segunda-feira, 17 de março de 2014

Talvez a vida não seja mesmo constante

Este fim de semana foi o fim para mim. O fim. Comi de mais, comi mais do que deveria, coisas o que eu nem mesmo queria. Eu estava muito pra baixo, triste, nervosa...descontei na comida. 

E é nessas horas que ficamos triste. Porque quando começamos uma dieta, a gente quer tanto que dê certo. A gente quer um marco no começo e outro no final. E que entre eles tenha apenas um declínio constante de peso. Quando vemos na internet que pessoas emagreceram tantos quilos em tanto tempo, a gente tem mesmo aquela sensação de que um dia a pessoa acordou, começou a emagrecer e nunca mais parou.


Tá, pode até ser que com algumas seja constante no processo, mas pra mim nuca foi. Imagina, eu, a rainha do efeito sanfona, nunca foi constante mesmo. 

E eu sei que o emagrecimento constante é mesmo o ideal. Que o corpo aprende a comer certo sem distrações. Sem nunca mais ser lembrado de como é comer mal. Isso seria mesmo o perfeito. Mas temos que entender, eu tenho que entender, que nem sempre é assim. 

O que quero dizer é: apesar de eu saber que os deslizes não são nada bons, caso eles apareçam, devem ser tratados do jeito que merecem. Ou seja, devem ser ignorados. Tá, seria ótimo começar um processo de emagrecimento e ver os número só descendo, mas caso isso não aconteça, não se puna, não dê muita atenção, apenas siga em frente. Continue. Continue o caminho. Aliás retome o caminho mais rápido possível. E nem vamos falar de um recomeço, vamos falar de retomar. É uma retomada. 

É respirar fundo, aceitar que os tropeços não são nada bem-vindos, mas que às vezes fazem parte do caminho. Então sacode a poeira e bola pra frente. Com os deslizes acabamos perdendo algumas conquistas, aparte da confiança e até mesmo um pouco da esperança. Mas a verdade é que todas aquelas pessoas que conseguiram emagrecer tantos quilos em tanto tempo, muito provavelmente elas simplesmente entenderam que seguir em frente faz parte do processo e muitas vezes te levam exatamente onde você quer chegar. 

E é o que tentarei fazer nesta semana: simplesmente seguir em frente!

6 comentários:

  1. Meu final de semana também foi horroroso. E esse seu post foi perfeito. Adoro seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Renata. Mas no final das contas, o que realmente conta é com que rapidez voltamos para nossa rotina saudável. É isso que faz toda diferença. Porque quanto mais ficarmos na "jaca", mais teremos que recuperar depois....

      bjsbjsjbs

      Excluir
  2. continue a nadar, continue a nadar...
    Também retomei as rédeas da situação por aqui! Não é fácil admitir que erramos né :(

    Vamos fazer essa terça valer pena!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Aline, nos sentimos mesmo fracassadas. Mas é levantar e seguir em frente. O quanto antes. A minha segunda já valeu a pena, e a terça será ainda melhor

      bjsbjsbjs

      Excluir
  3. Se já voltou rapidinho pra dieta, então é porque você não é mais a mesma e o "efeito sanfona" está com os dias contados. Porque a mente já mudou, e agora é questão de tempo para tudo ir se equilibrando.

    Acho natural termos nossas recaídas e nossas quedas. Acho que isso é até bom. Nos tira daquela constância e às vezes nos dá uma sacudida daquelas para que retomemos o caminho e até façamos alguns ajustes que, antes da queda, nem achávamos necessários.

    Mas haja paciência pra engolir seco a raiva que dá da gente mesma quando "estragamos" tudo, né?

    Só que somos humanas, e seres humanos erram, tentam, tentam novamente, conseguem, erram, acertam... e por aí vai!

    Sucesso pra você, sempre!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, vc disse algo que é certo: as quedas nos faz tomar novos rumos, que nem cogitaríamos mudar antes da queda. E foi exatamente o que aconteceu. Mudei algumas coisas, e acho que foi até para melhor.

      E apesar de saber que isso é normal, algo bem lá dentro diz: "não deveria ser". E isso mata. Ainda mais se você fizer - e eu sempre faço - as contas de "onde eu estaria se não fosse a tal queda". Percebemos que em 3 dias podemos perder quase que 3 semanas....é desesperador. Mas realmente, votei e voltei com tudo. E o efeito sanfona está mesmo com os dias contados.

      bjsbjsbs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...