terça-feira, 11 de junho de 2013

Uma nova meta

Bom, no final da última consulta, a minha nutri olhou pra mim e disse: tá, vamos traçar suas novas metas. A primeira é ter só dois lixos por semana nas próximas semanas. E a segunda meta é comprar o transport. Comprar o transport? Comprar o transport?

Bom, estou numa fase em que tudo vira uma briga na minha mente. E isso virou também. É verdade, eu estou louca para comprar um transport. É verdade, tem uns 2 meses que disse que vou comprar, mas eu não sei. Eu não sei. 

Eu não sei.

Mas mesmo não sabendo virei pro meu marido e disse: "você poderia juntar o presente do dia dos namorados, do meu aniversário e do natal...deste e até do outro ano, e poderia me dar um transport". É claro que ele concordou. Ele faz tudo por mim. Faz tudo que eu quero. Ele concordou.

Mas isso me deixou ainda mais confusa. Porque estou sendo tão egoísta. Do mesmo modo como tenho sido egoísta nos últimos anos. É tudo eu. É tudo do meu jeito. E a gente tem tantas outras prioridades. Quem é que disse que eu posso passar por cima de tudo, mais uma vez? Quem disse?

Não. Eu não posso. 

Então, eu voltei atrás. E disse que não queria mais o transport. Eu quero. É claro que eu quero. Mas eu não posso dizer pra ele que eu devo ficar no primeiro plano. Eu não me sinto uma pessoa boa fazendo isso. É claro que eu vou comprar o transport, é claro que eu já decidi isso. Mas eu não posso dizer que vou fazer isso este mês. Talvez este mês eu não possa. E essa é a verdade. A verdade é que me senti uma pessoa má pedindo isso pro meu marido.

Então, eu não sei o que vai ser....não sei como vai ser. Não sei quando é que meu transport vai vir.

Meu marido, então, perguntou: "por que não quer mais?". E eu disse que temos outras prioridades e ele me disse: "mas a sua saúde também é prioridade". Minha saúde é prioridade? Do que ele tá falando? Será uma maneira gentil de dizer que quer que eu emagreça? Será? Será que tem maneira gentil de pedir para que outra pessoa entre em forma? E se existir, como seria? Dando um transport? Será?

Como podem ver, tudo e absolutamente tudo, vira uma guerra na minha cabeça. O meu cardápio é apenas um reflexo do que sinto: confusão. 

E sobre toda essa história só tenho uma certeza: eu não sei!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...