sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Um belo dia, resolvi mudar....

O meu post de ontem teve um comentário que a resposta merece um novo post. Então vamos lá (esse é pra você Mi):

Ontem eu escrevi sobre eu ter engordado 7,5 quilos em dois meses e meio. De abril a junho. E só para relembrar, eis a foto do antes (com 81,5 quilos, antes de engordar os 7,5):


E a Mi (adoro os comentários dela) me escreveu algo que me fez pensar. Aliás ela escreveu um monte de coisas que me fez pensar (para conhecer o blog da Mi, clique aqui). Ela me disse :

"Onde você queria perder mais 7kg na foto com 81? Bom, pelo jeito você é alta (1,80m pra mais ou estou erradíssima?). É chato ficar falando "ai, você tá bem" se você não está. Mas pela foto, seu corpo estava muito bonito!"

Sim, sou alta. Tenho 1,78 m (a Mi quase acertou). E falando bem francamente, com 81 eu me sinto gorda e enorme, e isso não tem como ser mudado. Realmente, no final das contas, vale como a gente se sente. E no fundo, realmente é chato quando as pessoas ficam te dizendo o quanto você deve pesar. Mas por incrível que pareça, com a Mi (talvez por a gente já se dar bem) eu não só não liguei, mas como resolvi escutar de coração aberto. E com isso, escutando de coração aberto, me fez perceber algumas coisas. 

Primeiro: quero deixar claro aqui que a nossa meta de corpo muda. E muda dependendo de como estamos agora. Queremos sempre melhorar, é verdade, e nossa comparação parte de como nosso corpo está no momento. Quanto mais lindo ele está agora, mais longe queremos chegar, e exigentes ficamos. Ou seja, Mi, não sei se essa busca pelo corpo perfeito vai acabar, mas espero que sim. Toda mulher, em algum momento na vida, merece paz. Parar de procurar o corpo perfeito e viver com o que tem.

Segundo, quero só fazer uma observação: pelo IMC com 81 eu ainda estou no sobrepeso. Eu só entro no peso normal abaixo dos 78,5 kg. E nas minhas avaliações com a nutri e na academia, todos confirmaram que minha meta seria os 74.  

Bem, eu poderia pegar umas fotos antigas para tentar explicar porque me sinto gorda com 81. Mas deixa pra lá. Porque, sinceramente, isso não vai mudar. Então deixa eu tentar explicar porque queria tanto eliminar mais 7 quilos e chegar aos 74. 

Então fui ver umas fotos antigas, para explicar porque eu queria tanto chega aos 74. E achei essas fotos. Nesta época (2011) estava com 76 ou 75,5. Algo assim:


Pra variar, eu tinha uma festa para ir (sim, sou motivada por festas...hehehhehe). 


Como eu disse, aqui eu estava com uns 76 e queria só eliminar mais uns 2 quilos para perder a barriga. Olha outra foto da mesma época (e pra outra festa):


Tá, peguei um monte, olha outra, dias antes das festas, pegando uma cor:


Olhar essa última foto me faz querer chorar ao olhar para mim hoje, mas enfim, a questão é: por mais que não esteja tão ruim com 81, quero este meu corpo de volta.

E como eu disse, resolvi aceitar seu comentário da Mi de coração aberto, e o fiz. E ela me fez perceber algo. Olha.....e que ela se sinta hiper considerada com isso, porque quando o assunto é quantos quilos quero ter eu não costumo ouvir ninguém (é que o comentário me pareceu profundamente sincero). 

Eu percebi que quando e estava aí com os 76 eu estava sim infeliz com meu corpo. Tinha barriga, gordura aqui e ali (que na foto deitada não dá pra perceber porque estou deitada). Mas o que ela me fez perceber é que neste momento da minha vida, eu não precisava emagrecer mais nada (claro, pode ser que quando eu chegar lá de novo, a minha ideia mude, mas hoje ela me fez pensar assim). Eu estava infeliz e barriguda porque eu estava flácida. Super flácida. Não precisava emagrecer, precisava fazer musculação e moldar meu corpo. E só agora, graças a Mi, eu percebo isso. Obrigada Mi. Retirar aí uns 2 quilos da minha lista de quilos a serrem eliminados parecem nada, mas faz uma diferença enorme.

Vê essas fotos de 2011, me faz perceber que meus sonhos são possíveis. Eu sei que temos a limitação que o nosso corpo nos dá (e eu já escrevi sobre isso. Lei a aqui). Mas ao olhar essas fotos, não me vejo esquelética, nem "magra de mais". Me vejo magra. Magra como eu gostaria de ser. Ponto. E eu queria estar lá de novo, quero chegar lá. Falar verdade, ver essas fotos me dá um novo gás. É claro que as musas nos inspiram, quero ser que nem a Jennifer Lopez, quero ser que nem a Juliana Paes, e elas inspiram mesmo. Mas hoje eu finalmente percebi algo: eu quero ser como eu mesma. Lá em 2011. Com algumas (váriasssss) aulas de musculação a mais. Mas é isso o que eu quero ser: eu!

Obrigada pela força de sempre Mi!

2 comentários:

  1. Tô arrepiada com seu post... Obrigada por ter entendido! Saiba que eu escrevi umas 1000 vezes até postar, mas estou felicíssima agora porque você entendeu que sim, fui muito sincera e não, não acho que você deva parar e achar tudo lindo agora! Pelo contrário, justamente o contrário!

    Veja... É disso que estou falando... A gente estava com corpo X em sei lá que ano, aí desbunda tudo e chegamos num corpo não tão legal agora... E aí começamos a luta pra mudar só Deus sabe o que e só Deus sabe como... Quando, na verdade, é só dar uns passinhos pra trás e ver que estava tudo ali, estava tudo ok, a gente é que estava tão neurótica e louca em busca da tal perfeição (é disso que eu estava falando!) que não percebemos, na época, que já tínhamos chegado onde queríamos ir. Tipo criança que pergunta a cada 1km se já chegamos no lugar onde estávamos indo e aí, ao chegar, ela acha tudo muito chato! kkk Adivinhe se eu não era assim quando criança? Pois é.

    Você tem que se sentir bem. Com 100kg ou com 50, isso é com você mesmo. MAS eu digo (e espero que não fique chateada, eu já te considero bastante e posso usar a linguagem que uso com minhas amigas mais próximas) o seguinte: descubra, antes de mais nada, o que te faz bem! Porque quando chegar novamente aos 76kg (que tava gata do mesmo jeito que com 81, a sua altura faz essa bênção de 5kg não fazerem tanta diferença visual) talvez seja legal e saudável psicologicamente você se olhar no espelho, lembrar da luta interna que travou e ficar feliz com o resultado! Mesmo que não sejam os tais 74 idealizados, ainda assim será melhor do que hoje! Espero ter explicado direito.

    Vou dar um exemplo MEU: eu queria, pra começar a ver o que eu quero mexer no meu corpo, pesar novamente uns 58kg (pra 1,57m imagine só que o IMC e nada é a mesma coisa pra mim, e depois te conto o porquê). Só que eu tenho 61,500kg agora. SÓ QUE as roupas que me serviam com 58 estão FOLGADAS com 61,500kg. Surtei, achei tudo muito louco. Fiz avaliação e não deu redução de percentual de gordura... Mas peraí! Tô toda dura, apesar de acima do peso que eu quero! As roupas caem melhor! Minha perna tá começando a trincar, pular músculos! Então peso e afins, hoje, ainda são pra mim algo meio que "vício mental", pois não reconheço mais meu corpo através de números. Não mesmo.

    Se eu pudesse escolher hoje, agora, neste momento, eu teria um percentual de gordura corporal de 18%, INDEPENDENTE DO PESO. E não sei quando terei esse percentual e não sei quanto eu pesarei nessa época. Mas saberei, quando chegar lá, que terei um percentual que não me deixará de menstruar nem vai atrapalhar outros hormônios. Ah, sim, provavelmente estarei BEEEEEM magra visualmente falando. Chuto, por alto, que com uns 56kg, com uns 18% de gordura, fazendo tudo direitinho, terei um corpo visualmente parecido com o que eu tinha quando pesava 50kg. Na época muita gente me achava meio magra demais, e confesso que HOJE eu não quero ser magra (eu gosto de me sentir forte, não magra, mas é gosto meu). Mas vou parecer estar, independente do número na balança.

    Só pra ilustrar: o IMC do meu namorado é mais ou menos 29. Falei rindo pra ele que ele está com sobrepeso... kkkkkkk Ele pesa 87kg e tem 1,73m. SÓ QUE ELE É MUSCULOSO DEMAIS, e é baixinho, então o IMC dá um número que a gente não vê! Cuidado com números... eles enganam. A última coisa que ele parece é alguém com sobrepeso...

    Obrigada por considerar tão profundamente assim meu comentário. Como já disse, fiquei feliz, honrada pela menção tão carinhosa. E que você continue lindona assim, com 81 ou com 76, ou mesmo com 74. E espero que VOCÊ ADORE ESTAR ASSIM! Pois você gostar e estar feliz é o importante!


    OBS: se jogue na musculação, o corpo muda e a flacidez vai embora. Celulites (caso as tenha) costumam acompanhar também e sumirem do corpo!

    Beijos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não só entendo tudo o que disse, como também concordo. Até do IMC, eu sei que é baseada somente em peso e altura, e por isso segue um padrão. Quem tiver fora deste padrão não tem como se encaixar na medida. Tô pensando até em voltar para academia. Mas não agora. Eu tinha desistido da academia, quero comprar meu transport e coisa e tal. Ainda quero comprar, mas agora tenho a convicção que muito em breve, ainda este ano, terei que voltar para musculação.

      E apesar de saber que não somos um número, que um número não nos representa, quando subo na balança, eu acabo me rendendo ao número. É uma dependência estranha. E eu sei que deveria me livrar da balança...mas não consigo. Preciso de resultados comprovados matematicamente. Mas enfim, algumas coisas começam a fazer sentido e aos poucos vou me libertado disso tudo.

      No mais, quero te agradecer. Acho seus comentários ótimos. Me fazem pensar...adoro isso. Obrigada pela força, pelo apoio, pela paciência...valeu mesmo! ;)

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...