domingo, 19 de maio de 2013

Sobrevivendo

Eu sempre soube o que iria emfrentar na casa da minha família: muitos doces, muitas guloseimas, muitas frituras.....mas não tem como se preparar para isso. Só quando quando se está cara-a-cara com coisas com mais de 1.000 calorias a porção é que você realmente sabe do que se trata.

E eu terminei meu dia com um "UFA" maior que o mundo. 


E quando eu terminei de tomar a minha ceia (leite quente com canela), que é a última refeição do dia, eu respirei fundo com um profunda tristeza e pensei: "Tá, agora chega. Amanhã posso comer algo realmente gostoso. Né?"

Claro que não. Não, né. Essa coisa de alimentos saudáveis está só começando. Só começando.

E olha que meu dia nem foi inteiramente light. No café da manhã eu comi bolo de aimpim. E só quem é do sudeste pra cima sabe do que estou falando. De um bolo......tá, não vou descrever ele porque seria maldade. Mas é meu bolo preferido. Quando cheguei na casa da minha mãe e o vi, percebi o quanto estaria perdida nessa minha jornada. Então comi ele, e só ele, no meu café da manhã. 


No almoço não resisti e comi umas batatas fritas que tinha no restaurante. Mas no geral, eu sobrevivi. Comi um misto de queijo no horário de sandubão, e salada com peixe grelhado na janta. 

Aí, podem pensar: tá, porque é que se sente tão vitoriosa depois de um dia com batata frita e bolo e aimpim?

Bom, depois da minha ceia. Depois do meu leite com canela e aquela vontade louca de comer algo realmente maravilhoso, e olha que em volta tinha muitas opções, a minha sobrinha vira pra mim e pede banana da terra frita. Novamente, só quem é do sudeste pra cima sabe o que é.


Como dizer não para minha sobrinha. Eu amo banana da terra frita com açucar e canela. E fui lá eu, fritar banana, e aquele cheirinho subindo, e ela passando no açucar e na canela...e eu resisti. Não comi. Não comi. Então acho mesmo que foi um bom dia. Não começou muito bom, mas o final...foi perfeito! É na hora da luta que percebemos o tamanho da força que temos!

Férias

Chegou as tão sonhadas férias do meu marido. Tão sonhadas dele. Minhas não.

Para ser as minhas tão sonhadas férias eu precisaria de mais uns 4 meses de dieta. Mas o engraçado é que estamos no mês 5, eu sabia que irira ter férias em maio e nem isso me fez seguir a dieta bem direitinho. 

Pode parecer bobagem, mas eu é que sei o que é. Meus pais mora numa cidade pequena, que todo munto repara em todo mundo, enfim, melhor nem imaginar tudo que será os próximos dias. A questão é: vim cá gorda mesmo.

Então, tentei fazer o que melhor poderia fazer em 2 dias: planejei meu visual. 

kkkkkk

Parece piada, mas não é. Roupa nenhuma me fará emagrecer 10 quilos, claro que não. Mas lembro de Stacy e Clinton falando: "você ficará uns 3 quilos mais magra com essa roupa". Bem, não nego: eu tentei.

Eles são do programa Esquadrão da Moda, que passa no Discovery Home&Health. O programa original, porque o do SBT não dã pra aguentar. 

Então eu montei meu look de Esquadrão da Moda. Para a viagem...mas aqui, com  o passar dos dias...é inevitável que reparem na minha atual e grande silhueta.


Mas eu tentei. E fui assi:

Roupas acenturadas e de caimento sofisticado. Jeans boca larga, blusa animal print, casaco com manga 3/4.....é, tentei mesmo. E funcionou, porque todo mundo me achou tão bem e linda. Mas quero só ver quantos dias essa coisa vai durar. 

Claro que, devo dizer, se eu seguisse os conselhos de Stacy e Clintona risca não teria repetido tanto o vermelho. Eles não gostam disso de combinar sapato com bolsa e com cinto...mas no fianl até achei que ficou legal. Acho até que eles aprovariam. 

Agora, que já imitei o Esquadrão da Moda, tá na hora de eu começar a imitar o Quilo por Quilo, e me entregar de corpo e alma à vida saudável. Será meu próximo objetivo!

Quero terminar esta viagem mais leve que no começo, nem que sejam gramas. Mas....eu não me pesei antes das férias, então vou tomar como base o último peso na nutricionista: 84,2 Kg. Quero chegar na nutri no próximo dia 30 mais leve que isso. E como eu disse, nem que seja gramas. Vamos lá encarar essas férias então!

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Peso corporal

Eu avaliando todo meu histórico de dieta e pensando sobre isso tudo, cheguei a uma outra conclusão: o meu peso corporal é 84 quilos. 

Falo do peso que o meu corpo entende como sendo o meu. Porque o corpo é programado para achar um determinado peso nosso normal. E ele é programado pelo que vivencia durante o decorrer dos anos. Então ele tenta manter o peso que acha que é o nosso, nada a mais, nada a menos. E depois de quase uma vida toda em um determinado peso, o corpo aceita aquilo como sendo o normal, não importa o quanto de gordura estamos acumulando. 


O copor é assim. Ele não fala a nossa lingua, então ele tenta advinhar o que queremos baseado no que somos frequentemente. E eu, frequentemente, estive com 84. Então eu reparei que o peso que o meu corpo entende como sendo meu é 84.

Porque passei grande parte da vida com esse peso. Já pesei mais, já pesei menos, mas fiquei nos 84 muitas vezes. E eu acho muito fácil chegar nos 84 quando estoua cima dele, mas é muito difícil sair dos 84 quando estou nele. Porque o corpo colabora para que eu mantenha dos 84.

Mas o peso que eu quero é 74. 


Eu estou tentando ficar 10 quilos a menos do que o meu corpo acha aceitável. Por isso é tão difícil. Ele tenta me sabotar o tempo todo, e acha mesmo que está fazendo a coisa certa. Então quando eu diminuo o peso, saíndo do 84, e quanto mais eu me distancio dele, mais o corpo entra em alerta. Ele abaixa meu metabolismo, me faz sentir mais fome, me faz sentir mais cansada (preguiça), e tudo isso para que eu mantenha o meus peso: 84.

Seria muito fácil para mim manter dos 84. Seria estável. Mas não é o que eu quero. Quero estar 10 quilos abaixo disso. Então não jeito, vou ter que lutar contra isso tudo. E eu preciso de me lembrar disso. Para que quando eu sentir fome eu saber que é ilusão do meu corpo, para que quando eu sentir preguiça eu saber que é uma armadilha criada por ele. Eu preciso ter isso em mente. Porque se eu me deixar levar pelas aparências, se eu acreditar que realmente estou com fome, ou com sono, se eu usar isso como desculpa, eu vou estar fazendo exatamente o que estou acostumada a fazer: ficar nos 84 quilos. 

Por isso que dizem que temos que sair da zona de conforto. E é verdade. Porque é o que precisa ser feito, sair dessa zona criada pelo corpo como confortável e criar nossas próprias zonas, baseadas no que queremos ser, como queremos viver e onde queremos chegar. 

Ou seja, é claro que não vai ser fácil. Mas a cada vez que damos ouvido ao nosso corpo, fixamos ainda mais que ele está certo. E ele precisa entender de uma vez por todas que na verdade, ele está errado. Ele se enganou. E para que ele veja isso, precisamos motrar para ele o que o certo!

terça-feira, 14 de maio de 2013

Ir em Frente


Tentando achar o caminho de volta

Estou tentando me concentrar e achar o caminho de volta. Mas a verdade é que quanto mais saímos do nosso caminho, maior será o esforço para o retorno


Porque não é só dá meia volta e pronto. O corpo se acostuma tão facilmente aos hábitos ruins que reclama quando tentamos abrir mão desses hábitos. Mas estou tentando me concentrar em achar o caminho certo. E seguir em frente. E eu fico concentrada só nisso, em manter a dieta. A minha meta agora não é um número. Não importa, neste momento, que quero chegar nos 74 quilos. Isso é para depois. A minha meta neste momento é manter a dieta, fazer ela durar. 

O que pode parecer uma meta simples, despretenciosa, mas na verdade é a parte mais difícil. Porque seguir em frente enquanto o seu corpo pede para que você mantenha os velhos hábitos.....é quase que revolucionário. Mas é isso que pretendo fazer. 

Me manter forte no caminho. Sei que vai vir o medo, a vontade de deixar tudo como está, aquela inquietude na alma. E terei que ser forte. Terei que ser corajosa. Mas se eu não escolher ser assim agora, eu nunca vou conquistar meus sonhos, nunca vou chegar na minha meta. Seguir em frente. Este é o plano!


Sei que não será fácil, mas é possível e eu vou conseguir. Focar no caminho, no percurso e esquecer um pouco o ponto de chegada. Desfrutar cada curva, cada subida, cada descida. Ir, sobretudo, em frente!

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Eu quero um emagrecimento constante!


O sobe e desce da balança

Ontem eu tava pensando na vida. Na minha vida. E nos meus medos.

Eu tenho medo de falhar. E por isso eu desisto. Ou seja, falho propositalmente. Falando assim parece uma idiotice, mas é o que muitas de nós faz. É o que eu faço.

Enfim, fui ver minhas anotações antigas de dieta e pesagens, e fiz uma descoberta: eu nunca, NUNCA, permaneci numa dieta por mais de 3 semanas. NUNCA.

Eu sei que na vida eu já emagreci muito, várias vezes, mas isso porque eu voltava para a dieta mais rápido do que ando voltando atualmente. Porque a verdade é que eu NUNCA fiz uma dieta por muito tempo. Por quê? Por que eu sei que na segunda semana vou emagrecer muito menos que na primeira, por que não quero fazer a dieta a semana toda e chegar no fim perceber que emagreci quase nada, por que não quero me sentir fracassada, por que prefiro comer o que eu quiser do que me privar e ter um resultado ruim.....tenho muitos porquês. Na teoria nenhum dos meus porquês valem realmente a pena. Mas na prática, na hora em que estou só com uma barra de chocolate, tentando me lembrar porque não a quero, os meus porquês me dominam.

A questão é: saber que NUNCA fiz uma dieta por mais que 3 semanas é assustador. Eu desisto o tempo todo de mim. Desisto de mim e dos meus sonhos. E o resultado disso é que por mais que eu emagreça no final de 1 mês, o meu emagrecimento nunca foi constante. Ele oscila. E oscila o tempo todo. 

É o tão famoso efeito sanfona. Mas de uma maneira diferente do que eu imaginava ser o efeito sanfona. Porque pra mim o efeito sanfona era tipo depois que emagrecer muito, se engorda tudo de novo. Mas no meu caso é um emagrecer-engorda minimizado. Mas no final das contas, é tudo a mesma droga.

E agora que sei disso, quero quebrar este ritual. Quero manter a dieta por mais de 3 semanas. Quero manter a dieta pelo resto da vida. Quero aprender a só sair do programado 1 vez por semana - dia de luxo - e aprender a conviver com meu cardápio limitado no resto dos dias. 

Tá, não é um cardápio tão limitado assim. Eu acho o meu cardápio perfeito para uma dieta. Mas a minha alma gorda diz "não tem batata frita e nem bolo de chocolate, então é limitado". Mas quer saber? O meu cardápio pode ter batata frita e bolo de chocolate, mas só 1 única vez na semana. E eu preciso me acostumar a isso.

Então, é nisso que vou pensar nas proximas semanas. Vou esquecer o quanto quero emagrecer, vou esquecer o quanto estou emagrecedo, vou esquecer de tudo e vou me focar em manter a dieta por mais de 3 semanas e ver o que acontece. E seja lá o que for que acontecer, eu só quero ter certeza de ter feito o meu melhor. 

Quero um emagrecimento constante pela primeira vez na vida. Quero me permitir ir até o fim pela primeira vez na vida. Quero focar no que realmente quero ser pela primeira vez na vida. Quero enfrentar meus medos pela primeira vez na vida. 

Tá, sábado eu viajo de férias, então pode-se pensar que não é um bom momento para querer isso. Mas é um ótimo momento. Chega desse papo de que essas coisas acontecem só de vez em quando, porque isso acontece todo ano. Todo ano eu vou ver minha família nas férias, todo ano a minha mãe vai me ver e traz um monte de guloseimas do ES. Todo ano. Vou ter que me acostumar com isso se quiser ter uma vida saudável. E vou fazer isso por mim agora mesmo!

Etiqueta do Face

Acordo hoje de manhã, desanimada com a vida, pensando no que fazer para ter aquele meu velho ânimo de volta. Entro no meu e-mail e tem a mensagam: "fulana te marcou numa foto". Aí a gente já gela por dentro.....não?

Por isso que gente gorda não gosta de tirar foto. Porque tem sempre alguém querendo publicar as piores. E quero deixar bem claro que neste caso, a fulana é uma amiga que eu amo, amo muito. Ela mora no meu coração e gosto dela como uma irmã querida. Mas todo mundo tem uma pitada de "sem noção". Todo mundo. Até eu. Até você. 

Enfim....em plena segunda feira de puro mal humor, vou eu ver a foto em que fui marcada. Uma foto de uns 5 anos atrás e eu pesando 10 quilos a mais do que estou hoje, ou seja, 20 quilos a mais que deveria. Por que é que alguém te marca numa foto em que você quer esquecer?

Há tempos, desde que entrei no face eu tenho feito na minha cabeça a "etiqueta do face". Qualquer dia alguém faz essas minha idéias virarem lei, pela simples boa convivência virtual. E a etiqueta mais importante é: não publique notícias que não são suas. 
Se a festa não é sua, não saia publicando fotos. Pode ser que o dono da festa não queria colocar fotos da festa no Face, pode ser que o dono da festa não queira explicar porque não convidou a pessoa A ou B. Só coloque a foto da tal festa se a própria pessoa que a fez o fizer. Mas não, tem gente que é a primeira a dar notícia alheia. Não só coloca a foto da festa como cida a pessoa: "Festa de Ciclano". É uma tremenda falta de educação. 

Se a notícia não é sua, não dê. Pode ser que a pessoa ainda queira guardar segredo. As tias adoram publicar que serão tias, mesmo antes das proprias pessoas publicarem que estão grávidas(só para dar um exemplo). Se a gravidez não é sua, espere que a pessoa que será mãe faça o anúncio. Isso aconteceu na minha família. Minha cunhada anunciou: Serei tia. Antes mesmo da gestante querer dizer. No que deu? Infelizmente a minha outra cunhada perdeu o Bebê e teve que lidar com um monte de gente ligando dizendo que sente muito. Ela não iria ter que lidar com isso numa hora tão difícil se a publicidade não tivesse sido feita antes do tempo.....e isso, gente, é triste. Mas as pessoas fazem sem nem perceber. E não é por maldade. É por ansiedade mesmo. Mas se a notícia não for sua, não dê.

E, seguindo a mesma linha, quer colocar uma foto, coloque, mas não saia marcando as pessoas. Pode ser que a pessoa se sinta feia na foto - como foi o meu caso - e não queria ser marcada. Quer colocar a foto, coloque, mas deixe que as pessoas se marquem, se quiserem. 

Enfim, tudo opinião minha.

Mas acho que o face englobou tanta coisa, e é tão rápido, e a gente embarca nessa agilidade toda. E parece que é uma grande rede de fofoca e todo mundo quer ser o primeiro a dar a notícia.........temos que pensar antes de fazer as coisas.....

Então, voltando pra hoje de manhã:

Essa minha amiga já me marcou em outras fotos.....mas pelo menos nas outras eu não estava horripilante. Vamos ver as fotos:

Primeira foto marcada:

Eu e minha agora em 2007. Eu até que estava bem. Rosto fininho.

Segunda foto marcada:

Eu e minha amiga há uns 3 anos. Eu estava gorda, mas não tão imensa.

Terceira foto marcada:

A de hoje de manhã.....eu, incrivelmente gorda. 

Agora me diz? Pra quê fazer isso?

Sou a única pessoa que sente um frio na barriga quando leio no e-mail "alguém te marcou numa foto"? Não.

Então vamos lá....penar nessas coisas antes de sair marcando nossas amigas em fotos de baleias. No perfil da She RA, eu não me importo, estou aqui para isso mesmo: discutir todos meus quilos a mais. Mas no meu perfil pessoal, eu quero mais é esquecer que já fui assim e esquecer dos motivos que me levaram a chegar a esse ponto.

Bem, a minha segunda feira não começou nada bem, então nem sei o que esperar do resto da semana!!!!

domingo, 12 de maio de 2013

Saída do Dia das Mães

Bem, hoje é o dia das mães. Mas a minha mora longe, então comemorei com a sogra, ontem.


Ontem almoçamos no Barba Negra. Um restaurante não muito light. Mas até que me comportei. Comi um arroz com limão, churrasco (só vazio, deixei a costela pra lá) e muita salada. Muita salada.

Enfim, família reunida.....


E eu, com um look de oncinha. Calça jeans de corte reto, blusa mais acenturada e sandália cor de ouro envelhecido. É claro que não consegui na net um look parecido, mas vamos usar a imaginação.....mais ou menos assim:


Tá, sobrevivi ao dia das mães. Foi um pé enorme fora da dieta, mas tentei me comportar com o que tinha.  Mas a questão é: só meste mês (e ainda estamos na metade) é a terceira saída da dieta. E olha que não foi um luxozinho. Foi um Luxão. E eu sei todo aquele papo de aproveitar, que são momentos que acontecem só de vez em quando.....mas a verdade é que não acontecem tão de vez em quando assim. A verdade é que são bem frequentes. E por mais que temos que conviver com eles, não podemos permitir que eles estraguem tudo o que conquistamos, mas como fazer isso? Como?

Eu ainda não sei, mas preciso descobrir. Urgentemente.

sexta-feira, 10 de maio de 2013

A usurpadora

Pode ser que a maioria de vocês não façam nem idéia do que estou falando....mas vou falar assim mesmo:

Eu ganhei o DVD da "A Usurpadora".......kkkkkkkk


Minha novela mexicana preferida. Sinto muito dizer, mas é verdade. E eu adoro.

Ela estava passando no SBT, mas eu não podia assistir porque tinha que estudar. Agora eu tenho uma arma contra esse problema, porque agora a minha NET grava os programas pra mim. E eu vou dizer, quem tem NET, tem que pedir esse sistema, porque é a melhor coisa que já inventaram. Você programa o aparelho e não perde nunca mais o seu programa preferido. 

Mas a novela acabou esta semana, então, meu marido comprou pra mim o DVD no mercado livre da novela....e eu amei. Eta presente bom pra chuchu.....kkkkkkk


Bom, ainda não posso me dar o luxo de ficar assisitindo novela mexicana. Preciso estudar. Mas sempre que eu tiver um tempinho, vou poder assistir a melhor novela mexicana que existe......A Usurpadora!

Coisa boa!

E o inverno já mostra a sua cara

E o frio já chegou.....


Ainda bem, porque eu adorooooo o inverno. Sim, adoro. Mas adoro pelos motivos errados (casacos lindos, fondue, vinho, lareira, chocolate quente....). Coisa de gorda, eu sei. Mas é mais forte que eu: amo o inverno.

E não é só por mim...a cidade fica tão linda, todo mundo bem vestido. Eu acho o inverno uma estação bem elegante. Sabe que um tempo atrás saiu uma lista das cidades dos mais bem vesdidos. São Paulo está entre as 10, mas Porto Alegre não. Olha o ranking das 10 mais:

1. Londres
2. Nova York
3. Barcelona
4. Paris
5. Madri
6. Roma
7. São Paulo
8. Milão
9. Los Angeles
10. Berlim
E quando vi a lista, eu pensei: essa pesquisa não deve ter sido feita no inverno. Porque se tivesse sido, Porto Alegre faria parte dela. Porque no inverno, aqui, todo mundo é lindo. Tudo é lindo. Por isso gosto tanto do inverno. E claro, também por conta do chocolate quente. Mas deixa pra lá. Neste inverno pretendo focar apenas na parte bonita e light do inverno. Então, Sr. Frio, pegue leve este ano!

Fina no inverno

Outro dia eu estava indo para casa da vó do meu marido, quando uma moça passou na rua por mim. Bom, primiero ela me chamou a atenção porque era muito bonita, e um copo....cinturinha fina e quadril largo. Muito bonita, com corpo violão. E segundo que ela estava com uma roupa linda, um casaco que parecia um  trench coat curto, com um cinto do proprio casado marcando a cintura fina, e uma calça jeans tão justinha que me fez pensar no esforço que ela deve ter feito para entrar nela. Mas estava linda. Muito linda mesmo. Mais ou menos assim:


Foi quando eu pensei numa coisa:

Eu sempre achei triste fazer dieta no inverno. Porque eu pensava, com tanta roupa, deve ser difícil perceber que alguém tenha emagrecido. Mas, eu estou errada. Muito errada. O inverno não impede de vermos as curvas de ninguém. Os casacos, ao contrário do que eu e muita gente pensa, não esconde a gordura de ninguém. Apesar de usarmos roupas e mais roupas no inverno....continuamos sendo a gorda ou a magra de sempre. Aliás - na minha opnião de desejosa de corpo perfeito - as magras consegue usar os casacos com muito mais elegência. 

Pois é, eu estava errada. Mais um motivo para fazer dieta no inverno. Porque, sim, as pessoas percebem que emagrecemos. Nós, gordinhas, temos a mania de pensar que podemos disfarçar nosso peso, e que conseguirmos fazer com que as pessoas não percebem que engordamos ou que estamos gordas. Pura ilusão. 

Não é porque está frio lá fora que vamos relaxar aqui dentro.......é focar no que queremos, mesmo porque o inverno, um dia passa. E aí, e aí meninas, vem o verão!

Gramado

Ando bem atrasada nas postagens, mas é que a minha vida está uma loucura........vamos lá então:

No fim de semana passado fomos a Gramado. Eu, meu marido e um casal de amigos. Pegamos o carro e colocamos o pé na estrada. 


E foi ótimo, nos divertimos, rimos muito...e é claro que teve comilanças, mas até que foi bem mais light do que eu esperada. Nada de fondue, nada de café colonial....e isso já é uma vitória. Eu adoro Gramado. Adoro. Quem não gosta? Aquele friozinho e aquela cidade linda.....


Bem, fomos no sábado, chegamos na hora do almoço. Almoçamos uma massa com direito a vinho, aliás o fim de semana todo foi regado a vinho. De tarde passeamos pelas lojas, tomamos um chocolate quente que só Gramado tem, e de noite, mais vinho com queijos.


No domingo fomos passear no zoológico de Gramado. Eu nem sabia que Gramado tinha zoológico, mas é muito legal, um passeio bem interessante. Onde se anda muito a pé, se vê vários animais (só os brasileiros) e se diverte muito. Recomendo. E depois fomos no parque gaúcho, que é muito legal também. Almoçamos comida campeira (só que conhece sabe o quer dizer, mas eu digo o que quer dizer: um desastre para a dieta) e depois teve uma apresentação de doma...enfim, um passeio muito legal mesmo.

E domingo de tardinha viemos embora. 

O fim de semana foi perfeito. Eu, meu amor e amigos.....foi mesmo tudo de bom. Mas vou dizer uma coisa que eu já sabia, mas enfim, não custa repetir: essa coisa de "é melhor aproveitar a oportunidade porque não acontece sempre" não dá muito certo. Tá, o find nem foi uma jacada total, mas foi muito fora da dieta.

E toda vez que saio, adoro colocar meus looks. Procuro na internet looks parecidos e posto. Mas desta vez não tenho vontade de fazer isso. Não que eu tenha ido feia, ou me sentido feia. Na verdade não. Adoro me arrumar....então...enfim. Mas eu não conseguia para de pensar nas roupas que eu deixei no meu guarda roupa. Não é que as roupas não estão dando em mim. É que elas não estão com o caimento que eu quero. E neste caso, prefiro nem usar. Eu falo que é "queimar o look".Para justificar o seu uso ele tem mesmo que estar perfeito. Então preferi não usar. Mas eles me assombraram. Não deixava de pensar na pena que é ter roupas tão linda no meu guarda roupa e não poder usar. 


Saia longa com cara de inverno, vestidos para usar com meias grossas e botas longas e uma chemisier para usar com jeans justinho de botas....eu sei era só um fim de semana, mas as possibilidades seriam infinitas se eu tivesse com o corpo dos meus sonhos. Mas não foi desta vez...Mas quem sabe da próxima. Seria um bom prêmio de "corpo perfeito" ir a Gramado e usar tudo o que eu não pude dessa vez.....quem sabe, quem sabe!

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Bem Vindo Maio

Olha, parece que 2013 acabou de começar. Mas já estamos no mês 5, o que quer dizer que já se passaram 4 meses inteiros....dá pra acreditar? Já se passaram 4 meses. 


Mas não vamos olhar pra trás: temos 8 meses inteiros pela frente.

E podemos simplesmente ver esses 8 meses passar, ou aproveitá-los da melhor maneira que pudermos.

O que você vai escolher? Eu vou tentar aproveitar os próximos 8 meses e o resto da minha vida!

Combinação de última hora

Ontem meu marido chegou em casa já animado com o feriado, e encontramos alguns amigos, papo vai, papo vem, decidimos sair.

Bom, alguém por favor toque o alarme porque algo fora do esquema está para acontecer. Eu sei, parece coisa de gente neurótica, mas eu sou neurótica e nunca escondi isso.

A questão é que muitas coisas passaram na minha cabeça: a dieta que vai ser furada (difícil ir para um bar e achar salada no cardápio), eu gorda tentando achar uma roupa para sair (meu corpo não está pronto para eventos assim, novamente meu corpo não está pronto para eventos assim).....tudo que é de última hora me dá uma sensação agonizante. Porque não pensem que eu deixo de programar só porque é por acaso. Eu tento, de última hora, colocar meu cérebro para funcionar e programar tudo. 

Mas, depois do Post da Patrícia, estou mesmo tentando levar a vida mais na boa, sem tantas neuras. Apesar de não ser nada fácil, estou tentando. 

Então ontem, eu, meu marido e um casal de amigos, fomos para um barzinho, o Mulligan, um pub em estilo irlandês que fica no Passeo Zona Sul. 


Conversamos, comemos, rimos, comemos, nos descontraímos, comemos....sim, comemos. Comemos batata frita, filé à milanesa, os maridos tomaram cervejas esquisitas e as esposas no clericot.


E eu fui num estilo mais ou menos assim:

Bem...eu sobrevive ao fato de ter que me arrumar em 20 minutos, sobrevivi ao fato de fazer algo fora da dieta (mas só sobrevivi a isso porque já andava fora da dieta). E quer saber, a noite foi ótima. Foi realmente muito boa.

Mas.....

Mas não foi perfeita. E isso me deixa um pouco irritada. Porque tá certo não ser tão neurótica com a dieta e sair com amigos para descontrair. Mas batata frita e filé à milanesa não é o que eu chamaria de aprendizado. Eu saí, mas eu saí à moda Fernanda. Saí sem me preocupar nem um pouquinho com a dieta. Eu não comi horrores, claro que não, mas não me preocupei nem um pouquinho com a dieta. E isso é tão radical quanto sair e pensar na dieta o tempo todo. 

Eu ainda preciso achar o ponto de equilíbrio. 

Eu sei que preciso sair mais, ter uma vida social independente de dieta ou peso, mas não posso chutar o pau da barraca toda vez que eu sair. 

Tá, respira fundo e se dê uma nova chance: no fim de semana vamos sair de novo. Eu, o marido e o mesmo casal de amigos, combinamos de ir a Gramado. O que é um pouco pior. Não é só um barzinho...é Gramado. Frio, chocolate quente, massas com molhos e fondue. Isso é Gramado. 

Mas desta vez, vou tentar fazer diferente. Não vou fazer programações. Vou deixar as coisas acontecerem, e vou tentando a todo momento optar por coisas mais saudáveis, ou seja, se puder vou passar longe do fondue. Eu preciso achar esse equilíbrio e não prejudicar minhas conquistas da dieta a cada evento.....e é o que eu vou tentar. E vou tentar mesmo. Largar um pouco a neurose e tentar viver uma vida mais normal. Mesmo estando de dieta! Aliás, sem esquecer que estou de dieta!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...