quarta-feira, 22 de abril de 2015

Dieta de fim de semana

Eu passo por um problema que muitas pessoas devem passar: o fim de semana. 


Quero dizer, desejado pela maioria (claro que eu também gosto muito) ele pode ser um problema pra quem faz dieta. Numa vida normal eu diria que a pessoa faz dieta a semana toda e chega o find aparece um monte de tentação que fica difícil resistir. 

Claro que este é meu caso também. Mas em se tratando da minha pessoa, ainda tem um outro agravante: eu corro tanto durante a semana, que fico ligada no 220. 


E no fim de semana eu relaxo com o marido. Ou seja, eu consumo mais e gasto menos. Essa matemática não pode ter bom resultado. 

E quando falo em relaxar com o marido, falo em ficar jogada no sofá, descansando o corpo e a mente. 


Claro que com as reformas daqui de casa, tem finds que  trabalhamos muito, mas no geral, é só paz. 

Enfim...baseada nisso tudo, resolvi tomar uma atitude ( claro que pensando também na OPERAÇÃOPRAMALIA). 

Fazer uma dieta especial mais regrada pro find. 

Primeiro que isso vai me fazer ponderar mais o que vou comer (nada de dia do lixo por enquanto) e segundo, já que é pra gastar menos, bora comer menos. 

Por que isso?

Porque eu tava numa montanha russa (meu sobrenome é efeito sanfona) de sexta estar com 91 e segunda com 94. Sexta 91 e segunda 94. Tudo bem que nos últimos finds eram muitos eventos juntos, mas não justifica. Isso tem que parar. Quero ir logo pra casa dos 80. 

Então resolvi passar o fim de semana (todos até a viagem) fazendo a dieta do sofrimento.

Eu sei, eu sei....prometi que jamais a faria novamente. Mas vamos ser realistas....é um sofrimento pra mim apenas. Quero dizer, conheço muita gente por aí que fazem dietas muito mais restritivas. É que comparado com o meu cardápio base, qualquer diferença pra menos eu já reclamo. Resumindo....vou tentar. 

Quem quiser saber como é meu cardápio clique aqui, e quem quiser saber da dieta do sofrimento clique aqui

Mas resumindo é o seguinte: pego o meu cardápio e corto o carboidrato a partir do almoço. No almoço ainda tem carboidrato, mas é a ultima refeição com carbo. 

Essa vai ser a dieta do fim de semana, e na segunda volta tudo igual. Mas porque estou, em plena quarta, já falando do fim de semana? Por que ontem foi feriado. E já usei a tática e fiz a dieta do sofrimento. 

Mas fazia tanto tempo que não a fazia, que meio que me esqueci como era. Acabou que consumi carbo só no café da manhã. E no almoço foi uma saladona com camarão grelhado (que até postei no instagran e no face). 

Ou seja, já comecei a dieta do sofrimento a deixando ainda pior.....e olha, não morri. Comi minha salada (claro que senti uma pontada de fome) e estou viva pra contar como foi. 


E no dia seguinte, contrariando todos os resultados depois de um dia em casa, a balança sorriu pra mim e se declarou minha melhor amiga. 

Gente, eu sou super contra a essas dietas super radicais que cortam algum grupo alimentar, mas enfim, estou falando só dos fins de semana, e por 3 semanas (se bem que se der super certo, posso levar isso como hábito de vida). 

Porque eu sei que comer besteiras enquanto assiste TV é uma maravilha, sair com os amigos e tomar umas é tudo de bom, festejar com a família é sensacional.......mas ver a balança como sua amiga.....não tem preço. 


E é isso que quero pra mim.....sempre!

6 comentários:

  1. Amigaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. kkkkkkk. Eu estou contigo. Final de semana é dose.
    Sexta estou com um peso, na segunda é 1 kg para mais de diferença. Realmente, é muito dificil, te entendo perfeitamente. Quero bolar como eu posso mudar esse quadro aí. Pq ai nao rola né, ter resultados na semana e final de semana de agua a baixo.
    Triste. isso
    Bjos
    Iara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe que está dando super certo.....eu corto o carbo depois do almoço no find, e quando tem algo além tento não extrapolar....to adorando os resultados.

      Depois me conta o teu plano...vai que quero tentar também ;)

      bjsjbsjbs

      Excluir
  2. Li esse post e também vi o seu cardápio e a dieta do sofrimento (rs...)
    Não achei a dieta do sofrimento tão sofrida assim. Até gostei.
    Bem, eu resolvi aderir com corpo e alma a DIETA PALEOLÍTICA. Estou gostando dos resultados e não somente pela parte estética, mas pelo bem-estar que ela está me dando.
    Resolvi me dedicar ao blog "Fórmula Paleolítica" cujo endereço é: http://formulapaleolitica.blogspot.com.br/
    Além disso, criei um grupo no facebook com o mesmo nome. O endereço está abaixo e se você quiser fazer parte, basta fazer uma solicitação.
    https://www.facebook.com/groups/896966240362049/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, claro que não é tãoooooo sofrimento assim, mas pra mim, o cardápio já é sofrido por não ter brigadeiro....kkkkkkkkk....imagina cortar o cardo depois do almoço. E é o que eu digo, tem gente por aí que corta o carbo definitivamente...sei que estou chorando de barriga cheia.

      E sobre a dieta paleolítica, faz tempo que quero estudar ela para gerar uma opinião, mas não consegui ainda. Já anotei o blog para visitar nos meus estudos futuros :D e já pedi pra entrar no grupo :D

      Eu sei mais ou menos do que se trata, e sei que por enquanto é algo que não estou disposta a fazer, reduzir carbo pra mim é quase que uma tortura medieval. Mas quero sim estudar mais ela e ver no que se baseia e coisa e tal. Tenho uma amiga que adorooooo e faz. Não sei se conhece, a Mi, do " Um belo dia resolvi mudar" eis o linque: http://mudandotudonavida.blogspot.com.br/

      Tá na minha lista de afazeres......juro.

      E conhece o FAST SECRET? tem um monte de gente lá que também segue essa dieta do lawcarb.....

      Obrigada pelas dicas e atenção de sempre

      bjsjbsjbs

      Excluir
  3. Encare como um susto semanal no metabolismo... Primeiro que final de semana é complicado, pois fazemos muitas concessões (por isso que Dia do Lixo nunca deu certo comigo)... Tem gente que acha que é uma forma de limpar o organismo. Eu te apoio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E está dando super certo por enquanto. Claro que um dia, eu pretendo voltar com o dia do lixo - provavelmente não da mesma forma que eu fazia antes - não quero ficar o resto da vida sem batata frita, mas por enquanto isso está me ajudando muito, e é no que quero pensar. O resto eu vejo depois.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...