sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Corpo de mãe

Outro dia, eu pai soltou uma pelo telefone que me deu vontade de socar. Não ele. Jamais socaria meu pai. Mas tive vontade de socar alguém. Por sorte não tinha ninguém por perto.

Mais uma vez, durante a ligação, o assunto gravidez entrou na história. Como gostam de pressionar. Que ódio. Não quero pressão. Não quero essa pressão. 

Mas enfim, no telefone, meu pai pressionando e eu tentando dizer que a decisão de quando terei filho não é dele. É minha. E ele me solta esta pérola:

"Outro dia eu conversando com uma pessoa sobre isso...e a pessoa disse que você não quer engravidar porque tem medo de nunca mais emagrecer"


Ohhhh meu Deus! Quem? Quem disse um absurdo desse? Melhor eu nem ficar sabendo quem foi, porque a vontade de socar alguém, ainda não passou. Mas, tudo bem, vamos lá analisar a situação:

Toda mulher, no mundo inteiro, que ainda não tem filhos, tem sim medo de depois da gestação não conseguir mais emagrecer. E é claro que não estou fora deste grupo. Mas jamais, em hipótese alguma, isso me faria adiar uma gravidez ou ter medo de engravidar. Posso ter medo das consequências, claro que sim, nunca engravidei, não sei como é. Mas não tenho medo de engravidar. E essa questão do peso, não é meu único medo. Tenho medo de virar mãe e esquecer que sou mulher e esposa. Tenho medo de ter tanta responsabilidade por alguém tão frágil. É claro que tenho medo. Mas isso nunca vai me impedir de engravidar quando eu achar que é o momento certo.

Eu gostaria de engravidar estando no meu peso ideal? É claro. Seria muito mais fácil. Olha, meu plano é emagrecer uns 4 quilos além do que eu quero para poder engravidar com uma folga no peso. Mas o que me impede de não parar as pílulas hoje não é meu peso. É a situação financeira, a situação da casa (ainda em reforma - aliás, demos uma paradas nas reformas, mas já estamos retomando). Não o peso. 

Mas as pessoas, bem, as pessoas insistem em te julgar mesmo sem saber da sua história. Insistem em fofocar - esta é a palavra. A minha cidade - antiga cidade - é mesmo assim. Todo mundo acha que sabe da vida de todo mundo. 

E, sobre essa coisa de peso após gestação...eu tenho sim minha opinião. E é apenas uma opinião. Não sei se estou certa ou não, porque nunca passei por isso, mas vou dá-la assim mesmo:


Eu acho que emagrecer sendo mãe, é tão difícil quanto emagrecer sendo solteira. Ter um filho pra cuidar é muita coisa. Mas a vida da mulher já é feita de muitas coisas....já estamos acostumadas a ser mil em uma só. É só um detalhe. É um detalhe lindo, mas é um detalhe. 

O que quero dizer é que quem quer, consegue. Ainda mais amamentando. Amamentar - não sei se vocês sabem - queima mais calorias que uma academia. E se a mãe amamentar, bem, ela consegue voltar ao peso rapidinho. 


O que normalmente acontece é: a mãe consegue emagrecer depois da gestação nos primeiros meses, mas depois engorda. Então, esse ganho de peso não é por conta da gestação....é por outros fatores. A verdade é que muitas usam a desculpa de "sou mãe" para relaxar. Mas a verdade é que não importa se você tem ou não filhos, quando se quer emagrecer, se consegue. Ponto final. Essa é minha opinião. Humilde opinião. 

Mas o que me deixa louca é alguém, sei lá quem, dizer que não quero engravidar por conta de medo de nunca mais emagrecer. Quem, neste mundo todo, pode dizer algo assim sobre alguém. Quem tem esse direito? Ninguém. Ninguém tem. Isso é o que mais me deixa chateada. Profundamente chateada!

Isso me dá uma raiva profunda!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...