sexta-feira, 30 de maio de 2014

Pra não esquecer do meu objetivo:



E está....


Um novo dia

Ontem foi um dia bem difícil. Não por nada específico. Mas é que a vida é assim: tem dias que acordamos e nos esquecemos quem somos. Ficamos tristes por nossa insignificância diante da vida, diante do mundo. E não sabemos nem mesmo por que estamos aqui. Por que lutamos tanto. Por que batalhamos todos os dias por ideais tão abstratos. 

Enfim....nos esquecemos quem somos. 


Quem somos?

Somo pessoas com um potencial infinito para ser feliz. Quer dizer....não é bem assim. É um pouco mais complicado, mas vou tentar conceituar: somo pessoas com um um potencial infinito para ser qualquer coisa que quisermos, inclusive feliz, se esta for a nossa vontade.

Depois do pico da TPM ter passado, e eu poder ver melhor toda minha estrutura de vida....bem, eu percebi que é verdade, não estou onde gostaria de estar. E em plenos 33 anos ainda tenho que estar buscando vários objetivos de vida ainda não atingidos. O que é frustrante. Mas se parar para pensar que a gente não pára de buscar nunca.....bem, vai se acostumando.....

E o fato de eu não estar onde queria.....a culpa é minha. Escolhas mal feitas....foi tudo o que mais colecionei nesta vida. Mas espera aí...teve acertos também. Nem tudo está perdido. Nem tudo está perdido....



E se realmente somos (e somos) pessoas com um potencial infinito para sermos o que quisermos....ainda dá tempo. Quero dizer, ainda dá pra ir em busca do que queremos. Ainda podemos mudar a nossa história, seja a mudança que for. Tudo é possível. E se as possibilidades são infinitas....bem, alguma possibilidade de tudo dar certo eu tenho.....dar certo é ainda uma possibilidade. E foi assim que eu acordei hoje.

Pode ser que não seja de um dia pro outro, pode ser que ainda leve um tempo (e eu não to falando só de emagrecimento, estou falando de vários setores da minha vida), pode ser que eu ainda tenha que batalhar muito, pode ser que eu ainda quebre a cara algumas vezes, pode ser que eu preciso de mais alguns recomeços. Pode ser. Mas quando olho para a vida de uma forma geral, eu me dou conta que é assim mesmo. Temos que estar sempre em movimento e sempre dando mais um passo, seja este passo um complemente, um avanço ou um recomeço. 


Mas depois que você percebe isso tudo, você percebe que já é feliz. Claro...tem muito ainda por fazer, tem muito ainda por conquistar, tem muito ainda pra vencer. Entretanto já tivemos vitórias, já tivemos conquistas.....e por mais que não deixamos - um minuto se quer - de focar onde queremos chegar, é impossível não ficar feliz pelo que já fizemos. Pelo que já conquistamos.

Ou seja....felicidade é um ponto de vista. Basta você olhar pelo ângulo certo que vai perceber que já é feliz. Pode ser mais...é verdade. Mas ela já está aí, do seu lado. E se você não consegue perceber isso agora, não perceberá nunca. Não importa o quanto conquiste, o quanto batalhe...nunca conseguirá perceber a felicidade que está diante de você.

Então seja feliz hoje!

É o que tem pra hoje....

Ainda bem.....

Nada como uma boa noite de sono para colocar as ideias no lugar!


quinta-feira, 29 de maio de 2014

Não custa tentar....


Por favor....


Um pouco mais de sorte, por favor.....

Não sei se por conta da TPM....mas ando um tanto revoltada. Sim....vou reclamar da vida, e já é a segunda vez em 1 semana.

Sabe aquele tipo de gente que tudo vai dá certo, que num determinado momento da vida tudo se encaixa, que acha que "o que é seu tá guardado", "se for para ser seu, arrumará um jeito de chegar até você", "se doe e a vida se doará em dobro"....então......esta não sou eu. Eu nunca fui assim. E tudo o que eu queria é um pouco mais de sorte nessa vida. 


Sabe...não tô pedindo que o universo me dê uma vida perfeita de "mão beijada". Eu não me importo de batalhar pelas coisas. Mas quando o universo precisa fazer aquela partezinha dele.....eu fico no vácuo.

E sabe o que pior....tem um monte de gente que recebe um empurrãozinho do destino. E eu fico pensando "por que ele não pode me empurrar também".

Isso me faz lembrar de Priscila Fantin.


Por quê? Bem, uma vez li em algum lugar uma entrevista que ela contava a vida dela. E ela fez um teste que nem queria fazer, e alguns meses depois um diretor viu aquele teste e a chamou para ser a protagonista de "Malhação". Ela nem tava querendo, estava, nesta época, morando fora do Brasil. Mas depois de 1 semana pensando no caso, ela veio, fez a novela e virou um sucesso. 

Agora pensa em todas as pessoas que passam a vida batalhando (e quando eu falo batalhando, eu falo lutando de verdade) pelo sucesso e nunca conseguem. E então, eu fico pensando, por que é que o destino ajudam tanto tanto tanto algumas pessoas, e outras nem olha. Sim, reclamo porque faço parte do segundo grupo. 

Vou dar um exemplo meu agora, só para você poderem comparar como  exemplo da Priscila Fantin. Há uns anos teve concurso para o TRT daqui (Região 4 que engloba os estados do sul). E eu fiz. Eu não só fiz. Eu estudei que nem uma louca. Eu li cada lei umas 10 vezes. Estudei de verdade. Porque era o trabalho dos meus sonhos, trabalhar no tribunal que ficava em uma parte da cidade que sou apaixonada (até nisso era perfeito), o trabalho era de 6 horas e o salário era de R$ 4.000. Perfeito. E tanto que eu não fiquei esperando "o que era meu vir". Eu fui atrás e batalhei.

Mas na hora da prova, em plena prova de matemática (que era a matéria que eu mais gostava e que eu sempre me dava bem) me deu branco. Nunca, em toda minha vida, tinha me dado branco. Eu achava que isso era lenda. Pois bem....naquele dia, me deu. Isso fez a minha nota cair, e eu fui lá pro final da lista.

E então, algumas vezes você houve umas histórias (que nem sei se são reais) de pessoas que nem estudaram muito, que no dia anterior foram para uma festa de manhã foram direto fazer a prova e que passam. Passam. São as Priscilas Fantins da vida.

E eu fico pensando: "por que que eu não posso ter só um pouquinho de sorte nessa vida?". Não quero muito. Seguindo pelo me exemplo acima....não quero passar sem estudar. Quero só uma pitada de sorte.

E eu fico pesando......será que o que é meu ainda está guardado, ou simplesmente algumas pessoas não tem mesmo nenhuma sorte do destino?

Eu não sei. Mas  como a esperança é a última que morre...acho que vou começar a colecionar trevos de quatro folhas e outros objetos da sorte.


Apesar de vivermos num mundo capitalista, eu acho que devemos sim ter uma pitada de socialismo, sabe.....repensar a renda como um todo. Poucos com muito, e tantos sem nada......E acho que o destino deve começar a aplicar o socialismo na sorte, só para inspirar a humanidade a comaçar. Vamos dividir isso mais igualitariamente. Por favor. Porque a minha tá fazendo falta!

Tomara.....


terça-feira, 27 de maio de 2014

Mais ou menos por aí....


Batatinhas do Mc Donald's

Eu desisti de vez do Mc Donald's.

Eu já tinha desistido dos sanduíches depois de minhas duas postagens sobre eles ("O lanche do McDonald's continua do mesmo jeito 2 anos depois" e "Jamie Oliver X Mc Donald's"). Mas admito, ainda sentia uma atração fatal pelas batatinhas. Pelas perfeitas batatinhas do Mc Donald's. 


Até descobrir o que as tornam perfeitas: açúcar.

Tudo bem, não é nenhum tipo de veneno.....mas não deixa de fazer mal. Quero dizer, já não consumimos açúcar o suficiente? E a batata já não possui carboidrato (que é um tipo de açúcar) de sobra? Realmente precisamos de mais? Eu não. Eu não preciso. Não preciso das batatinhas do Mc. Quero dizer, já é muito carboidrato, muita gordura, muito açúcar, muito tudo. É um excesso completamente dispensável. 

E não estou falando de batatas fritas em geral......estou falando de batata frita do Mc (que além de fritas ganham uma quantidade extra de açúcar). As batatas fritas devem ser sim evitadas. Está com uma vontade enlouquecida de comê-las? As faça no forno. Ficam deliciosamente iguais. Mas é claro que de vez em quando, a versão frita da batata é sim permitida.

Mas repito: apesar de serem permitidas de vez em quando, as batatas fritas (assim como qualquer tipo de fritura) devem ser evitadas, e as batatas fritas do Mc, devem ser evitadas mais ainda. 

Agora para não acharem que estou louca (porque doces elas não são), vamos ver de onde tirei essa história:

Fritas com açúcar? Saiba como são feitas as batatinhas do McDonald’s

Sal, óleo, batata e... açúcar. Esses são alguns dos principais ingredientes das famosas batatas fritas do McDonald’s. Dando continuidade a uma campanha iniciada em 2012 no Canadá, a rede de fast foods revelou como faz um de seus lanches mais populares. Em um documento de mais de 30 páginas, atualizado nesta segunda-feira, o restaurante detalha de que são feitos todos os itens presentes nos menus canadenses, dos hambúrgueres aos sucos de fruta, e, entre os ingredientes das batatinhas está a dextrose, um tipo de açúcar aplicado antes da fritura.

Segundo a empresa, a preparação das fritas inclui óleo de canola, ácido cítrico (como conservante), dimetilpolisiloxane (para evitar formação de espuma), ácido sódio pirofosfato (para manter a cor) e a dextrose, açúcar derivado do milho. Mas o objetivo não é fazer com que as batatinhas fiquem doces. A substância é aplicada para repor a glicose perdida no início do processo de cozimento das batatas.

Antes de serem fritas ao óleo de canola, as batatas do McDonald’s passam por uma breve fervura, que funciona como um pré-cozimento, fazendo com que parte do açúcar seja perdida. Por isso, a receita da rede de fast-food inclui a adição de uma solução de dextrose, que serve apenas para repor o açúcar natural do tubérculo. Segundo o restaurante, isso garante que as batatinhas tenham, depois de fritas, uma aparência “dourada e uniforme”.

A explicação já havia sido dada em uma seção criada pelo McDonald’s Canadá para responder clientes curiosos sobre os bastidores da preparação dos lanches. Sob o mote “nossa comida, suas perguntas”, a companhia mantém uma espécie de tira-dúvidas interativo. Com a atualização do documento nesta segunda, no entanto, o assunto voltou à tona na internet.

As iniciativas voltadas para aumentar a transparência em relação à preparação de seus lanches foram intensificadas no ano passado. No mesmo documento em que revela a receita das batatas fritas, o McDonald’s garante que seu Big Mac é feito com “100% de carne bovina”.
Fonte: O Globo

Bom, para vocês isso pode não ser muita coisa. O Mc coloca de volta o açúcar perdido no cozimento. Mas para mim é. Porque a batata perde o seu açúcar natural e em troca eles adicionam açúcar industrializado derivado do milho, além de outros conservantes. Por mais que a batata lhes pareça um produto natural dentro daquelas caixinhas vermelhas, vocês estão comendo um produto totalmente industrializado.

Nos enchemos de conservantes, açúcar, gordura trans....e depois reclamamos quando o corpo revida. Câncer, infartos, diabetes......o nosso corpo é tão saudável quanto a comida que damos a ele. Pense nisso.



PS: não estou dizendo que quem come saudavelmente está livre de qualquer doença, e nem que os doentes procuraram isso. Não mesmo. Estou apenas dizendo que quanto mais saudáveis forem nossas vidas e nossas comidas, maiores as chances de termos um corpo mais saudável e livre de doenças.....não custa tentar. 

Acorda menina......

Futucando o blog alheio....achei uma postagem bem interessante, que faço questão de colocar aqui. Olha só:


Disse tudo! Eu nem preciso dizer mais nada....

Fonte: Blog Querendo & Aprendendo

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Quer emagrecer?

E lembre-se: 1,5 litros por dia

Chimarrão emagrece (eu sabia!!!!)

Hoje cedo falei do chimarrão.

E procurando sobre o assunto na internet, descobri um coisa: chimarrão emagrece. 


Não, não estou de brincadeira. Bem que eu disse que o chimarrão era a arma secreta das gaúchas lindas. Eu disse.....e eu tinha razão.

E pra não acharem que é um delírio meu, aqui vão as informações que achei perdidas na net:

Chimarrão emagrece

A bebida típica do sul do País, considerada um alimento quase completo pelos especialistas, faz bem para a pele, regula as funções do coração e a respiração, além de garantir a perda de até 2 kg por semana


Quem diria que o hábito gaúcho de tomar chimarrão diariamente, além de prazeroso, pode emagrecer. Pois a erva-mate se revelou muito eficaz na redução da gordura corporal. Estudos apontam que ela é rica em xantinas (cafeína, teofilina) e tem ação termogênica: aumenta o gasto energético e, simultaneamente, promove a lipólise, ou seja, a degradação das gorduras no nosso organismo. Por isso é utilizada como um coadjuvante em programas de emagrecimento.

Mas, para obter esse efeito, é preciso ingerir a quantidade adequada da bebida. A nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, de São Paulo, garante que os fitoquímicos presentes na erva-mate facilitam a queima de gorduras. "Se uma pessoa tomar cerca de 1,5 litro de chimarrão por dia e mantiver uma rotina saudável, pode perder até 2 kg por semana. Prático de preparar e sem calorias, o chimarrão é ótimo também para a manutenção do peso", revela.

A erva-mate (Ilex paraguariensis) é uma árvore originária da região subtropical da América do Sul, presente no sul do Brasil, Paraguai, Uruguai e norte da Argentina. Os índios das tribos guarani e quíchua tinham o hábito de beber infusões preparadas com suas folhas. Hoje em dia esse hábito continua popular nessas regiões, onde a erva é consumida bem quente - o popular chimarrão. Mas ela também pode ser usada para preparar uma bebida gelada, como o tereré, famoso no Mato Grosso do Sul e no Paraguai. Apesar de ser considerada digestiva e diurética, a bebida não é indicada a hipertensos ou para quem sofre de insônia e tensão emocional, que se manifesta por agitação e palpitações. "Pessoas com anemia também devem evitar a bebida, porque a teína diminui a absorção do ferro", explica Gilberti Hübscher

Você sabia: que o processo de fabricação da erva-mate do chimarrão é diferente do conhecido mate tostado que estamos acostumados a consumir em chás? A erva é a mesma, porém a do chimarrão passa pelo processo de sapeco, secagem e moinho, garantindo assim mais benefícios nutricionais, enquanto a outra é apenas seca e tostada.


Erva do bem:  o consumo da erva-mate está ligado ao poder que ela tem de estimular a atividade física e mental, atuando sobre os nervos e músculos, combatendo a fadiga, a sede e a fome, sem deixar efeitos colaterais, como insônia e irritabilidade. "Ela também tem fortes propriedades diuréticas e laxativas, por isso auxilia no emagrecimento", revela a professora de Nutrição Gilberti Hübscher, especialista em fisiologia cardiovascular, do Centro Universitário Feevale, de Novo Hamburgo, RS.

A bebida contém alcalóides (cafeína, metilxantina, teofilina e teobromina), taninos (ácidos fólico e caféico), vitaminas (A, B1, B2, C e E), sais minerais (alumínio, cálcio, fósforo, ferro, magnésio, manganês e potássio), proteínas (aminoácidos essenciais), glicídios (frutose, glucose, rafinose e sacarose), lipídios (óleos essenciais e substâncias ceráceas), além de celulose, dextrina, sacarina e gomas. "Por isso a erva-mate é considerada um alimento quase completo, pois contém a maioria dos nutrientes necessários ao nosso organismo", afirma Vanderli.

Um estudo realizado pela USP apontou a ação da erva-mate na prevenção e tratamento da aterosclerose, doença causada pelo acúmulo de gordura nas artérias

O Instituto Pasteur e a Sociedade Científica de Paris fizeram um estudo sobre essa erva e relataram descobertas inacreditáveis. Os pesquisadores concluíram que ela contém praticamente todas as vitaminas essenciais para a manutenção da vida. Exagero ou não, pesquisas comprovam que a erva atua ainda sobre a circulação, acelerando o ritmo cardíaco e harmonizando o funcionamento bulbomedular.

"Ela é considerada um ótimo remédio para a pele e reguladora das funções do coração e da respiração, além de exercer importante papel na regeneração celular", observa Gilberti Hübscher, especialista gaúcha que há 15 anos estuda os benefícios da erva mate e a indica a seus pacientes. Segundo ela, a erva-mate contém altas concentrações de vitamina E, considerada eficaz na regulação das funções sexuais; além de possuir cálcio, magnésio, sódio, ferro e flúor, minerais indispensáveis à vida.

Como preparar o seu:     
1. Preencha a cuia (recipiente próprio) com 2/3 de erva-mate para chimarrão.
2. Tape a cuia e incline-a ao ponto de encostar a erva-mate em uma das laterais.
3. A água deve ser colocada na parte vaga da cuia. (Na primeira vez que fizer isso, use água morna, para evitar que se queime a erva, o que deixaria o chimarrão amargo). Depois da primeira dose, deve-se pôr água quente, mas sem que esteja em ponto de ebulição, ou seja, sem ferver.
4. Tape o bocal da bomba com o dedo polegar e coloque-a dentro da cuia, descendo-a rente à sua parede. Não deixe que ela se misture à erva, evitando o entupimento da bomba. Se a água descer depois que você retirar o dedo do bocal, seu chimarrão estará pronto para ser saboreado (sempre sem açúcar).

(se ainda não entendeu, siga os passos do desenho:)
       
Ou seja, se você tinha duvida era se chimarrão emagrece a resposta é sim.  Estudos apontam que a erva mate contem uma substancia chamada xantinas, essa substancia tem uma ação termogênica que faz com que seu corpo queime mais gordura. Com isso o chimarrão pode ser usado como um complemento no emagrecimento.

O chimarrão emagrece, mas você precisa tomá-lo com regularidade, cerca de 1,5 litro todos os dias para que ele possa fazer efeito. Lembre também de conciliar hábitos saudáveis, como manter uma alimentação balanceada, evitar alimentos gordurosos e comer em excesso. Se possível conciliar atividade física para ter melhores resultados.


Então agora é aproveitar o inverno para colocar em prática essas informações. Nada melhor para esquentar que um chimarrão quentinho. E se, ainda por cima, ele ajuda a emagrecer.....melhor ainda.

Vai um chimas?

Não sei aí, mas aqui - no Rio Grande do Sul - tá um frio do cão. Ou como dizem por aqui, "frio de renguear cusco". E neste tempinho frio, sabe o que salva?

(Imagem da Getty Imagens. Para ver o original, clique aqui.)

Chimarrão.

Mas antes de continuar o post, vamos dar nome às coisas. Porque se eu começar a chamar cuia de copo e bomba de canudinho.....vou acabar apanhando da gauchada. 

(Imagem da Getty Imagens. Para ver o original, clique aqui.)

Pois é.....aqui é tão frio no inverno, que até a capixaba apelou para o chimarrão. É o mesmo princípio do chá, mas o chimarrão é quente, muito quente. Fica quente por mais tempo. E você vai tomando, tomando, tomando...quando vê, tomou toda água que tava na térmica (sim, estou falando de 1 litro). 

E o chimarrão é mágico. Eu acho que é o segredo de as mulheres gaúchas serem tão lindas. Sim, elas são lindas. Então, se você empolgou e quer aprender também a fazer chimarrão, aqui vai uma explicaçãozinha básica. 


Mas não vai se achando (e isso também vale pra mim). Não é por que você sabe colocar erva na cuia que podemos dizer que você domina a arte de fazer chimarrão. 


E agora o mais importante, para você que quer entrar numa roda de chimarrão, ou quer impressionar aquele gato gaúcho tchê, ou mesmo posar de gaúcha por aí (dizem que basta segurar uma cuia que você já fica 20% mais bonita....kkkkkk).....preste bastante atenção: nunca nunca nunca segure a bomba.


Ouviu o que eu disse? Nunca segure a bomba


Por que se você o fizer, vão saber que você, de chimarrão, não entende nada. Tá só bancando a sulista. Nunca segure a bomba.


Tá, cansei de explicar. Fernanda Lima, explica aí como é que é. Como é que se toma chimarrão?


Entenderam agora?

Um ótimo inverno para essa gauchada, que vive num frio danado mesmo morando num país tropical.

"Já parou para pensar em como você estará feliz daqui 1 ano?"


Em busca da felicidade

Outro dia vi um pedaço de um episódios do programa do Chris Powell - Quilo por Quilo, que passa no Discovery Home&Health. E vi só um pedaço porque não deu tempo de ver inteiro. Bem que eu queria. Mas a minha vida anda mais corrida que a São Silvestre. Enfim...tenho o programa gravado e assim que der assisto ele inteirinho. 

Entretanto, quero muito falar logo do pedacinho que vi. 

O Cris tinha escolhido a participante do episódio. Uma mulher com obesidade grau infinito (e não falo isso de deboche, muito pelo contrário, é muito triste que exista 3 graus para classificação da obesidade, e uma grande parcela da humanidade esteja tão doente que parece até precisar de uma classificação a mais). Ele a pesou, e logo a levou para o primeiro dia de treino. 

E ela, claro, sedentária até aquele momento, estava quase morrendo enquanto malhava. Quer dizer, para nós, telespectadores, e para para o Chris Powell ela estava apenas saindo de sua "zona de conforto", mas para ela, garanto, ela deve ter tido uma sensação de quase morte. E eu sei disso porque passo por isso todos os dias ao tentar fazer um pouco mais de malhação no Elíptico. Acredite, eu sei o que é estar fora de forma. 

Quando o Cris fiz um comentário. Acho que tava no final do treino e ele perguntou se ela estava feliz em ter conseguido terminar o treino e ela disse que sim (enfim, acho que foi mais ou menos assim). Então, ele olhou pra ela e disse: "Já parou para pensar em como você estará feliz daqui 1 ano?"

É que o processo do Chris Powell dura 1 ano dividido em 4 parte. E neste 1 ano os participantes pedem até 50% do seu peso corporal. Para quem pesa mais de 200 quilos....é muita coisa. 

Mas voltando ao episódio em questão..."Já parou para pensar em como você estará feliz daqui 1 ano?". Naquele momento eu parei. Eu fechei os olhos e ri sozinha. 


E eu percebi uma coisa: somos movidos pela busca da felicidade. Não podemos nos condenar, pois tudo o que queremos é ser feliz. Então, quando pensamos que não podemos comer chocolate porque queremos vestir aquela calça número 38.....bem, estamos abrindo mão de de felicidade atual por uma calça. E em se tratando de batalha entre coisas que queremos, a felicidade sempre ganha. É assim que ficamos com o chocolate. 

E, repito, nem podemos nos condenar, porque estamos apenas buscando a felicidade. Mas quando o Chris Powell disse "Já parou para pensar em como você estará feliz daqui 1 ano?" eu entendi que a gente tem que batalhar felicidade com felicidade. A felicidade de agora com a mega ultra hiper super felicidade de depois. Porque só assim temos a chance de desistir do chocolate, por realmente entender que ao desistir dele, estamos também buscando a felicidade. Só que uma bem maior. 

Não é só a felicidade de vestir 38. É a felicidade de ter conseguido o que se propôs a fazer, é a felicidade de se sentir bem consigo mesmo, é a felicidade de se achar bonita, de se achar atraente, e até mesmo mais chique. É a felicidade de ser o que você sempre quis ser.....é toda essa felicidade junta. Não é a calça, não é o biquíni, não é o vestido, não é a festa, não é a rival. É a felicidade de ser o que você quer ser. De estar feliz com quem você é. 


Então, quando aquele bombom te chamar pelo nome, é nisso que tem que pensar. É nessa felicidade. É em toda essa felicidade. E se você realmente fechar os olhos, e sentir essa felicidade, garanto que não há torta, não há bolo, não há pastel que te faça abrir mão dela. Porque você terá entendido que, sim, você está abrindo mão de uma felicidade momentânea, mas por uma felicidade muito maior.

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Desejo de inverno:

Super trench coats de diva.


 

Look de inverno: trench coats

Eu amo inverno. Não me canso de dizer isso. E espero que vocês nunca cansem de ouvir.....hehehehe

E eu amo inverno por váriosssss motivos. E um deles é: nós nos vestimos melhor. E quando falo em amor, inverno e roupas, não posso deixar de falar de trench coats. Eu amo trench coats. Amo. 

Para quem não sabe o que é trench coats (podem não conhecer por este nome), eu explico. Isto é trench coats:


E explico mais:


E de novo:


Ou seja, teoricamente, para ser considerado trench coats, teria não só que obedecer o modelo, mas também ao tipo de tecido e a cor. Entretanto hoje esse conceito se expandiu, e há trench coats de vários modelos e cores.


Eu amo os trench coats da cor tradicional. Amo. Acho chique, acho elegante, acho clássico. Sou louca para ter um.


Mas também acho lindo os coloridos.

 



Agora chega, né? Acho que já entenderam......

Na verdade, chega nada, porque este posto é para falar apenas dele.....trench coats. Então, aqui vai algumas ideias de como usá-los:







Bom, este post todo explicadinho sobre trench coats tem um motivo: outro dia, navegando na internet vi o que seria - na minha opinião - o trench coats mais glamouroso do mundo. O mais Glamouroso que já vi.  

Segundo a explicação do site,  são trench coats da Burberry (mas de coleções passadas). Enfim....achei tão lindos. Olha esses que lindos e diferentes. Os dois primeiros são mais diferentes que propriamente lindos, na minha opinião. Mas o terceiro é fabuloso. Não só o casaco, mas toda combinação:




E entre todos da coleção, um deles me deixou sem palavras e com uma sensação de "quero muito". Lindo, glamouroso e perfeito. Amei: 


Quero muito. Quero dizer, "quero muito" num mundo fantasioso e hipotético. Mas não deixa de ser um "quero muito". Totalmente lindo e perfeito. Totalmente DIVA. Não me canso de olhar para ele.

Mas devo dizer, se pudesse comprar, eu não compraria. Eu mandaria fazer um pra mim com pele sintética (sim, porque este ali de cima provavelmente é com pele mesmo). E usaria pele sintética não só para poupar a vida daquele animal que seria usado para fazer aquele único casado...mesmo por que lá no fundo, acho que se o animal morreu, por exemplo, por causas naturais, não teria problema usar a pele. A questão de não usar pele original nem é bem essa. O real problema é que nem todo mundo tem bom senso. E se você simplesmente divulga a ideia de usar pele...bem, muita gente mataria por esta causa. Muitas não se importariam sequer, se o animal está em extinção ou não. Chega a ser desumano. Por essa razão, por essa falta de sensibilidade e de bom senso da humanidade, sou contra a usar pele. 

Eu sei....eu sei, por este princípio eu não deveria usar nem mesmo pele sintética....mas é que eu não resisto.

Ameiiiiiii aquele trench coats (nada) básico....amei!

É por isso que amo tanto o inverno!

Insista....sempre!


Reclamando da vida

Mas que droga....que vida chata!!!!

Eu sei que a reclamação que vou fazer hoje em nada mudará os fatos. É como reclamar por que chove pra baixo ou por que o tempo passa. Mas como as explicações científicas e os motivos racionais em mudam a minha revolta......preciso abrir meu coração. Vou reclamar assim mesmo:

Por que que com o passar do tempo fica tão difícil emagrecer?

E nem tô falando da idade (até poderia). Tô falando de que os primeiros dias de dieta são tão maravilhosos....porque não é sempre sim?

Na primeira semana é tudo sensacional....você vem de uma vida de comilanças, e quando entra na linha, o seu corpo entra em choque. Não, ele não esperava por isso. 

No primeiro dia você já emagrece 1 quilo....e no resto da semana, vai mais 1. 


Só que quando chega lá pela quarta ou quinta semana....bem, você pode fazer exatamente a mesma coisa, ou pode até fazer melhor, mas - se você estiver com sorte - emagrece só 500 gramas.

Eu sei, eu sei - acredite, eu sei. Na primeira semana você perde muita água. Na primeira semana seu metabolismo está nas alturas......seu sei disso tudo. Mas como eu disse, os fatos científicos não amenizam a minha revolta. 

Por que na primeira semana, você se apaixona tanto pelos resultados, que passa a amar alface. Você ama maçã, pera.....já faz uma lista das suas frutas preferidas.....parece ter descoberto um novo planeta e uma vida possivelmente mais saudável.


Mas quando você se esforça, dispensa as sobremesas, desmarca aquele jantar na pizzaria, acorda às 5hs da manhã pra poder malhar, janta só aquela saladinha mesmo num frio de cão.....e chega no final da semana e percebe que se foram apenas 300 gramas....é desestimulante. E é neste momento em que pensamos em desistir. Aliás, é neste momento que desistimos. Eis a formulação do efeito sanfona: começamos a emagrecer, ficamos felizes, mas daí empacamos, desistimos, comemos horrores, retomamos a dieta, recomeçamos a emagrecer, ficamos felizes......e se a gente não se der conta de que precisamos mudar este circulo vicioso....podemos passar a vida inteira neste processo.

Eu sei- ahhhhh, como eu sei -que os fatos científicos não alteram nossa revolta. Tudo o que a gente quer é que a primeira semana dure para sempre. Mas ela não dura. E não adianta reclamar. A chuva chove pra baixo, o tempo passa....não tem o que fazer para mudar isso. Mas podemos entender o processo e usar a nosso favor. Porque se a gente entender (e aceitar) as coisas como são, podemos perceber que elas não só não podem ser mudadas, como precisam ser incorporadas. E neste contexto, desistir não muda nada e só atrapalha. 


Quando a gente realmente perceber que desistir não é uma opção, que não pode ser um caminho....poderemos chegar muito mais longe. Podemos ir além. Para conseguir emagrecer não basta malhar e ter uma alimentação saudável. É preciso ter paciência, e aceitar que com o passar do tempo, o processo fica mais lento. Mas que isso não pode ser um motivo para desistir. E entender isso é tão fundamental quando comer salada e caminhar no parque. Aliás, aceitar isso é a parte mais difícil. Ninguém disse que seria fácil. Mas vale muito a pena.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...