessante na ficção. Desculpe o desabafo. Essa facebookmaníaca, eu adoro ela. E provavelmente não me importaria de ter uma viciada em face no grupo se eu não tivesse tão descontente com a minha aparência, mas com licença......estou descontente com a minha aparência.

Ai a criatura diz: junta todo mundo pra foto! E com o seu celular super moderno, na mesma hora faz a foto aparecer na página de todo mundo no face. Na minha não apareceu porque como eu não tinha adicionado ela ainda na minha página ela não pôde me marcar, mas apareceu na do meu marido. Lá estava, a foto do meu marido e da esposa ENORME dele. 


Olha, o meu marido com hipotireoidismo, ainda um tanto magrelo, também ficou parecendo gorducho na foto.....imagina eu, que já estou gorducha de fato. Odiei. E pra mim, isso foi um choque de realidade. Foi um "olha aqui o que você está fazendo consigo mesma, e agora, todo mundo tá sabendo".

Foi um tapa na cara. Eu sei....eu sei  o que é que eu preciso fazer....mas eu não estou conseguindo fazer. Não tô conseguindo. Mas eu espero que depois desse choque de realidade eu perceba que tudo é culpa minha e que tudo depende só de mim. Porque, gente, neste mundo, facebookmaníaca é o que não falta, e elas nem são a grande questão. Temos que estar sempre prontas e nem é para elas, mas sim para a nossa vida, precisamos realmente estar prontas para o der e vier. Estar prontas para vida. Para viver em paz com nós mesmas e nossos corpos, seja ele do tamanho que for.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...