segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Indo atrás do que eu quero

Há um pouco mais de 1 ano atrás, a Enjoy lançou uma bolsa linda na sua colação. Quer dizer, linda é uma questão de opinião. Eu a achei linda.

Ela era rosa metalizada, toda brilhante, mas com um visual esportivo. Eu já me imaginei (este é o meu problema, eu me imagino, me apaixono e acabou) usando ela. Com um look clean, jeans, camisa preta e a bolsa se destacando como o acessório perfeito e nada discreto. Bom, esta é a bolsa:


Eu me apaixonei por ela. Mas as minhas paixões geralmente possuem um limite financeiro. Na época esta bolsa custava mais de R$ 700. Linda, mas não justificava o preço. 

Então, esperei a liquidação. Hehehehehe. Sempre faço isso. Às vezes me dou mau. Nesta mesma época queria um vestido que achei lindo, mas também muito caro. Veio a primeira etapa da liquidação e eu continuei achando caro. Quis esperar a segunda fase da liquidação, mas alguém o comprou antes. Este é o vestido. 


Lindo. Perfeito. Depois que o perdi liguei para as lojas do Brasil inteiro. Mas não teve jeito. Perdi o vestido. E eu sonho com ele até hoje. É.....sou exagerada nos meus desejos.

Mas vamos voltar a falar da bolsa. Bem.....a bolsa. 


Veio a primeira parte da liquidação. 30% de desconto. A bolsa ainda custava mais de R$ 500 reais. Era muito pra mim. Então decidi esperar a segunda parte da liquidação, mas alguém comprou antes. É, eu já assisti esse filme. Fiquei sonhando com a bolsa. Mas desta vez, a história teve um final diferente. 

Nas últimas férias eu estava passeando no shopping do ES e vi, na vitrine da Enjoy, a minha bolsa. Era ela. Era a minha chance. Com 50% de desconto, estava custando R$ 378. Sim, ainda cara, não posso negar, mas era a minha chance.

Mas a minha mãe estava comigo. E ela logo tratou de fazer o que sempre faz: me dar um choque de realidade. "Muito cara...onde é que você vai com isso?". Todo mundo me criticou. Até minha sobrinha (de 10 anos) tirou sarro da minha cara. Lá fui eu, de novo, deixando a minha bolsa pra trás. 

Mas o destino é mesmo incrível. Me liga uma amiga querendo me ver antes de eu ir embora. E eu logo disse: "ok, a gente se encontra no shopping Vitória". Era a minha chance, eu ia buscar a minha bolsa. Logo fiz questão que o marido ficasse em casa, e fui eu.....comprei a bolsa. Era minha. Tinha que ser minha. 

A minha mãe, meu marido e minha sobrinha foram me buscar na casa da minha amiga (a tal amiga me pegou no shopping e fomos para casa dela). E quando a minha sobrinha me viu atravessando a rua com a sacola da Enjoy, logo deu o veredicto: "Eu não acredito. Ela comprou a bolsa"...kkkkkkkk. Aliás, a minha sobrinha - depois que viu a bolsa de novo- amou a bolsa: rosa, com brilho e detalhes em spike. Tudo o que ela queria. Ela queria que eu deixasse a bolsa pra ela. Não mesmo. É minha. Finalmente. Um dia quem sabe. 

Mas em casa, olhando a minha nova aquisição, me lembrei do meu vestido da TVZ que comprei no ano passado. Que também tive uma busca lendária por ele. E lembrei de um comentário de uma amiga em relação a ele. Ela disse:


E eu comecei a pensar nisso. Realmente, eu sou tão determinada. Quando quero uma coisa, ninguém me segura. Meu marido diz que quando eu coloco uma coisa na cabeça, ninguém tira. Mas por que eu não uso essa determinação, essa força, para emagrecer? Porque eu tenho essa força. Só tenho que usá-la no lugar certo.

Hora de usar toda determinação que eu tenho, e sempre tive, para enfim conseguir o corpo que eu tanto quero. E que comece mais uma busca lendária: agora pelo meu corpo perfeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...