quarta-feira, 30 de julho de 2014

Eu quero mais, e quero agora

Eu quero emagrecer. Nós todas queremos emagrecer. Mas o quanto queremos isso. Já vi muitas frases por aí pedindo foco. Mas a verdade é que poder focar numa única coisa, olha, isso é para poucas. Geralmente temos milhares de coisas para fazer e geralmente ao mesmo tempo. 

Até que focamos no emagrecimento, miramos no alvo, não tiramos os olhos dele. Entretanto, há tantas variantes em volta que nem sempre acertamos de primeira. 


Muitas vezes precisamos mirar de novo, de novo e de novo. O que não é ruim. O quanto mais mirarmos, mais chances temos de acertar. 


Mas o problema - pelo menos a meu ver - é quando não miramos. Quando nos distraímos no dia-a-dia. Quando, por 1 segundo, desfocamos. Mas acontece. Acontece muito. Coisas acontecem que necessitam de nossa atenção 100% naquele exato momento que todas as outras coisas ficam - momentaneamente- em segundo plano. E nessa história toda o que importa é quantas vezes isso acontece. Queremos muito emagrecer, mas queremos quanto? Acima do quê?

Sim, precisamos estabelecer prioridades, para sabermos o quanto queremos. Como queremos. Em que momento queremos. E neste minuto o que queremos mais? Queremos muito emagrecer? Mais queremos mais do que queremos um bolo de chocolate? Eis o "x" da questão. O quanto queremos? Só depois de saber o quanto queremos é que de fato vamos saber o quanto estamos mirando.


Só depois de estabelecer as prioridades na nossa cabeça é que podemos de fato ver o quanto a nossa mira está boa ou ruim. E precisamos ter essa consciência nos momentos certos. Ou melhor, nos momento errados. Quando estamos na festinha infantil, quando vamos ao cinema e passamos em frente a pipoca, quando saímos para beber na sexta, ou vamos no churrasco no sábado. É nesses momentos que as prioridades tem que ficar claras na nossa cabeça. Ou nunca vamos acertar o alvo. 

Mas aí vem umas (esse umas não é em tom pejorativo, é só pra generalizar mesmo) e diz: "mas esses momentos não voltam....tem que aproveitar". Não é bem assim. Eles voltam. E voltam sempre. Tem épocas que vou no cinema toda semana. Tenho umas 10 festas infantis por ano. Tenho uns 8 churrasco com os amigos, uns 5 sair na sexta pra beber. Uns 12 jantarzinho na casa de alguém, 2 festas da empresa, 30 aniversário de alguém (então vamos comemorar). Estou contando por alto. Isso por ano, que tem 56 semanas. Já contei 67 eventos - tirando o cinema, natal, páscoa, ano novo, carnaval.......e isso é por cima. Tem ano que tem casamento, tem ano que tem formatura, enfim....acho que já entenderam. Faz as contas......é muito evento. E se em TODOS os eventos vc encarar como "deixa eu aproveitar que os momentos não voltam", vc vai enfiar o pé na jaca umas 2 ou 3 vezes por semana e no ano que vem está tudo te esperando novamente. 

Então se foque. Mas no sentido de "estabeleça prioridades". Veja, naquele momento, o que realmente importa pra você. Os 43 brigadeiros neste exato momento, ou um corpo lindo e saudável a longo prazo? Nosso problema é que não sabemos esperar. Não queremos nada a longo prazo. Queremos mais, e queremos agora. Mas....estabelecer prioridades é exatamente isso. O que queremos mais? 

E só depois que isso fica claro é que temos a calma para acertar no alvo.


Só depois que estabelecemos isso na nossa mente, que combinamos isso com nós mesmos é que podemos enfim ter resultados. 


A questão é: o que queremos mais? 

E não: o que queremos agora?

Foque sempre no que você quer mais, e você terá. Pode não ser agora, mas você terá!

4 comentários:

  1. Esse post veio bem de encontro às minhas últimas reflexões... Porque eu só faço engordar, engordar e engordar, e nada de "focar" no emagrecimento.

    Aí, lendo o que escreveu, me lembrei das vontades loucas que me dominam ultimamente. Pois quando eu recusava um brigadeiro, eu fumava (podia fumar em qualquer lugar, inclusive no trabalho), quando eu estava estressada, eu fumava. Quando eu estava feliz, fumava. E agora, quando a vontade louca de fumar vem, eu como. Como o brigadeiro quando estou feliz, triste, ansiosa, alegre, entediada... Apenas coloco algo na boca...

    Mas e o foco? O foco é fazer com que meus vícios desçam as escadas do além um por um... E agora o foco é passar a pior temporada sem cigarro (que, dizem os especialistas, dura mais ou menos 1 ano de forma crítica e depois alivia). E suportar o fato de que estou estressadíssima por estar engordando. E não posso "fumar" esse stress... E comer mais piora o stress por estar engordando... Chego a ver algo tragicômico enquanto escrevo!

    E sim, abençoadas sejam as pessoas que podem focar em 1 coisa de cada vez. Porque as pessoas à nossa volta, aquelas que realmente amamos, são prioridades também, tanto quanto emagrecer, passar num concurso ou seja lá qual meta for. Porque vai ter dias em que você vai ter que acudir algum familiar/amigo/papagaio/cachorro/namorado/marido e talvez não dê pra treinar. Ou então você esteja gripadíssima e a prioridade é se curar completamente... Enfim, eu sou multifocal, e não sei se felizmente ou infelizmente. É o que tem pra hoje!

    Gostei muito de uma postagem que eu vi por aí, o link é esse: http://naosouexposicao.wordpress.com/2014/07/27/vida-fit-e-os-tres-elementos-de-uma-vitoria-de-pirro/. Estou pensando nisso até agora!

    Beijos e tenha uma ótima semana!!!

    E desculpe o comentário gigante... rsrsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro seus comentários gigantes. Nem precisa se desculpar.

      Mas enfim, este seu comentário me lembrou de 2 temas que estou trabalhando na mente para escrever. Um eu acho que sai hoje, o outro, só Deus sabe.

      Mas vou adiantar aqui pra vc:

      Primeiro: eu tenho pensado nisso. E apesar de EU ser uma prioridade na minha vida, bem, outras prioridades vem antes do "quero emagrecer". Mesmo porque emagrecer 9pelo menos pra mim) não é um caso de vida ou morte. E outras coisas vem antes. Como nos exemplos que vc colocou no seu comentário. Sim, eu quero ir à academia, mas se isso for mais importante que uma necessidade da minha família, bem eu passei a barreira da loucura.

      Segundo:Acho que - pelo menos num primeiro momento - em vez de tentar liquidar de vez nossos vícios, temos que substituir eles por vícios mais saudáveis. Por exemplo: tá estressada, tá feliz, tá ansiosa, tá angustiada.....malhe. Melhor que comer ou fumar. É vício igual. Mas é um vício melhor. Estou começando a acreditar que essa coisa de uma vida equilibrada e sem vício não existe. Simplesmente nos viciamos no que gostamos. Algumas pessoa fumam, outras comem, outra jogam, outras leem, outras malham....tudo vício. Só que alguns são melhores que outros.

      Enfim, falarei disso melhor no meus post futuros.

      E li o post que me indicou. Muito bom. Não concordo com ela 100%, mas concordo uns 80%. Ela tb exagerou. Mas no fundo ela tá certa. Temos limites. Não somos super. E se vc partir pra briga sem ter essa consciência é uma batalha perdida. E sobre o que ela disse, de vencer a batalha e ter muitas perdas, principalmente na vida social....bem, ela tava falando de mim. Me usando como exemplo....só pode. Estou tentando evitar isso. O que entra de novo na nossa discussão sobre prioridades.......

      Bjs e uma ótima semana.....bjsbjsbjsjbs

      Excluir
  2. Temos que ser a nossa prioridade!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...