segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Eu em primeiro lugar......será?

Outro dia fiz um post sobre prioridades. E depois que escrevi fiquei pensando nele. Porque a gente tenta focar, ser nossa prioridade e na prática não é bem assim que acontece. E depois de pensar muito no assunto cheguei a conclusão (minha conclusão, pode ser uma conclusão equivocada para alguns) de que é assim mesmo. Somos nossa prioridade até certo ponto. Somos nossa prioridade no que é vital. E depois disso, outras prioridades tomam conta. Normal. Isso é normal. Não se culpem por isso. 


Estabelecer o que realmente é urgente em nossa vida não é uma tarefa fácil, apesar de parecer. E dependendo de como fica a nossa lista, podemos ser tachados de egoísta. E estaremos sendo mesmo. Então - eu pensei - a melhor forma de lidar de uma vez por todas com isso é fazer uma lista. Sim, todos nós temos uma lista de prioridades na nossa cabeça. Mas essa lista muda muito. Uma coisa que hoje é prioridade amanhã não é e isso bagunça tudo. No final das contas a gente acaba achando que nem tem prioridade alguma. 


Mais um motivo para fazer a lista. Para focas nas prioridades, para saber das prioridades, para saber o que pode ser deixado em segundo plano e em que momento.

Eu fiz a minha lista de prioridades e tentei ser o mais honesta possível nela. Então vamos à minha lista:


Agora vamos às explicações:

Eu estou em primeiro lugar na minha lista. Mas o "Eu" que aparece em primeiro lugar não é simplesmente meu bem estar. O bem estar está em quinto lugar. O "Eu" do primeiro lugar são necessidades vitais. Saúde tá incluído, claro. Mas para mim, apenas com um sobrepeso, emagrecer não é vital. Não é uma questão de vida ou morte. E eu preciso entender e aceitar isso. E o meu "Eu" está em primeiro lugar porque se eu não existir, não consigo ajudar ninguém mais. Então tá. Estou em primeiro lugar nessas circusntância. 

Em segundo lugar vem a família. Minha mãe, meu pai, minha sobrinha, meu marido, meu irmão, minha cunhada, alguns tios e tias e primos que considero muito muito muito, e até mesmo alguns amigos que considero como da família. E deu. Acabou aqui o segundo lugar. 

E eles vêm antes de eu querer emagrecer. É claro. Não posso achar que ir pra academia e comer salada é mais importante que minha mãe. E quando falo "minha mãe", não to falando que não vou pra academia pra ficar fofocando com ela pelo telefone. Eu tô dizendo que na hora que ela (ou minha família em geral) precisar de mim, eu não posso achar que eu primeiro tenho que ir pra academia malhar para depois ver se tenho tempo pra ajudar. Não é assim que funciona. Eles são prioridades máximas na minha lista. 

Em terceiro lugar tem o trabalho. Sim, porque dependo dele pra conseguir me dedicar melhor às minhas outras opções todas. De 1 ao 7. No meu caso é o estudo pro concurso. Tem que estar também no topo da lista. 

Em quarto lugar vem minha casa. Que está ligado também ao bem estar da minha família. Não posso achar que posso largar a casa às baratas e ir pra academia cuidar do corpo. Seria muito egoísmo. É claro que posso lavar a louça na volta. Colocar a roupa na máquina e ir enquanto a roupa bate. Mas se a casa está precisando de uma faxina máxima, pelo meu bem estar e pelo bem estar da minha família, eu devo gastar calorias limpando a casa e não levantando peso. 

Em quinto lugar, finalmente vem o meu bem estar (e incluído nisso o "emagrecer e ficar linda"). Não estou dizendo que são coisas supérfluas. Se assim fosse estaria no final da lista. São coisas essenciais sim. Mas - pra mim - vem depois da minha família e de nosso bem estar (incluindo trabalho e casa). Depois que o 1, o 2, o 3 e o 4 estiver tudo bem, posso me dedicar só a mim e ao meu bem estar. 

Mas vocês podem pensar: mas só depois dessas 4 coisas é que você se dá o direito de pensar só em você? 

Sim, mesmo porque essas 4 coisas estão sempre bem (de forma geral). Então eu posso me dedicar a mim simplesmente como regra. Mas se em algum dia, algum momento, alguma dessas coisas precisar da minha atenção, tenho sim que parar tudo e cuidar disso. Não posso achar que comer salada todos os dias é mais importante que manter a relação ativa como marido e sair uma noite para namorar com ele. Não tenho este direito de me colocar à frente de nosso relacionamento. Seria muito egoísmo da minha parte. 

E bem, em sexto vem os amigos. É claro que se algum amigo, mesmo que distante precisa de mim em caso de vida ou morte, eu paro tudo e vou ajudar. Mas em relação ao bem estar, não é a mesma coisa. Não acho que o bem estar de um amigo é mais importante que o meu. Um amigo te chama para comer pizza porque não quer jacar sozinho.....bem, o meu bem estar vem antes que o dele. 

E em sétimo todas as outras coisas......

Pode parecer bobagem....nossa, ela fez uma lista pra descobrir que emagrecer está em quinto. Não....não é bem assim. Emagrecer é bem importante. Só que tem coisas na vida mais importante que emagrecer. E agora que sei disso, posso lidar com isso. 

Agora eu sei que se eu não for pra academia para socorrer a família não preciso ficar com peso na consciência, não mesmo. A minha lista é assim mesmo. E ao mesmo tempo, se um amigo me convida pra algo banal, eu posso dizer não e ir pra academia sem peso na consciência. Porque bem estar por bem estar, o meu vem primeiro. E posso fazer isso sem peso na consciência, porque a minha lista é assim. 

E quando falo que "o amigo chama pra algo banal", não é quando ele tá mal precisando conversar, é quanto ele quer companhia para fazer supermercado. Não, não. Neste caso você vem em primeiro lugar. 

E ter isso claro na mente, dá uma paz. Porque não tem mais essa coisa de consciência pesada. Você está apenas seguindo sua lista. Você estabeleceu prioridades e segue o que é prioridade. Isso traz uma paz.....vocês também deveriam fazer isso. Façam uma lista. Estabeleça suas prioridades. A minha lista foi parar na contra-capa da minha agenda. Só pra me lembrar do que devo fazer. E emagrecer tá lá. Em quinto. Mas tá lá.

2 comentários:

  1. Sou da turma que discorda:O meu problema é sempre me colocar em quinto lugar...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu estou em primeiro lugar, mas para o meu bem estar estar realmente bem, algumas coisas precisam estar de fato bem. Ou eu posso me dedicar a mim mesmo e não estarei de fato bem, continuarei mal, e não adianta de nada......e essa coisa e (por exemplo) ir pra academia, enfim, não vou largar tudo o pronto. Eu vou ajustando meus horários dependendo da necessidade. Quero dizer, eu malho todo dia, mas não é algo tipo "largo tudo e vou". Por mais que eu tente fazer isso, na prática não funciona......bjsbjsjs

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...