segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Motivo do sumiço 4

Como eu disse, tive 4 motivos para andar sumida no último mês. E nos post anteriores, eu contei os motivos 1 e 2. E depois o motivo 3.

A história do motivo 4 é um pouco longa e eu nem sei por onde começar. Mas só para ficar os posts dos motivos todos juntos......vou logo contar o que houve. 

Vou tentar resumir. Mas não sei se a minha mania de contar tudo nos mínimos detalhes vai deixar......

Era uma vez uma capixaba que namorava um gaúcho. Eles se casaram no ES e vieram morar no RS. A escolha da casa foi algo que ficou por conta do gaúcho, porque a capixaba não poderia ficar vindo resolver isso tendo os preparativos do casamento para resolver. Então o gaúcho tirava fotos das casas em potencial e eles tentavam escolher juntos. 

Uma casa por fim foi escolhida. A capixaba amou a casa. Porque ela era pequena e aconchegante. Parecia uma casinha de boneca. 


E perto dessa casa existia 2 lotes que não tinha nada construido. Todos dois perpendiculares. 


Um no inicio da casa. e outro no final. O lote no inicio da casa era o sonho da capixaba. Mas este foi logo vendido. E logo construíram uma casa. Só sobrou para ser sonhado o lote perpendicular no final do terreno, que sempre foi o preferido do gaúcho. E a vida continuou.

Mas a casa do gaúcho e da capixaba foi feita por construtores, com a única finalidade de ganhar dinheiro. Então, com o passar do tempo, alguns defeitos da casa ficaram muito aparente. E o gaúcho começou a pensar em se mudar. E a capixaba amava a casa e só pensava em ficar. Ela sabia que a casa tinha muitos problemas, e que o processo de reforma deixava a casa ainda mais desprazerosa. Mas ela a amava não por que a casa era, mas pelo que a casa poderia vir a ser.

Quando eles compraram a casa a financiaram. Levaria 15 anos para pagar. Mas ao completar 7 anos o gaúcho resolveu usar seu FGTS e quitar a casa. Eu disse que a história era longa. Na verdade até agora foi só uma introdução. Nossa história começa agora. 

O gaúcho numa determinada semana entrou com o pedido de quitação da casa, e na semana seguinte, na volta da corrida com as amigas a capixaba passou em frente ao terreno dos fundos e viu uma placa de vende-se. Naquele momento eu - a capixaba- entendi que era uma providência divina. Se este terreno fosse colocado a venda uma semana antes....não daria pra comprar. Aliás, ainda na semana em que tudo aconteceu, não daria pra comprar. Foi a esperança de que quitaríamos a casa em muito em breve que nos deu força para ir buscar este sonho. 

Sonho muito mais do marido que meu. Eu queria mesmo era permanecer na minha casa. Mas eu vi no terreno que era o sonho dele a possibilidade de convencê-lo a ficar. 

Eu vi a placa na segunda. Na terça mesmo eu liguei pra imobiliária. Disse que estava querendo comprar e que iria analisar o orçamento para colocar o terreno que custava R$ 135.000,00. E disse pra corretora: "qualquer movimentação, me avisa".

Na sexta estávamos completamente decidido. Liguei pra corretora e disse: "vamos ficar com ele". E ela me disse que ele já tinha sido vendido. Como assim? vendido? "Eu disse que qualquer movimentação me avisasse". "Mas não posso, foi uma corretora amiga minha que vendeu" - disse ela. 

Mas, na minha cabeça, Deus não me daria todas as possibilidades para me tirar depois. Aquele terreno era para ser meu. E iria ser. 

Liguei para outra imobiliária: "já foi vendido".

Liguei para terceira e última imobiliária: "Tá, deixa eu ver...."

Esse corretor da última imobiliária entrou em contato com os donos e viu que realmente já estavam fechando negócio. Mas então o corretor me disse (porque eu já tinha contanto toda a história e meus desejos): "se a Senhora realmente quer....ofereça mais".

Na hora que ele me disse eu respirei fundo. Achei meio errado. Mas daí pensei, e falei pra ele: "o Sr. vai entrar em contato com os vendedores e perguntar se os compradores são vizinhos do terreno. Porque se forem, não posso fazer isso com eles. O sonhos meu é o mesmo que o dele. Mas se for outra pessoa, bom, se for outra pessoa, para essa pessoa, qualquer outro terreno, em qualquer outro lugar serve. Mas pra mim. Só este serve. Neste caso, ofereça R$ 10.000,00 a mais"

Os outros compradores não eram vizinhos. E a vendedora pediu R$ 13.000,00 a mais. E eu aceitei. 

Mas aqui preciso dizer algo: eu não tinha dinheiro algum. Não sabia como iria pagar. E isso foi tudo na sexta. No sábado nos encontramos e assinamos o contrato, e já demos um cheque no sinal de R$ 14.300,00. Dinheiro esse que não tínhamos na conta. E eu não fazia ideia de como iria arrumar. Mas dei na fé. Sabia que Deus tinha providenciado até ali e continuaria providenciando.

Um primo meu ficou sabendo da história e me ofereceu o dinheiro do sinal emprestado. Tiramos um outro empréstimo para cobrir das despesas de cartório e a diferença que a caixa não cobriu. 

E agora eu faço parte da estatística super pobre do país. Quitamos um financiamento de R$ 844,00, assumimos outro de R$ 1.200,00 (por longos e longos anos). Um outro de R$ 1.000,00 (por 3 anos). E ainda devo boa parte do sinal ao meu primo. Fora os outros que temos, do carro, consignado e tudo mais. Por um bom tempo não teremos dinheiro para comprar uma alface. Mas fizemos um investimento. Investimos no nosso futuro, na nossa felicidade. 

E essa história toda aconteceu em 1 mês e meio. E neste tempo eu não tinha cabeça pra nada. Só pensava em como iríamos pagar o que nos comprometemos a pagar. Demos cheques sem saber como iríamos fazê-lo ter fundo. E nesses dias então, eu mal conseguia respirar. Esperando que Deus operasse seu milagre. 

A partir daqui será mesmo bem difícil. Mas ainda acho que o pior já passou. Agora é readequar o orçamento, e juntar grana pra fazer tudo o que queremos no nosso terreno novo. 


Um terreno que foi abençoado por Deus...olha, o vejo muito assim. E que só trará felicidade. Tenho certeza.

6 comentários:

  1. Nossa, fiquei muito feliz por vc! Por todos os motivos, mas este em especial!
    Nós ainda não temos casa própria e depois de uma experiência frustrada de morar em apartamento (que fez com que 1 ano inteiro da minha vida fosse um inferno), decidi que quero morar em casa! Mas como é caro aqui em Porto Alegre!!! Então, no final das contas, entendo perfeitamente o que isso significa pra vcs! É uma conquista bem suada, mas vale à pena!
    Parabéns e curtam muito o novo terreno!!!
    Bjão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lú.....eu me sinto na obrigação de lhe dar esperanças.....hehehehehe

      Os imóveis de POA estão mesmo superfaturados. Eles falam em milhões como se fosse algo fácil. E muitas casas não valem o preço que estão pedindo. Eu sei bem como é.

      Mas pode fazer que nem eu e o marido.....hehehehe...compre uma casa pequena, no extremo sul de Porto Alegre, que tem vários condomínios e loteamentos saindo. Os preços são mais em conta e a valorização é certa. A minha casa tem 6m de frente....não dá pra querer. Tem 3 quartos, sendo que 1 eu uso como sala da TV. O que salva é o sótão gigante que penso em um dia ser o meu quarto. Enfim, aqui mais o sul da cidade tem casa mais em conta Venha ser minha vizinha, vem. A gente aproveita e sai pra correr juntas.... bjsbjsjsb

      Excluir
  2. Pois é bem o que estamos procurando mesmo. Eu moro na zona norte, mas aqui sem chances! O metro quad. aqui é o dobro da zona sul! E hj, pra ter casa mesmo, só em condomínio fechado, por causa da segurança, né!? Brigada pela força! rsrs Quem sabe mais adiante não vá pra aí mesmo! rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lú, sabe que a minha casa não é em condomínio fechado. Claro que em condomínio é bem melhor - e mais caro - mas por exemplo, aqui no meu loteamento todas as ruas são sem saída, então é bem legal. Adoro. Todo mundo se conhece, pedem açúcar, ovo, trigo quando falta, mas pro preguiça de ir no mercadinho que fica a 1 quadra....kkkkkkkk....adoro muito. Quando for vir ver casas por aqui, me avisa.....bjsbjsjbs

      Excluir
  3. Você é corajosa, hein?!? Só me resta desejar Boa Sorte e felicidade nessa nova etapa da sua vida, pois coragem você já demonstrou que tem de sobra!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Às vezes acho que sou corajosa demais. Poderia ter um pouco menos. Mas tudo bem. Ainda estou mega ansiosa com essa nova etapa, um monte de coisa planejada, sem previsão de execução.....mas aos poucos a vida vai dando certo. Pelo menos é o que dizem....

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...