sábado, 28 de novembro de 2015

Calorias negativas e outros benefícios

Outro dia fiz um post sobre calorias negativas.  O que é um bom motivo para se comer frutas e legumes. Mas não é o único motivo.
 
 
Então, bora olhar alguns outros benefícios de legumes e frutas retirados da lista de calorias negativas (sim, todos citados neste post tem esse benefício a mais):
 
Cranberry: ajuda a tratar infecções e também limpa o organismo. Aqui é mais fácil de achar sob a forma de suco.

Framboesa: rica em antioxidantes que retardam o envelhecimento, esse fruto também auxilia na digestão e no tratamento de inflamações na garganta e gengiva. É fonte de cálcio, potássio, magnésio, ferro e vitaminas A, B1, B5 e C.
 
Morango: fruto com propriedades antioxidantes, que retarda o envelhecimento, além de reduzir o colesterol, combater anemias e doenças da pele. É fonte de ferro, fibras e vitaminas B5 e C.
 
Vagem: saborosa, nutritiva e também uma importante aliada no combate à barriga saliente.

 Espinafre: rico em magnésio. Ajuda a desintoxicar o organismo.
 
Alface: é uma folha magra, presente em todas as dietas e contém lactuário, uma substância com efeito sedativo. O alface é rico em potássio, cálcio, ferro e vitaminas A, B3 e C. Tem poder antioxidante e age como calmante para quem sofre de insônia. 
 
Damasco: além de saboroso, o damasco pode prevenir problemas no fígado e alguns tipos de câncer. É rico em ferro, potássio, fósforo e vitamina A, B1, B2, B3 e C. 
 
Ameixa: tem propriedades antioxidantes, retarda o envelhecimento, estimula a digestão e combate a gripe. É rica em potássio, magnésio, cálcio, fibras, betacaroteno e vitaminas C e E.

Maçã: ela é de fácil digestão, amplia a saciedade e protege a memória. Esse fruto tem inúmeros benefícios. É rico é cálcio, magnésio, potássio, cobre, zinco, vitaminas B, C e E e contém peticina,  uma fibra que a ajuda a controlar o nível de colesterol no sangue. A maçã ajuda na digestão, ajuda no tratamento de resfriados, tem poder antioxidante e evita a proliferação de células cancerígenas. 
 
Abacaxi: ele queima gordura e ainda é anti-inflamatório. Rico em cálcio, potássio e vitaminas A, B e C, o abacaxi contém bromelaína, uma enzima que ajuda na digestão e pode dissolver coágulos no sangue. Por isso, além de auxiliar na dieta, a fruta ajuda a controlar a pressão arterial. 

Mexerica: amplia a sensação de saciedade e ajuda a acelerar o metabolismo. Fonte de vitaminas A, B e C e de sais minerais como cálcio, potássio, sódio, fósforo e ferro. O fruto ajuda a combater infecções e aumenta a resistência do organismo.

Laranja: como é uma fruta cítrica, ajuda a emagrecer e protege contra infarto e AVC. Fonte de vitamina C e caroteno, esse fruto ajuda a combater gripes e resfriados e pode prevenir alguns tipos de câncer.

Limão: tem propriedades para tratar resfriados e gripes e melhorar a circulação do sangue. É rico em cálcio, potássio e vitamina C. 
 
Pepino: além de ajudar no emagrecimento, ele também é considerado uma arma poderosa para deixar a barriga chapada. Rico em ferro, potássio e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o pepino tem efeito diurético .

Aipo: ingrediente cativo na dieta detox, ele não engorda, serve de petisco e também alivia o estresse.

Repolho: ingrediente da dieta dos países magros, ele ajuda na digestão, melhora a cicatrização e ainda emagrece. Fonte de cálcio, potássio, fosforo e vitaminas A e C. O repolho auxilia no emagrecimento e na digestão, estimula a queima de gorduras e combate o colesterol.

Aspargo: além de diurético (aumenta a eliminação de líquidos pela urina), é rico em ácido fólico e fibras, potássio e vitaminas B e C. Aumenta o sistema imunológico, tem poder antioxidante e anticancerígeno.

Cenoura: pobre em carboidrato, pode ser levada como lanche e ainda ajuda no bronzeado. Alimento rico em betacaroteno, fibras, cálcio, zinco e vitaminas A, C e E. Além de auxiliar a digestão, melhora a produção de sangue e, para as grávidas, aumenta a produção de leite.

Brócolis: versátil, vai com pratos quentes e frios. Pesquisas mostram que ele protege contra o câncer de pulmão e cólon. Fonte de vitamina A e de sais minerais como cálcio, ferro e fibras. Brócolis tem poder antioxidante e anticancerígeno.

Beterraba: além de ter um sabor adocicado, que ajuda a melhorar o humor, ela ajuda a limpar o organismo. Alimento cheio de nutrientes, como proteínas, fibras, vitaminas A, B e C, ferro, potássio e zinco. Ajuda a combater anemia.

Rabanete: sem dúvida, o rabanete é um aliado da saúde. Fonte de cálcio, ferro, potássio e vitaminas B1, B2 e C, ele ajuda no processo digestivo, previne o organismo contra infecções e purifica o sangue, rins e bexiga. 

Couve: rico em fibras, o alimento é indicado para enfermidades do estômago e auxilia a digestão. A couve é fonte de vitamina C, ferro, cálcio e betacaroteno. 

Couve-flor: além de não engordar, ela tem nutrientes que reforçam a imunidade do organismo. Alimento rico em cálcio, fósforo, e vitaminas A, B9 e C. 

Agrião: é um inibidor da fome fora de hora e também melhora sintomas de intoxicação, como a ressaca. Rico em ferro, iodo, vitamina C e betacaroteno - um antioxidante que retarda o envelhecimento -, o agrião auxilia no sistema respiratório. 

Pimenta: tempero que faz a diferença no sabor e na dieta. Acelera o metabolismo e ajuda a queimar calorias de outros alimentos. Tem propriedades analgésicas, anti-inflamatórias, diminui risco de doenças cardiovasculares, reduz o colesterol e pode ajudar no tratamento da enxaqueca. É antioxidante e rica em vitamina C. 

Pimentão vermelho: rico em potássio, sódio, cálcio, fósforo, ferro e vitaminas A, C e do complexo B. É um alimento antioxidante, que pode prevenir doenças cardíacas, além de ser fonte de fibras.

Abobrinha: ela está em todos os cardápios das dietas porque é desintoxicante. Composta de água (cerca de 90%), a abobrinha é diurética e rica em vitaminas A e C.

Alho: alimento que ajuda a combater vírus, infecções e inflamações, além de auxiliar em problemas respiratórios, como asma e bronquite. É fonte de potássio, cálcio e magnésio.

Berinjela: fonte de cálcio, fósforo, postássio, magnésio e vitaminas A, C e do complexo B, a berinjela é um agente redutor de colesterol no sangue.

Cebola: fonte de vitamina C, potássio, cálcio, ferro e fósforo. Ajuda a prevenir gripe e auxilia em problemas estomacais e intestinais. 

Mamão: contém uma substância chamada papaína, que melhora a digestão e a prisão de ventre. É fonte de ferro, cálcio e vitaminas A, B e C.

Melancia: fruto que apresenta muita água em sua composição e tem o poder diurético. É rica em fibras, ferro, cálcio e vitamina A, B e C. A melancia também possui uma glutationa, substância que é um potente antioxidante e retarda o envelhecimento.

Melão: tem poder diurético, hidratante, ajuda na menopausa e nas dietas de emagrecimento. É rico em cálcio, betacaroteno, potássio e vitaminas A, B, C. 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lembrando que para realmente manter toda a eficiência das calorias negativas, as frutas e legumes precisam estar in natura. Sem ser cozidos ou em forma de suco.  O melhor mesmo é ao natural. 

Agora....depois de ver essa lista de benefícios, a gente entende porque é tão importante variar. Bora comer coisas saudáveis e ficar com um corpo lindo.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Para inspirar


Boxeando

Ontem, quando fui na loja comprar a minha luva de boxe, eu não contei pro Marido o que iria - realmente - fazer. Eu disse que ia comprar mola para o jump (o que também era verdade). E disse que ia pesquisar o preço das luvas de boxe. 


Mas quando ele chegou em casa, tava eu lá parada com as luvas de boxe.....kkkkkkkkk. E tudo que ele me disse foi: "eu sabia que você ia comprar". É, ele realmente me conhece. 

E ele se animou tanto......parecia criança na manhã de natal. Colocou a luva e ficou fazendo movimentos de boxe, parecia que estava se sentindo o próprio Rocky Balboa. Eu acho mesmo que ele vai se interessar pela brincadeira.


Eu sei que ontem mesmo ele fez os furos na parede para colocar ganchos, para amarrar o colchão. Fiz no closet, bem atrás do Elíptico. E não é que a ideia deu certo. 

E já usei hoje. Soquei o colchão por 50 minutos. E só não sei se o colchão vai sobreviver....kkkkkkkkkkk....o que me faz pensar mais ainda em "onde vou colocar meu saco de pancada?"

Hoje as pernas estão descansado. E os braços provavelmente estarão acabados amanhã. Mas a ideia é essa mesmo. Amanhã, volto pro jump. E semana que vem continuo o revezamento. 

E vamos ver se consigo separar um lugar para o saco de areia.

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Tão eu


Boxe

A minha vida ainda está muito corrida. Mas nas últimas 2 semanas eu estou dando conta MESMO da minha dieta e atividade física. Malhando TODOS os dias, 1 hora de manhã e mais 30 minutos de noite. 

E para (tentar) não sobrecarregar nenhum grupo muscular (trabalhando ele todos os dias) eu tento variar entre meus equipamentos: step, jump, elíptico e corda, e todos os dias faço localizada para fortalecer os músculos, para que eles aguentem a rotina. 

Mas os músculos da minha perna estão doendo (aquela dor de quem malha) todos os dias. Foi quando me dei conta: estou trabalhando só as pernas. Ou MAIS as pernas. 

Preciso colocar as pernas para descansar (e não só no fim de semana), mas também não quero ficar nenhum dia parada, pelo menos não de segunda a sexta. Enfim....eu pensei: "tenho que arrumar um exercício aeróbico que trabalhe mais os braços e deixe as penas descansar um pouco".

Já sabem no que pensei, né? Boxe!


Aí me lembrei da última temporada do The Biggest Loser que assisti. Tinha um cara, chamado Moses, que mal chegou no campus já teve o joelho lesionado, e não podia malhar muito. 


Ele tinha ficado com a treinadora nova, a Cara Castronuova, que era lutadora de boxe. E em vez de se lamentar por não poder fazer o que foi fazer no programa Moses traçou um plano B. Sempre que ficava no quarto, ele sentava na cama e com os braços fazia todos os movimentos que a Cara tinha ensinado pra ele, para compensar o que não podia fazer na academia. E isso não só funcionou como garantia pra ele as primeiras colocações na perda de peso por várias semanas. Olha que sensacional. 

Então pensei.....sim, boxe!

Eu pensei nisso hoje de manhã, enquanto fazia Jump e me lembrava que teria mais dois dias na semana para malhar perna. E eu (tá admito: a mais ansiosa do mundo) fui hoje mesmo na loja para comprar uma luva de boxe. Sim, eu não quero só fazer os movimentos do boxe, eu quero soquear algo. Juro, fui na loja e comprei uma luva de boxe. Essa aqui:


Sim, não bastava ser uma luva de boxe, tenha que ser linda e estilosa. 

Quase comprei uma manopla também....kkkkkkkkkk. Tá, eu sei, vocês não fazem ideia do que é isso. Manopla é aquele treco que coloca na mão (de uma outra pessoa) para você soquear. Isso aqui:


Quase comprei MESMO. Mas não quero jogar (mais) dinheiro fora, e eu não sei se o marido vai mesmo comprar essa ideia. Então resolvi ver como serão as coisas daqui pra frente e depois decidir se compro ou não a manopla. E eu, sendo ansiosa do jeito que sou, isso já é um GRANDE avanço.

Eu amei minha luva. Amei. Saí da loja já me achando. Mas me achando mesmo. Andava pela rua, rindo sozinha e parecia que eu já estava assim:


Kkkkkkkkkkkkkkkkkk

É claro que sei que não basta comprar as luvas, terei que usar MUITO para chegar onde quero. Mas muito mesmo. É claro que sei disso....e pretendo mesmo fazer isso. 


Aí vocês pensam.....é louca. Gente, essa guria doida tem uma ideia, sai e gastar uma grana numa luva de boxe e a pergunta que não quer calar é: vai soquear o quê?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Calma, tenho um plano para isso. Mas me prometam que não vão rir (kkkkkkkkkkkkk)

Eu tenho dois colchões de solteiro de espuma espessa. Vou colocar os dois juntos na parede (amarrar se for preciso) e vou soquear a parece   "acolchoada". O marido disse que se eu conseguir um lugar para colocar um saco de pancadas, ele me dá um. 


Sempre foi nosso sonho ter um, falar a verdade. 

E assim que o marido chegar em casa eu darei a ele algumas opções (sim, ansiedade no nível máximo), e quem sabe eu não ganho do Papai Noel. Quem sabe.....

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Calorias Negativas

 Outro dia eu li algo sobre calorias negativas, e fiquei bem interessada. E fui investigar. 

Fiquei encantada com o que descobri. E, é claro, vou compartilhar aqui:
 

Calorias negativas matam e a fome e aceleram a dieta

Pouca gente conhece os alimentos com as chamadas calorias negativas. É isso mesmo: com eles, você emagrece comendo. Isso porque a digestão desses alimentos queima mais energia do que as contida neles propriamente. "Essa situação também é conhecida por efeito térmico do alimento ou termogênese", afirma a nutricionista Fernanda Machado. "Geralmente, os legumes podem ser enquadrados na categoria de alimentos com calorias negativas". 

Calorias gastas na digestão: O gasto calórico gasto na digestão varia conforme o tipo de dieta. Por exemplo, a proteína gasta mais energia (cerca de 25% do total energético ofertado) para ser digerida que o carboidrato e a gordura (cerca de 4%). Quanto mais difícil a digestão, maior o consumo energético. O gasto calórico vai variar conforme o Gasto Energético Basal Gasto Energético Total (gasto de energia diário com o metabolismo) de cada indivíduo, que representa de 5 a 15% do GET. Então as calorias usadas na digestão variam de acordo com o organismo. Cada pessoa tem um ritmo de vida que determina seu metabolismo e isso influenciará diretamente no efeito térmico dos alimentos


É importante ressaltar que alimento com caloria negativa é deferente de alimento com zero caloria. Um alimento com calorias negativas é aquele que possui menos calorias do que ele gasta para ser digerido. É o caso do limão, tangerina, melancia, ameixa, brócolis, aspargo, repolho, pepino, cebola, salsão, abobrinha, berinjela, couve-flor, nabo e pimenta vermelha. Um alimento zero calorias é aquele que não possui nenhuma caloria (e também nenhum nutriente) e que até pode causar doenças caso seja consumido em excesso, como os refrigerantes diet.

O segredo das calorias negativas é a combinação do baixo valor calórico com o alto teor de fibras. Quanto mais fibra, mais difícil a digestão e mais energia consumida. Por outro lado, legumes cozidos são mais fáceis de serem digeridos, sendo preferíveis os crus porque são quebrados com mais dificuldade. E para que as fibras façam o efeito desejado, beba no mínimo, 2 litros de água por dia.

Outra coisa a ser levada em conta é o índice glicêmico. Quanto maior o índice glicêmico, menor o gasto de energia para digestão, ou seja, a caloria não é negativa. 

Aí, se você tem uma mente maquiavélica que nem a minha, deve ter pensado: de hoje em diante vou comer apenas calorias negativas....kkkkkkkkkkkkk

Sim, é possível emagrecer pensando somente nas calorias negativas. Aliás, existe uma dieta baseada no conceito de "Calorias Negativas", com bom resultado quando o objetivo é perder peso. Mas ela deve ser bem orientada para não gerar deficiência de alguns nutrientes, afetando o equilíbrio do organismo. E também, porque para montar uma equação em que essas calorias negativas são subtraídas da quantidade de energia consumida no dia é necessário calcular o Gasto Energético Basal, Repouso e Total do indivíduo e analisar toda a dieta. Então se estiver pesando mesmo nisso, procure um nutricionista (acredite, a sua saúde não vale o risco). Mas o que eu recomendo mesmo é fazer uma Reeducação Alimentar e tentar dar prioridades para alimentos com calorias negativas na hora de escolher frutas e legumes. E digo mais - taí porque me interessei pelo assunto e porque é uma dica de ouro - caso bata aquela fome do nada e você já consumiu todas as calorias do dia, sabe onde procurar uma opção pra comer: nas calorias negativas. 

Uma outra visão (e explicação) sobre calorias negativas vem da aceleração do metabolismo:

Parece mentira, mas realmente há alimentos que possuem calorias negativas. Não que eles não sejam calóricos, porém, fazem com que o metabolismo se acelere, queimando mais calorias que as ingeridas. Portanto, ajudam bastante na dieta para a perda de peso e devem ser incluídos nas refeições, principalmente porque também são saudáveis.

Como funciona: Os alimentos denominados termogênicos aceleram o metabolismo, fazendo com que ele queime calorias com mais facilidade. No entanto, esse gasto calórico pode variar de pessoa para pessoa, dependendo da velocidade do seu metabolismo, das enzimas e dos alimentos que vão ao prato. A maturação dos alimentos também influencia na perda calórica. Por exemplo, uma banana verde é mais termogênica que a madura. 

Agora vamos à (tão esperada) lista de alimentos com calorias negativas para serem incluídos nas refeições. lembrando que o acompanhamento deve ser bem escolhido, com muitos produtos integrais, carnes magras e sucos naturais.

E tente se alimentar a cada 3 horas para que o seu organismo não tenha tempo para armazenar gorduras. E não se esqueça de fazer atividades físicas diariamente, nem que seja apenas 20 minutos de caminhada. Com isso, além de magro, você evita a temida flacidez e o efeito sanfona.
  • Frutas: damasco, mamão papaia, abacaxi, limão, laranja, goiaba, amora, ameixa, melancia, melão, pêssego, mexerica e maçã.
  • Hortaliças: chicória, couve, espinafre, pepino, chuchu, pimenta vermelha, salsão, cenoura, abobrinha, alface, acelga, aipo, couve-flor, nabo, berinjela, aspargo, alho, brócolis, beterraba, cebola e repolho.
  • Temperos: curry, açafrão, gengibre, pimenta caiena, pimenta do reino, orégano, manjericão, salsinha e canela.
 Os temperos possuem calorias negativas e, por isso, devem ser utilizados sempre que possível, principalmente no lugar do sal que, além de ser grande inimigo da saúde, contribui para a retenção de líquidos, o que deixa o corpo inchado. Eles deixam os pratos super saborosos e ainda têm vários benefícios para a saúde. Por isso, use e abuse deles na hora de temperar saladas, alimentos cozidos e até mesmo seus doces favoritos. Asse bananas não muito maduras e salpique canela nelas. Ficarão deliciosas e, ainda por cima, ajudam o metabolismo. Bom apetite!

Fonte: Minha Vida, Dicas para perder peso, Exame e Blog da Mimis 

Adorei pesquisar sobre o assunto. Agora sei exatamente para quais frutas e legumes devo dar preferência e o que comer quando a fome apertar. E, vocês sabe......a informação é tudo na vida, e também a batalha de perda de peso. 

Ainda mais com o verão chegando, é uma boa ter sempre uma melancia (por exemplo) na geladeira para quando a fome apertar e ainda não tiver na hora de comer.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...