segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Hoje eu acordei um tanto estranha

Hoje eu acordei estranha.....


Sei lá, não sei explicar. Faltam 3 semanas para o Natal, e os quilos a mais se recusam a obedecer a minha urgência. Eu peço pressa a eles, mas eles saem do meu corpo com uma preguiça infernal. Eu digo a eles: "vamos....vamos", batendo palmas para assustá-las, como quem dispensa um cachorro vira-lata (aqui é importante dizer que não faço esse tipo de coisa com cachorrinhos de rua, muito pelo contrário. Sou protetora deles. Mas com a gordura localizada eu faço isso sim). E a gordura extra do meu corpo se mexe como um caramujo na sombra. Lento, quase parando.

Esse é o retrato da minha vida nas últimas semanas. 

Mas hoje eu acordei estranhamente paciente. Entendam, isso não faz parte de mim. Paciência é algo que eu não tenho. Mas hoje, eu entendo aquele caramujo na sombra.

Tá, daqui 3 semanas é o Natal. Daqui 4 semanas é o ano novo. Daqui 8 semanas será as minhas férias, e vou ver a minha família. Daqui 13 semanas é o carnaval. Daqui 19 semanas é meu aniversário de casamento. Daqui 20 semanas é a Páscoa. Daqui 59 semanas é o Natal de 2015.....

Bom, o que quero dizer é: o Natal vai vir de qualquer jeito, e vai passar. Várias coisas vão vir e vão passar. Mas a vida continua. E se a vida continua....pra que a pressa?

Não que eu vá relaxar e meditar na minha paciência estreante. Não mesmo. Vou continua aproveitando casa minuto, cada segundo. Vou continuar batendo uma mão na outra e dizendo: "vai embora.....gordura localizada, saia daqui". Vou continuar.

Mas quando a gordura se mexer como um caramujo que acabou de acordar, eu não vou pirar. Não vou surtar. Quanto mais eu fizer agora, mais eu ganho depois. É verdade. Quero chegar logo no peso ideal e viver uma vida tranquila de manter o peso. Mas não vou morrer a cada número não diminuído. 

Acho que o segredo do processo de emagrecer é a paciência É você seguir em frente. Quando a gente surta a cada número que vemos e não gostamos, a gente acaba dando uns passos para trás e é justamente isso que quero evitar. O segredo é ter calma para seguir sempre em frente. Em frente. 


E hoje eu acordei estranhamente calma. Esta não sou eu. Fernanda não é assim. Mas hoje estou sendo. Então vou aproveitar esta situação. Vou aproveitar essa fase. E torcer para que ela dure.

4 comentários:

  1. Então, paciência...Pois ela certamente não deixará a ansiedade tomar conta e acabar com tudo...

    ResponderExcluir
  2. Eu falei que um dia isso ia acontecer! rsrsrrrs Feliz por você, de verdade! Mas dá pânico pensar que a neura foi embora... O que sobra, depois que ela vai embora? Essa paciência, essa calma, essa visão mais avançada do todo... Essa coisa de apenas viver um dia de cada vez e bem vivido!

    Ah... e como você mesma disse: você está emagrecendo sim! Quer coisa melhor?

    Continuo buscando paciência... Porque estou feliz e em paz, mas paciente com terceiros não estou mesmo! kkkkkk
    Beijos e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkk

      Olha, a AF tem seu mérito. O fato de eu estar malhando e vendo o meu corpo sendo desenhado dia após dia.....isso dá mesmo uma paz. Porque emagrecer não é o mais importante. Muita gente magra por aí com o corpo desproporcional, ou com gordura de mais em alguns lugares específicos. E muita gordinha linda com o corpo cheio de curvas harmoniosas. Isso sim importa. Acho que é por isso. E mesmo quando eu tenho vontade de largar tudo, comer que nem louca....sempre a primeira coisa que eu fazia era parar de malhar. Mas agora eu não to malhando para emagrecer (claro que fico feliz com essa parte dos resultados), mas estou malhando para desenhar o corpo, então sempre penso, "vamos lá, desenhar o corpo". E é inacreditáveis os resultados.....impressionantes.

      Por enquanto não estou com medo do que fica depois. Tô encarando como se essa fase de paz fosse durar para sempre e eu não precisasse de mais nada. De nenhuma nova sensação. O que tem é o que vai permanecer. Até nisso eu to calma.

      E sabe o que é mais engraçado. Eu fui numa loja semana passada e comprei um vestido que ficou tão lindo em mim, mas tão lindo que eu não tive como não comprar - outro. E saí de lá apaixonada por um outro. Mas comprar 2 era exagero. Então comprei 1, mas vim pra casa me prometendo que eu compraria o outro depois. Mas quanto cheguei em casa e olhei meu guarda-roupa. Caraca, toda essa paz de espírito olhou bem pra mim e disse: sua louca, para que isso tudo? A quantidade de roupa que você tem é absurda. Eu posso passar 10 anos sem comprar roupa, que ainda assim serei uma mulher bem vestida. Credo. Pra quê? Desisti do outro vestido completamente. E de vários outros que eu queria. Que isso, as pessoas normais tem o quê? 5 vestidos? 10 no máximo? Eu fico vendo aqueles programas de TV com as pessoas com um guarda roupa pequeno e as roupas arrumadas de forma bem folgada, e fico pensando: o que é que vc está tentado preencher com tanto roupa, tanta coisa? Esta semana eu acordei para o meu guarda-roupa. Para o absurdo que ele é. Totalmente desnecessário. Futilidade pura. Não preciso de tanta coisa. Nem quero tanta coisa. Tô me libertando....bem que vc disse que isso ira acontecer.... :D

      Obrigada pela força de sempre
      bjsbjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...