terça-feira, 20 de maio de 2014

Por uma vida mais real

Eu tenho uma sobrinha de 11 anos. Ela é minha vida. Meu tudo. E quando viajo pra ver minha família, é ela quem eu mais aproveito. Criança é um coisa, deve mesmo ser aproveitada. A vejo pouco e quando a vejo está sempre muito diferente da última vez. Até os 5 anos éramos grudadas, mas depois que casei e me mudei....bom, a vejo muito menos do que gostaria.

Agora ela quase não brinca mais de Barbie. Mas arrumou um substituto virtual: Baboo. Para quem não conhece (neste post vou considerar como se vocês não conhecessem nada), é um site que virou mania entre as crianças. Elas montam um personagem, um lugar, e jogam on line. Ou seja, conversam com outras crianças. É assim pelo menos na teoria. Porque eu me sentei do lado dela enquanto ela jogava e observei o bem o sistema. 

Alguns desses lugares criados pelos participantes tinham nomes bem sexuais, alguns até com apelo pedófilo. Bom...quero abrir um parênteses aqui (neste post vou falar de muitas coisas): se você acha que é muito cômodo dar um computador a criança para que ela não te perturbe, para que não precise dar atenção a ela o tempo todo, para que ela te dê vários momentos de paz, e não supervisiona isso...não pode reclamar dos pedófilos na rede. Lugar nenhum no mundo é seguro. Nem para um adulto. Quem dirá para uma criança. E a internet não é diferente. Não é porque a criança está no quarto dela que está em segurança. Os pais se acomodaram....e isso não pode acontecer. As crianças precisam de orientação. Enfim....desabafei. 

Voltando ao que eu estava dizendo....me assustei com o tal Baboo. A ideia é ótima, mas o problema é que não é só crianças que frequentam aquele lugar virtual. Então pensei: preciso tirar minha sobrinha dessa. Mas...disfarçadamente. Porque quanto mais você fala para uma criança de 11 anos que ela não pode fazer uma determinada coisa, mais ela quer fazer. 

Então tive uma ideia: "Lili (minha sobrinha), tem um jogo que a tia jogava que é bem desse estilo, mas é muito melhor. Vamos procurar para comprar?". Ela se animou toda. E disse: "Agora". Era um ótimo momento para eu ensinar a minha sobrinha que na vida as coisas não são pra ontem, não são na hora que a gente quer, e que é preciso esperar o tempo certo para tudo. Mas não posso ensinar algo que nem mesmo eu (aos 33 anos) aprendi. Então fui....naquele momento para o shopping procurar tal jogo. 

E eu estou falando do "The Sims".


 Comprei este aqui:

 Para quem não conhece o "The Sims", já quero deixar uma coisa bem clara: aquilo não é de Deus. Por que você entra no jogo e esquece da vida....entra de manhã, e quando vê já é de noite e você não fez nada de produtivo com o seu dia. Mas ao mesmo tempo, é genial.

"The Sims" é um mundo virtual. Você cria o seu personagem....e só isso já é uma perfeição em forma de jogo. Pensa.....você gordinha, pode comer todos os pacotes de batata frita, enquanto joga com uma personagem gostosona, num mundo virtual, onde a personagem (que é você) é popular, sociável, tem milhões de amigos, trabalho, uma casa bonita......dá vontade de não acordar. Você tem amigos, dá festas...

O triste do jogo é quando você percebe que aquilo não é real, e que você precisa se levantar da cadeira e ir viver sua própria vida. Mais isso analisando do ponto de vista adulto-insatisfeito-com-a-própria-vida. Do ponto de vista da criança, é uma brincadeira divertida, que te faz assim sonhar com a vida de adulto. Assim como a Barbie. Só que até melhor.

Mas, o "The Sims" não é on line....não há riscos - aparente, porque deve ter "The Sims" que dê pra jogar na rede - de vir pessoas mal intencionadas.

Resumindo, comprei o jogo e minha sobrinha adorou.

Então você cria sua personagem com as características que você quiser. Pode até mesmo criar uma versão sua melhorada. 


E cada personagem nasce com $ 25.000 no banco. Com esse dinheiro você precisa comprar uma casa, mobiliar (pelo menos com o essencial)....mas $ 25.000 não dá pra quase nada. Só dá mesmo para a casa mais baratinha e o essencial. 

 Como faz então? Arruma um emprego e vai trabalhar. Isso é legal do jogo, tem que aprender a controlar o dinheiro, tem contas para pagar.....É claro que existe uma manha para aparecer um monte de dinheiro na sua conta e você ter tudo que quer sem esforço, mas este não é o objetivo do jogo e nem vou falar da manha aqui.

Voltando ao mundo Sims, algumas casas da vizinhança são simplesmente perfeitas. E você quer uma casa perfeita também para seu personagem. E assim você começa a trabalhar para melhorar de vida. E você pode juntar dinheiro para comprar uma casa melhor pra você, ou simplesmente reforma e melhora a sua. E isso passa a ser seu plano de vida no jogo. "Quero trabalhar, melhorar a minha casa, e depois disso vou só aproveitar a vida" (porque no jogo da pra passear, ir no shopping...). 


Eu sei que esta parte técnica do jogo é um tanto chata pra descrever, mas eu preciso fazer isso para chegar onde eu quero...então vamos lá.

O seu Sims (o personagem) arruma um emprego e recebe por dia de trabalho. Mas ele pode ser promovido para você ganhar mais. E cada promoção você ganha um dinheiro a mais de bônus, mas para ser promovido o seu Sims tem que estar feliz....então, resumindo, você passa um tempão em função disso: ter as habilidades necessárias para ser promovido, deixar seu Sims feliz para conseguir a promoção, para enfim ter dinheiro para a casa que quer. E depois disso você pode ter filhos.....os objetivos podem mudar, mas no jogo (e na vida) você tá sempre focado em conseguir algo. 

Quando estava a personagem da minha sobrinha, conseguindo a casa que tanto queria, e recém tinha adotado uma criança, vem uma mensagem assustadora: "seu Sims tá de aniversário", e PUFT....a personagem fica velha. Cabelos brancos, rugas.....


O jogo que eu conhecia (The Sims 1) isso não acontecia. Mas eu comprei o 2 pra ela...Como assim velha? Gente, o The Sims é perfeito justamente porque você pode ser uma pessoa virtual linda e jovem pra sempre. 

(E por não aceitar a velhice da personagem - imagina, não aceito a velhice nem na vida real - descobri na internet a manha para ficar jovem para sempre: Ctrl + Shift + C para abrir a caixa de conversa e "aging off")

Mas depois do susto, depois de ter feito a personagem da minha sobrinha ficar jovem e linda novamente, fiquei pensando sobre aquilo. Isto é um resumo da nossa vida. Estamos sempre focadas em algo específico e não nos lembramos de viver, de aproveitar a vida. Queremos uma promoção no emprego, queremos uma casa bonita, queremos a bolsa cara, queremos o corpo perfeito. E depois que temos o que queremos, queremos outra coisa, e vamos em busca de novo...e nunca é o momento de relaxar e aproveitar o momento. Estamos sempre buscando algo que está fora do alcance. Mas se não tivermos cuidado, passamos a vida inteira em busca do queremos e um belo dia, PUFT, estamos cheias de rugas e cabelo branco. 

Não estou dizendo para não termos objetivos ou não lutar pelos nossos sonhos. Estou dizendo que ali no meio de toda essa batalha, temos que achar tempo para aproveitar o que já conquistamos, para aproveitar a vida, para aproveitar o momento. Os momentos não voltam, e a cada dia estamos diferentes. Estamos mais velhas, mais flácidas, mais rabugentas.....precisamos aproveitar o hoje.  

Caso contrário, você está fazendo da sua vida um jogo virtual. Você não está sendo uma pessoa, está sendo uma personagem virtual, um robozinho. 


Quando na verdade você pode ser muito mais. 

É inevitável, no jogo (a menos que use o "aging off") e na vida: vamos envelhecer. Vamos até morrer. Não se tem como mudar isso. Mas o que realmente faz diferença, é em como aproveitamos a vida até lá, e se aproveitamos a vida até lá. Se você só foca em coisas e objetivos, sua vida vira um amontoado de objetos e situações. Mas vai faltar a vida. A energia vital. A felicidade. A VIDA. E temos que cuidar da nossa, ou ela acabará antes mesmo do "Game Over".

4 comentários:

  1. O que eu posso dizer de um post fantástico desse?
    ....
    Fantástico!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai....que lindo elogio. Obrigada. Valeu mesmo. Eu fico toda boba :D

      bjsbjs

      Excluir
  2. CTRL+SHIFT + C , motherload! ahahahah... eu era viciada nisso! O the sims 3 é ainda melhor ! XD
    Uma ótima metáfora da vida, que mostra que o tempo passa, antes que você consiga tudo que quer! :(

    AMEI o post!

    PS: No 3 da pra fazer a parte "jovem" da vida do Sim durar o dobro ou até o triplo do tempo normal..rsrs...


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkk tá Aline avacalhando com o jogo...kkkkkkkkkkkkk

      A manha nem vou comentar....mas tenho só uma coisa a dizer: como a usamos na vida real?

      Eu gostei muito do 2, mas já achei avançado de mais para minha cabeça de 33 (mas o programa em si, tem um imagem muitooooo melhor. Impressionante). O 3.....bem, não sei se conseguiria usar. Mas dizem que já tem até o 4.....eu sou mais tradicional.

      Adoreiiiii encontrar viciadinhas em The Sims, assim não me sinto sozinha.....kkkkkkk

      bjsbjsbjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...