quinta-feira, 30 de abril de 2015

Persista


Aquela hora em que o desânimo bate

Sabe aqueles dias que bate uma vontade louca de desistir?


Tá, deixa eu explicar...não é cansaço. Não é falta de força....mas você dá tudo de si, você simplesmente faz o possível e o impossível (até mesmo o impensável) para conquistar seus objetivos....aliás, este é um ótimo jeito de alcançar seus objetivos: ir à luta. Mas os resultado simplesmente não aparecem. 

Vou explicar de outra forma: você resolve dar uma grande festa. Manda fazer os convites, enfeita todo salão, passa horas separando as músicas, passa o dia na cozinha, e seu único convidado é o tal do Sr. Resultado. Mas o Sr. Resultado resolve não aparecer. O que você faz? Eu, bem eu me divirto quebrando tudo. Seria uma boa opção. Mas desta vez resolvi fazer diferente: resolvi dançar sozinha e torcer para que o Sr. Resultado tenha se arrependido de ter perdido a festa. 

Tá, eu explico......estou fazendo tudo tão tão tão certo, que eu não consigo imaginar uma outra forma de fazer. Antes, eu jogava tudo pro alto com uma programação nova, tipo "vou me afogar no chocolate, mas na segunda eu começo de outro jeito fazendo isso, isso e aquilo novo". 

Mas desta vez não tem o que fazer novo, to fazendo tudo que deveria, e se for pra jogar tudo pro alto e recomeçar fazendo do mesmo jeito, melhor já ficar onde se está. 


Então, já que não me resta mesmo outra coisa a fazer, é prosseguir. Continuar. E torcer para que o Sr. Resultado resolva aparecer na festa. Porque já tá tudo preparado, a música está pronta para o play, já tá tudo servido....então fica aqui um último pedido: vem Sr. Resultado, se divertir comigo!

terça-feira, 28 de abril de 2015

Moda Inverno

Faz tempo que não uso moda pra inspirar....então vamos lá. Porque a melhor parte de ter um corpo bonito é enfeitar ele. 

Essas peças são da Enjoy. Amo. Pena que a loja que tinha em Porto Alegre fechou. Esses looks são de coleções passadas. Eu não me ligo muito nessa onda de coleção. Quer dizer, quando a coleção passa a gente não joga as roupas no lixo, muito pelo contrário. Usa mais ainda....Então vamos lá:

1

2

3

4

5

 6

7

8

9

10

 11

Amo os dois looks da foto 8 e o vestido da foto 11. E quando falo que amo é que quase comprei. Mas faltou verba. O mundo é assim mesmo. Não temos absolutamente TUDO que gostamos (infelizmente). Ainda mais eu, que costumo gostar de muitas coisas. 

O vestidinho da foto 10 eu tenho. O adoro. Adoro usar com meia calça grossa e bota cano alto no inverno....acho o maior estilo. 

Além disso adorei o look de saia cura de couro da foto 6 e o look de saia longa da foto 11. 

Enfim...a ideia é só colocar aqui estilos para inspirar naquela hora que se quer jogar tudo pro alto. Foca no que se quer, trabalhe pelo corpo bonito....e depois, se divirta enfeitando ele. 

Vitamina B12


Mas agora eu quero contar uma coisa que descobrir por tomar a suplementação. 


E o que descobri é: essa coisa de a vitamina B12 ser essencial pro cabelo e pra unha é a mais pura verdade. 


Primeiro: o meu cabelo e ralo e cai por natureza. E ele andava mais ralo do que realmente era. E com a suplementação (que já parei porque meus níveis já estão mais altos que o normal) está nascendo um  monte de cabelo novo. Mas um monte mesmo. Chega a ser irritante. Quando prendo o cabelo os novatos rebeldes ficam todos em pé.....kkkkkkkkkkkkk

Segundo: as minhas unhas estava fracas e quebradiças. Aliás, elas são quebradiças por natureza, que dizer...é o que achava. Mas isso é falta de vitamina (a B12 e a A são essenciais). 


Mas as unhas, a diferença foi gritante, porque elas ficaram enormes, e fui eu fazer faxina na casa com as unhas enormes. E não falo de limpar a casa, falo de faxinão mesmo. Gente, elas não quebraram e não descascaram, não fizeram nada...continuaram lindas e maravilhosas. Foi quando percebi: realmente a vitamina B12 é super importante. 

Só que por conta a suplementação o meu nível de B12 está alto, então não posso continuar com  a medicação, mas agora vou cuidar mais disso, comer carne vermelha pelo menos 2 vezes na semana.


E também ficar atenta para as outras fontes de vitaminha B12.


Olha a tabela:


E quero ver se coloco no meu cardápio o Bife de fígado pelo menos 1 vez por semana. Eu gosto do bife de fígado. Já me propus várias vezes colocá-lo no cardápio. O único problema é que só gosto de comprar  quando ele está fresco. E aí tem que ir ao mercado no dia que for preparar (eu sei, o mercado é a 1 quadra da minha casa, mas é tanta coisa pra fazer durante o dia que quando vejo já tá na hora de almoçar....preciso me organizar melhor). 

E  bom do bife de fígado é que ele é rico em B12, em vitamina A e em ferro....ou seja, são muitos benefícios em um pedacinho de carne.

Agora é não se descuidar mais da B12. 

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Instagram: o que rolou nas (cinco) últimas semanas


Adesivo de parede

E já que contei do meu novo adesivo de parede, vou postar outras ideias. 

Quando o assunto é adesivo de parede, as possibilidades são infinitas (e cuidado, porque daqui a pouco sua casa pode parecer uma álbum de adesivos colecionáveis). 

E eis aqui algumas possibilidades:









Invente, crie e decore....o legal é usar a imaginação!

Era uma vez...

Praticamente terminei a reforma da frente da casa (falta um deck que quero fazer em um pedaço, mas isso ficará para muito futuramente, e uma estante rústica que quero fazer entre a lareira e a parede, mas isso também ficará para depois).

Agora começo a finalizar o último cômodo dessa primeira parte da reforma: a copa. 


Mas este post é pra contar da finalização a minha frente. 

Faz muito tempo que eu queria escrever uma frase em um pilar. É num lugar que quem está de fora, olhando pra casa, nem enxerga, mas quem senta na poltroninha da varanda, e olha pra rua....dá de cara com a frase. 

Só que eu não tenho habilidade pra pintar a mão livre, e se eu fosse chamar um profissional pra fazer, estouraria meu orçamento.....foi então que pesquisando na internet encontrei a solução. 

Achei o site do Grudado. É um site que vende adesivo de parede. E não qualquer adesivo. Neste eles personalizam e fazem tudo através do site mesmo. Você entra no site (se quiser vê, clique aqui), já escreve a frase que quer, escolhe a fonte e o tamanho e manda fazer. E duas semanas depois você está recebendo em casa. 

Eu simplesmente adorei. 

E olha a frase que eu escolhi (é a frase que eu sempre quis):


Quando chegou o faze estava emoldurada por um quadrado e escrita em duas linhas, eu simplesmente cortei e montei do jeito que eu queria. 

E é super fácil de aplicar. É claro que requer mil cuidados, mas um pouco de atenção e paciência e você consegue um ótimo resultado. Olha que lindo ficou....estou completamente apaixonada pela minha varandinha:


E que a frase se concretize!!!!

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Dieta de fim de semana

Eu passo por um problema que muitas pessoas devem passar: o fim de semana. 


Quero dizer, desejado pela maioria (claro que eu também gosto muito) ele pode ser um problema pra quem faz dieta. Numa vida normal eu diria que a pessoa faz dieta a semana toda e chega o find aparece um monte de tentação que fica difícil resistir. 

Claro que este é meu caso também. Mas em se tratando da minha pessoa, ainda tem um outro agravante: eu corro tanto durante a semana, que fico ligada no 220. 


E no fim de semana eu relaxo com o marido. Ou seja, eu consumo mais e gasto menos. Essa matemática não pode ter bom resultado. 

E quando falo em relaxar com o marido, falo em ficar jogada no sofá, descansando o corpo e a mente. 


Claro que com as reformas daqui de casa, tem finds que  trabalhamos muito, mas no geral, é só paz. 

Enfim...baseada nisso tudo, resolvi tomar uma atitude ( claro que pensando também na OPERAÇÃOPRAMALIA). 

Fazer uma dieta especial mais regrada pro find. 

Primeiro que isso vai me fazer ponderar mais o que vou comer (nada de dia do lixo por enquanto) e segundo, já que é pra gastar menos, bora comer menos. 

Por que isso?

Porque eu tava numa montanha russa (meu sobrenome é efeito sanfona) de sexta estar com 91 e segunda com 94. Sexta 91 e segunda 94. Tudo bem que nos últimos finds eram muitos eventos juntos, mas não justifica. Isso tem que parar. Quero ir logo pra casa dos 80. 

Então resolvi passar o fim de semana (todos até a viagem) fazendo a dieta do sofrimento.

Eu sei, eu sei....prometi que jamais a faria novamente. Mas vamos ser realistas....é um sofrimento pra mim apenas. Quero dizer, conheço muita gente por aí que fazem dietas muito mais restritivas. É que comparado com o meu cardápio base, qualquer diferença pra menos eu já reclamo. Resumindo....vou tentar. 

Quem quiser saber como é meu cardápio clique aqui, e quem quiser saber da dieta do sofrimento clique aqui

Mas resumindo é o seguinte: pego o meu cardápio e corto o carboidrato a partir do almoço. No almoço ainda tem carboidrato, mas é a ultima refeição com carbo. 

Essa vai ser a dieta do fim de semana, e na segunda volta tudo igual. Mas porque estou, em plena quarta, já falando do fim de semana? Por que ontem foi feriado. E já usei a tática e fiz a dieta do sofrimento. 

Mas fazia tanto tempo que não a fazia, que meio que me esqueci como era. Acabou que consumi carbo só no café da manhã. E no almoço foi uma saladona com camarão grelhado (que até postei no instagran e no face). 

Ou seja, já comecei a dieta do sofrimento a deixando ainda pior.....e olha, não morri. Comi minha salada (claro que senti uma pontada de fome) e estou viva pra contar como foi. 


E no dia seguinte, contrariando todos os resultados depois de um dia em casa, a balança sorriu pra mim e se declarou minha melhor amiga. 

Gente, eu sou super contra a essas dietas super radicais que cortam algum grupo alimentar, mas enfim, estou falando só dos fins de semana, e por 3 semanas (se bem que se der super certo, posso levar isso como hábito de vida). 

Porque eu sei que comer besteiras enquanto assiste TV é uma maravilha, sair com os amigos e tomar umas é tudo de bom, festejar com a família é sensacional.......mas ver a balança como sua amiga.....não tem preço. 


E é isso que quero pra mim.....sempre!

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Convite pra lá de bom

Hoje eu recebi um ótimo convite:


Vem aquela emoção, misturado com "ai meu Deus, que responsabilidade". Uma amiga, muito amiga  lá do ES (sim, pelo visto tenho várias) convidou eu e o marido para sermos padrinhos do casamento. É a primeira vez que eu e o marido seremos padrinhos juntos....adorei o convite. Já disse que sim. Estou apaixonada, emocionada, já pensando na roupa e já sabendo que depois da OPERAÇÃOPRAMALIA virá a "operação casamento".

E quem me conhece sabe: em fevereiro esterei linda! Pode apostar que sim!

#acredite76  #acreditetambem

Aquela vontade de morrer

Resumo do fim de semana....que começou na sexta: comilança.

Mas isso nem foi a pior parte. Sexta teve aniversário de 3 anos da minha sobrinha (por parte do marido).

E a festinha foi bem legal. Fui com a mesma roupa que visitei o marido no serviço dele (que contei no face e no instagran). Por quê? Porque estou naquele momento da vida em que poucas são as roupas do meu guarda-roupa que realmente faz eu me sentir bem. Na verdade que faz eu me sentir bem a lista é um pouquinho maior. Mas as que fazem eu me sentir glamorosa (e toda mulher deveria se sentir glamorosa TODOS OS DIAS) realmente a lista é bem pequena na vastidão no meu guarda-roupa. Fazer o quê...

O vestido é mais soltinho , o que explica a minha vontade de morrer, mas vamos aos fatos. Estava eu na festa com o meu look. Este look:


Um vestido longo de oncinha, com detalhe no busto da Shoulder, um bolerinho jeans da TOK e vários acessórios.

E quando a vó do meu marido me viu ela abriu um sorriso do tamanho do mundo e disse: “ai meu Deus, ela já tá de barriguinha”. Não espera um pouco, não foi bem assim. A vó do meu marido (ela não fez com maldade, ela achou mesmo que eu taba grávida e ficou feliz com a suposta constatação) entrou na festa e olhou pra mim (eu lá no fundo) e disse (e todo mundo ouviu): “ai meu Deus, ela já tá de barriguinha”.

Eu não sabia onde enfiar a minha cara. Disse  que não, e enfim, eu fui o comentário da festa, com todos querendo saber se eu estava ou não grávida e eu com aquela cara de paisagem, querendo dizer: “não, é gordura mesmo”. Mas eu não disse.

Eu nem tenho dedos pra contar quantas vezes isso aconteceu comigo. E ainda assim......não aprendi a lição. Não estou falando de não usar vestido larguinho. Estou falando de EMAGRECER.

E eu morri mais ainda imaginando se na empresa do meu marido alguém teve esse mesmo pensamento. Morri.

No sábado fomos jantar na casa de um amigo dele (da empresa). 


Caraca....eu não fazia ideia de com que roupa iria. Estava me sentindo linda na sexta e levei uma rasteira. Fiquei muito insegura. Muito. Então preferi ir mais clean. Fazendo a onda de simples e elegante.


Fui eu com um longo azul marinho da Hering, um cardigan branco e uma echarpe navy da Luigi Bertolli pra combinar. Fiz um coque no cabelo, e coloquei brincos de pérolas. Eu sei que com a minha montagem não deu pra ter uma ideia, mas o estilo foi esse aqui:


Só que o meu vestido era azul marinho e eu coloquei uma echarpe navy, primeiro porque estamos no outono aqui no sul, e segundo porque não tenho esse corpão todo pra sair mostrando por aí.

Não vou dizer que não gostei do look. Claro que gostei. Se não gostasse não teria nem saído de casa. É lindo, elegante, mas não é glamuroso.

Pra terem uma ideia, da ultima vez que fui na casa desses amigos para jantar, fui assim:



Macacão animal pint da Shoulder.

Simples, lindo, elegante e glamuroso....só quero dizer uma coisa: espero que eu supere isso e volte a achar o meu glamour perdido.

Bem, e não parou por aí o meu find. No Domingo uma amiga veio almoçar comigo. Bem, a minha vizinha, amiga, parceira de todas as horas, não é mais minha vizinha (mas continua sendo amiga e parceira de todas as horas). Ela se mudou na quinta. E no domingo já estava com saudade. Me ligou e disse que viria almoçar. Então fiz o prato preferido dela: feijoada. Bem light (só que não).


Mas é amiga amiga mesmo, super chegada, e o meu look do domingo (já que postei de todos os eventos), foi o vestidinho de fazer faxina, que tava todo sujinho de eu cozinhar  e limpar desde cedo. Mas amigos mesmo é bom por isso....nem se importa com o que você está usando, só quer mesmo sua companhia. O vestido era mais ou menos assim e com outra estampa:


E com isso encerrei meu gordo find, que péssimas lembranças de todos olhando para minha barriga na festa e se perguntando se ali tinha mesmo um Bebê ou se era só bacon. Acho que a feijoada do domingo respondeu a questão: era bacon mesmo!

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Completamente sem palavras

Quando você vê a sua ideia ali estampada em blog alheio (é tudo de bom)......OBRIGADA Simplesmente Mandinha.

O post dela (apesar de fazer todo sentido) é anterior ao meu, mas o selinho ali no lado do #acretide76 é novo.....baita elogio. Amei!!!!

#acreditetambem 


terça-feira, 14 de abril de 2015

Acredite também

Um dia estava eu assistindo "quilo por quilo", quando vi uma historia bem interessante. Se não me engano o nome da guria era Meredith. Ele pesava uns 180 quilos (eu não lembro da história tim tim por tim tim).


Mas o mais interessante é que ela tinha tatuado na barriga a frase: "Acredite, seja. 70".

Bem, pra quem quer saber o que rolou da história, vou fazer um resumo: quando chegou na data de ver se ela era apta para cirurgia de remoção de pele, ela tava com uns 80 quilos ainda, e o Chris Powell preferiu esperar (seria uma quentão de honra) ela chegar aos 70. Então, na última pesagem ela atingiu os 70 quilos (finalmente) e só depois disso fez a cirurgia para tirar a pele extra. 


Olha ela na pesagem final:


Enfim, achei essa história tão tão tão Fernanda (calma, não fiz nenhuma tattoo). Mas achei esse tipo de loucura a minha cara. Eu só não faria porque acho meu patético (eu, e não a Meredith) estar pesando 90 quilos e uma tattoo na barriga escrito 76. 

E se você chegar aos 78 e decidir que não quer emagrecer mais? A tattoo continuará dizendo 76. E se chegar ao 74 (estarei incomodada com os 76 na barriga)....ahhhhhh, porque sou assim. Sem falar que isso definiria a minha felicidade por um número. Quero dizer, não estarei feliz com 76,5. 

Ou seja, porque sou muito louca da cabeça, isso não daria certo comigo.

Mas achei essa história o máximo. Inspira. 

Então resolvi fazer as coisas do meu jeito. 

Comprei umas camisas e espantei nelas "acredite 76".


E assim acabo que inventar um novo hashtag: #acredite76. Na verdade, acabei de inventar dois.....porque quero todo mundo nessa. Faça do seu jeito, estampe do seu jeito, ou escreva onde quiser (não precisa ser numa camiseta). E coloque lá: #acreditetambem porque vou procurar, e vou querer ver como você fez. 

Como eu fiz?

Imprimi a frase que fiz no Paint (coloquei na imagem a fonte que usei):


E cortei com estilete. Em seguida passei para um papel cartão duro (uma embalagem de presente que tinha em casa) e novamente cortei com estilete. E pronto, a minha forma estava pronta. 

Comprei tinta de tecido, comprei camisetas coloridas e coloquei a forma em cima da camiseta, prendi com durex e pintei (ahhhh, importante, coloquei um plástico dentro da camiseta, em baixo da onde eu pintei, para não manchar a parte de trás).

Olha aí como eu fiz:


E ficou tudo de bom. Eu vou usar muito as minhas camisas (já fiz umas 4....hehehehe). Vou usar sempre (pelo menos em casa) para me lembrar de onde quero chegar. E é uma ótima opção de roupa pra malhar. Você malha, e ao se olhar no espelho já se lembra por que está ali. 

Em breve, muitas fotinhas minhas com a camiseta. Faça você também. Acredite também!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...