sábado, 28 de novembro de 2015

Calorias negativas e outros benefícios

Outro dia fiz um post sobre calorias negativas.  O que é um bom motivo para se comer frutas e legumes. Mas não é o único motivo.
 
 
Então, bora olhar alguns outros benefícios de legumes e frutas retirados da lista de calorias negativas (sim, todos citados neste post tem esse benefício a mais):
 
Cranberry: ajuda a tratar infecções e também limpa o organismo. Aqui é mais fácil de achar sob a forma de suco.

Framboesa: rica em antioxidantes que retardam o envelhecimento, esse fruto também auxilia na digestão e no tratamento de inflamações na garganta e gengiva. É fonte de cálcio, potássio, magnésio, ferro e vitaminas A, B1, B5 e C.
 
Morango: fruto com propriedades antioxidantes, que retarda o envelhecimento, além de reduzir o colesterol, combater anemias e doenças da pele. É fonte de ferro, fibras e vitaminas B5 e C.
 
Vagem: saborosa, nutritiva e também uma importante aliada no combate à barriga saliente.

 Espinafre: rico em magnésio. Ajuda a desintoxicar o organismo.
 
Alface: é uma folha magra, presente em todas as dietas e contém lactuário, uma substância com efeito sedativo. O alface é rico em potássio, cálcio, ferro e vitaminas A, B3 e C. Tem poder antioxidante e age como calmante para quem sofre de insônia. 
 
Damasco: além de saboroso, o damasco pode prevenir problemas no fígado e alguns tipos de câncer. É rico em ferro, potássio, fósforo e vitamina A, B1, B2, B3 e C. 
 
Ameixa: tem propriedades antioxidantes, retarda o envelhecimento, estimula a digestão e combate a gripe. É rica em potássio, magnésio, cálcio, fibras, betacaroteno e vitaminas C e E.

Maçã: ela é de fácil digestão, amplia a saciedade e protege a memória. Esse fruto tem inúmeros benefícios. É rico é cálcio, magnésio, potássio, cobre, zinco, vitaminas B, C e E e contém peticina,  uma fibra que a ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue. A maçã ajuda na digestão, ajuda no tratamento de resfriados, tem poder antioxidante e evita a proliferação de células cancerígenas. 
 
Abacaxi: ele queima gordura e ainda é anti-inflamatório. Rico em cálcio, potássio e vitaminas A, B e C, o abacaxi contém bromelaína, uma enzima que ajuda na digestão e pode dissolver coágulos no sangue. Por isso, além de auxiliar na dieta, a fruta ajuda a controlar a pressão arterial. 

Mexerica: amplia a sensação de saciedade e ajuda a acelerar o metabolismo. Fonte de vitaminas A, B e C e de sais minerais como cálcio, potássio, sódio, fósforo e ferro. O fruto ajuda a combater infecções e aumenta a resistência do organismo.

Laranja: como é uma fruta cítrica, ajuda a emagrecer e protege contra infarto e AVC. Fonte de vitamina C e caroteno, esse fruto ajuda a combater gripes e resfriados e pode prevenir alguns tipos de câncer.

Limão: tem propriedades para tratar resfriados e gripes e melhorar a circulação do sangue. É rico em cálcio, potássio e vitamina C. 
 
Pepino: além de ajudar no emagrecimento, ele também é considerado uma arma poderosa para deixar a barriga chapada. Rico em ferro, potássio e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o pepino tem efeito diurético .

Aipo: ingrediente cativo na dieta detox, ele não engorda, serve de petisco e também alivia o estresse.

Repolho: ingrediente da dieta dos países magros, ele ajuda na digestão, melhora a cicatrização e ainda emagrece. Fonte de cálcio, potássio, fosforo e vitaminas A e C. O repolho auxilia no emagrecimento e na digestão, estimula a queima de gorduras e combate o colesterol.

Aspargo: além de diurético (aumenta a eliminação de líquidos pela urina), é rico em ácido fólico e fibras, potássio e vitaminas B e C. Aumenta o sistema imunológico, tem poder antioxidante e anticancerígeno.

Cenoura: pobre em carboidrato, pode ser levada como lanche e ainda ajuda no bronzeado. Alimento rico em betacaroteno, fibras, cálcio, zinco e vitaminas A, C e E. Além de auxiliar a digestão, melhora a produção de sangue e, para as grávidas, aumenta a produção de leite.

Brócolis: versátil, vai com pratos quentes e frios. Pesquisas mostram que ele protege contra o câncer de pulmão e cólon. Fonte de vitamina A e de sais minerais como cálcio, ferro e fibras. Brócolis tem poder antioxidante e anticancerígeno.

Beterraba: além de ter um sabor adocicado, que ajuda a melhorar o humor, ela ajuda a limpar o organismo. Alimento cheio de nutrientes, como proteínas, fibras, vitaminas A, B e C, ferro, potássio e zinco. Ajuda a combater anemia.

Rabanete: sem dúvida, o rabanete é um aliado da saúde. Fonte de cálcio, ferro, potássio e vitaminas B1, B2 e C, ele ajuda no processo digestivo, previne o organismo contra infecções e purifica o sangue, rins e bexiga. 

Couve: rico em fibras, o alimento é indicado para enfermidades do estômago e auxilia a digestão. A couve é fonte de vitamina C, ferro, cálcio e betacaroteno. 

Couve-flor: além de não engordar, ela tem nutrientes que reforçam a imunidade do organismo. Alimento rico em cálcio, fósforo, e vitaminas A, B9 e C. 

Agrião: é um inibidor da fome fora de hora e também melhora sintomas de intoxicação, como a ressaca. Rico em ferro, iodo, vitamina C e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o agrião auxilia no sistema respiratório. 

Pimenta: tempero que faz a diferença no sabor e na dieta. Acelera o metabolismo e ajuda a queimar calorias de outros alimentos. Tem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, diminui risco de doenças cardiovasculares, reduz o colesterol e pode ajudar no tratamento da enxaqueca. É antioxidante e rica em vitamina C. 

Pimentão vermelho: rico em potássio, sódio, cálcio, fósforo, ferro e vitaminas A, C e do complexo B. É um alimento antioxidante, que pode prevenir doenças cardíacas, além de ser fonte de fibras.

Abobrinha: ela está em todos os cardápios das dietas porque é desintoxicante. Composta de água (cerca de 90%), a abobrinha é diurética e rica em vitaminas A e C.

Alho: alimento que ajuda a combater vírus, infecções e inflamações, além de auxiliar em problemas respiratórios, como asma e bronquite. É fonte de potássio, cálcio e magnésio.

Berinjela: fonte de cálcio, fósforo, postássio, magnésio e vitaminas A, C e do complexo B, a berinjela é um agente redutor de colesterol no sangue.

Cebola: fonte de vitamina C, potássio, cálcio, ferro e fósforo. Ajuda a prevenir gripe e auxilia em problemas estomacais e intestinais. 

Mamão: contém uma substância chamada papaína, que melhora a digestão e a prisão de ventre. É fonte de ferro, cálcio e vitaminas A, B e C.

Melancia: fruto que apresenta muita água em sua composição e tem o poder diurético. É rica em fibras, ferro, cálcio e vitamina A, B e C. A melancia também possui uma glutationa, substância que é um potente antioxidante e retarda o envelhecimento.

Melão: tem poder diurético, hidratante, ajuda na menopausa e nas dietas de emagrecimento. É rico em cálcio, betacaroteno, potássio e vitaminas A, B, C. 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lembrando que para realmente manter toda a eficiência das calorias negativas, as frutas e legumes precisam estar in natura. Sem ser cozidos ou em forma de suco.  O melhor mesmo é ao natural. 

Agora....depois de ver essa lista de benefícios, a gente entende porque é tão importante variar. Bora comer coisas saudáveis e ficar com um corpo lindo.

4 comentários:

  1. Estou adorando essas matérias sobre calorias negativas. Voltei a comer folhas.
    Um ótimo sabadão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal!!!! Então já valeu. Porque este é mesmo o objetivo!
      Bjsjbsjbs

      Excluir
  2. Eu consegui me obrigar a comer uma fruta todo dia, mas minha meta é comer três... Quem consegue com essa correria?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade......mas sabe, o bom é começar com metas pequenas mesmo. Vc vai aumento gradativamente, e conseguirá.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...