terça-feira, 24 de setembro de 2013

Coca-cola: caramelo IV

Outro dia postei um vídeo com uma reportagem sobre a Coca-Cola. Aquele que fala do rato na coca-cola. Todo mundo se assustou com esse acontecimento. Mas esta parte não foi o única coisa que me assustou. A parte em que fala que a quantidade do corante Caramelo IV existente na coca-cola pode causar câncer me assustou muito mais. Não é preciso ter rato na coca-cola para ela fazer mal. 


Estamos tomando veneno engarrafado! Isso fora a quantidade assustadora de açúcar existente no produto. 

E outro dia visitando o face de "Fechando o Ziper", que eu adoro (aliás o face deles é muito legal, com várias dicas nutricionais muito interessantes), vi uma post sobre outros produtos que teriam o Caramelo IV. E são eles:


Vocês sabiam disso? Eu não sabia. E tem muitos produtos aqui que são aparentemente saldáveis. Mas que no fundo são umas bombas.

Acho que estamos muito tranquilos quanto aos alimentos que comemos. Coisas esquisitas são achadas em caixinhas de suco, formol é achado no leite....precisamos de atitudes mais firmes não só por parte do governo, mas também por parte da sociedade. Vamos sim boicotar esses alimentos que demonstram não ter respeito pelo consumidor. E se Caramelo IV faz mal, ele deve ser retirado dos produtos. Porque mesmo que os produtos os tenha em pequenas quantidades, se são alimentos muito consumidos, vão se acumular no nosso corpo em grande quantidade.

E agora falando da quantidade de açúcar.....


Dependendo do que você está tomando, melhor comer brigadeiro. Aí evitamos doces a todo custo, e acabamos bebendo coisas que tem muito mais açúcar que uma bala de coco.

A questão é: antigamente os produtos eram naturais, vinham de produtores locais, muitas vezes conhecidos. Mas hoje tudo mudou. É tudo industrializado. Tudo processado. Temos que tomar cuidado até mesmo com o alface que comemos. E isso não é neura. É fato. Sabia que eles usam ureia no cultivo do alface? Pois é..... E o frango? Cheio de hormônios......

Temos que aprender a ler os rótulos, e saber o que estamos ingerindo. As indústrias colocam tudo que é portaria para que os seus produtos fiquem gostosos e viciantes. Temos que ter cuidado. Quer um doce, coma, mas em vez de comprar aqueles prontos, faça. Cozinhe. A melhor maneira de saber o que estamos ingerindo é voltarmos um pouco nos hábitos, fazer fazermos nosso próprio alimento. Mesmo porque a nossa busca vai além de um corpo bonito. Temos que conquistar mesmo é um corpo saudável.

2 comentários:

  1. Quando eu tive um surto psicótico com minha mãe, que queria dar suco de soja pra minha sobrinha de 11 meses (que por sinal fará 1 aninho depois de amanhã) ela me xingou toda. Logo ela, criada em Relvado/RS (conhece? Pois é, somos gaúchas, eu e minha mãe), à base do que meus avós plantavam... horrorizada por EU querer abolir industrializados da minha vida (e das pessoas ao meu redor, é verdade). Sinceramente? Não sabemos o que comemos, e a indústria alimentícia, esse gigante conglomerado de indústrias que só quer lucrar, não está nem um pouco interessada em nos dizer o que estamos ingerindo!

    Aliás, nem a indústria e nem o governo. Dá dinheiro demais, coisa além da nossa compreensão. Ok, estamos começando a compreender agora... Mas quem? Nós, que morremos de ler, que somos "neuróticos", nós que ligamos psicologia com comer demais... Nós, os doidos, questionamos. Que bom que sempre me achei doida!

    Mesmo os alimentos "naturais" não são lá essas coisas. Mas ainda acho mais fácil para o meu corpo lidar com ureia do que com "espessantes", "acidulantes" e siglas que eu não conseguiria escrever aqui agora. O bom é amigo do ótimo!

    Ainda não vi o vídeo, mas nesse link tem algo sobre esse corante: http://www.lowcarb-paleo.blogspot.com.br/2013/09/comida-de-verdade-nao-tem-corante.html.

    Na dúvida, quase não compro mais coisas que contenham embalagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi, o mundo ainda não acordou. Porque o que tem gente achando coisas esquisitas em produtos industrializados, e o pessoal continua consumindo tudo que vê pela frente. Eu não vou ser radical de dizer que nunca mais como isso ou aquilo. Mesmo porque na nossa vida social não dá pra controlar o que entra na casa das outras pessoas. Mas na nossa casa, dá pra tentar. É optar por produtos naturais. Eu estou reformando a casa, quero reformular meu quintal, e quero achar um espaçozinho para uma mini horta. A gente se enche de agrotóxico e de hormônios que ele colocam nos animais, aí vem o câncer que hoje está mais comum que gripe e o pessoal acha que não tem relação. Eu tô muito a fim de virar natureba. Acho que depois do ser humano estar vivendo tanto - tem muita gente chegando aos 100 anos - acho que vai ter uma hora que a expectativa de vida vai começar a cair, e só por conta da alimentação. Estamos nos envenenando.

      E olha aqui sua Gaúcha, quando vier pra cá, me avisa.....bjsbjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...