terça-feira, 27 de junho de 2017

Ame-se


Voltando pra academia

Lá por junho/julho de 2016 eu tomei uma decisão: precisava cuidar de mim. Fazer algo por mim mesma. 

Eu não tinha tempo, não tinha dinheiro, mas resolvi rever minhas prioridades e provar pra mim mesma que quando ser quer muito uma coisa, se dá um jeito. Resolvi voltar pra academia. 

E não era qualquer academia. Era a academia mais cara da redondeza....kkkkkkkkkkkkk

Quero deixar isso claro porque, pra quem tava muito sem grana parece algo impossível, mas como disse, quando se quer muito algo, se dá um jeito. E não é a mais cara por ser a mais badalada, com os mais infinitos equipamentos. É a mais cara porque a proposta é outra. E o que me levou a escolher essa academia não foi o valor da mensalidade (lógico que não) e nem a proposta deles (que é a ginástica funcional). O que me levou a decidir por ela foi uma coisa bem simples: é a mais perto daqui de casa. Fica a três quadras da minha casa. Mais perto que a padaria. Mais perto que o ponto de ônibus. Aliás, para ir na padaria ou no ponto de ônibus, preciso passar pela academia. Ou seja: não tem desculpa. 

Faça chuva ou faça sol, eu acordava e ia malhar. Bom, eu ia na padaria buscar pão, que desculpa usaria para não ir pra academia? Não precisaria gastar dinheiro com passagem de ônibus para ir pra academia (o que me fez ver o valor da mensalidade de um outro jeito) e como são 3 dias na semana apenas, não tem essa história de "não deu". Não deu pra ir um dia, tem outros dois de folga pra repor. 

E com isso, eu me apaixonei pela academia, pela ginástica funcional e tudo mais....

Deixa eu explicar melhor. Eu malho em um estúdio funcional. E pra quem não sabe o que é isso, é mais ou menos isso:
 

A proposta é bem personal mesmo. São apenas 3 alunos por vez (e eu, super comunicativa, escolhi um horário quebrado e com isso tenho contato com o pessoal de dois horários hehehehehe). Eu pago 170,00 reais por mês para malhar 3 vezes na semana. A proposta é 1 hora de malhação, mas sempre fico mais, porque o meu personal é top. 

Como minha malhação ficou frequente (eu nunca faltei sem repor na mesma semana) os resultados logo vieram e eu fiquei apaixonada pelo resultado. Eu não emagreci drasticamente (porque ainda tenho meus pecados alimentícios) mas o corpo se desenhou de uma forma inacreditável. 

Bom, cheguei na academia dizendo "quero ter bunda". Bem, hoje eu tenho bunda. Minha bunda não é empinada por natureza, só consigo isso com malhação e já cheguei dizendo que eu queria. Minha auto estima se elevou além da conta. Passei a me cuidar, a me arrumar, a me amar.....e é isso que eu falo. 170 reais é caro? Talvez....se autoestima fosse vendido num vidrinho na farmácia, duvido que o povo todo não pagava o preço que fosse.....pagava. Eu pagaria. Então....tem coisas que não tem preço. E você se olhar no espelho e se amar.....gente.....NÃO TEM PREÇO. 
 
E como eu conseguia resultado malhando 3 vezes na semana, eu parei de querer malhar que nem doida e ter aquele plano de malhação maluco. Me acalmei. Amém aleluia.....hahahahaha

E agora uma super curiosidade dessa história de malhação:

Como é que eu ia dizer pro marido que ia entrar pra academia e pagar 170 reais por mês? Simples, não falei. 

Mas a academia era pertinho de casa, todos me conheciam, todos começaram a comentar como eu tava bem, como eu tava magra (nem tava, mas já falei disso), como eu tava linda. E eu morrendo de medo que alguém dissesse pro Renato que eu tava malhando. Então tive que "inventar" um discurso. E comecei a dizer para todo mundo: "pois é gente,  mas o Renato não sabe. Eu tô esperando ver quando é que ele vai notar, então...não vai estragar a brincadeira" (tipo: não vai contar pra ele). Sim, gente, mulher é fogo kkkkkkkkkkkkkkk

Resultado: ninguém contou, mas todos ficaram curiosos sobre quando Renato repararia e abismados por Renato não reparar (porque as formas do corpo - e a autoestima - mudou mesmo). E realmente....gente...ele não reparou. 

Vamos fazer aqui um adentro para os homens comprometidos que leem meu blog: por favor, reparem. Quando suas namoradas/esposas começarem a ter essa luz própria e tal....reparem. 

Voltando ao assunto: mas isso não me chateou porque, ahhhhh, eu tô bem na fase de eu me basto, então, tanto faz. Mas aí, em março ele tirou férias, e ficou em casa. E como ir pra academia com ele em casa? 

Mais uma vez, tive que inventar um repertório: disse que ganhei aulas experimentais na academia. hahahahahahha Sim, já disse, mulher é fogo. Então hoje ele sabe que malho. E detalhe....quando eu "comecei' a fazer as "aulas experimentais" ele começou a querer reparar, querer elogiar....ahhhhhh, não né, Bem. Quase um ano malhando e você vem querer me elogiar AGORA só por saber que tô indo pra academia......não, né? hahahahahhahahahha

E com isso, voltei a malhar e já faz quase 1 ano. E estou muito feliz. 

E agora.....algumas fotinhos do meu último ano na academia:
 
-eu me achando super-
 
- super nessa de malhar bumbum -

- e depois conferindo se está aumentando - 

 - e pegando foto antiga pra fazer antes e depois -

 - ficando chocada com o resultado -

 - literalmente malhando e namorando o espelho -

 - agitando festa de fim de ano -

 - agitando mesmo hahahaha-

 - eu e minhas parceiras de malhação -

 - a gente tira foto, mas a bunda tem que aparecer hahahaha -

 - capixaba malhando -

 - o melhor treinador de todos é o Messi, que a gente afofa entre um treino e outro -

O Messi, esse cachorro fofo, é de uma das alunas, que eu vivo pedindo pra ela levar ele. E às vezes ela me atende.
 
Bem....se eu puder dar um conselho: malhem. Não porque emagrece, mas porque faz bem pro corpo e pra mente. Ache algo que goste, algo perto e deem um jeito. Faça isso o quanto antes. A saúde e a autoestima agradecem.

Nossa Senhora da Penha, guiando meus passo...

Eu sou do ES e a nossa padroeira lá do estado é a Nossa Senhora da Penha. Então temos o Convento da Penha, que fica em Vila Velha, e bem pertinho da Páscoa tem a Festa de Nossa Senhora da Penha que dura 1 semana. 


Em 2015 a minha mãe, com 62 anos na época, participou da romaria dos homens até o convento da Penha. Bem, os homens saem de várias partes da cidade e vão a pé até o convento. E com o passar dos anos a mulheres foram participando também. Da nossa casa até o convento da Penha são quase 6 horas de caminhada. 


Então, quando me despedi dos meus pais em fevereiro de 2016, aquela despedida que sem saber era a última do meu pai, eu disse que naquele ano (2016) eu passaria páscoa com eles e iria na romaria dos homens. E meu pai todo animado disse "vou junto". 

Quatro dias depois, volto eu pro ES com passagem só de ida e fiquei lá por um pouco mais de 1 mês. E eu, meu irmão e minha cunhada fomos na romaria dos homens representando meu pai. Minha mãe não foi porque ela ficou bem debilitada com a situação e não tinha condições. 

Olha......não foi fácil. Mas foi bom, foi ótimo. É uma coisa inexplicável aquele povo todo movido pela fé. É lindo. Bom, independente da religião de cada um.....é lindo! 

Eu pessoalmente respeito todas as religiões e acho que a religião deve ser criticada quando gera guerra, separações, brigas.....quando a religião está buscando a paz, seja qual for, deve ser elogiada e respeitada. 

Segue o registro da foto de nossa chegada. Todos descabelados (mentira, só eu) mas energizados e completamente felizes. 


Atrás, minha cunhada, meu irmã e eu, e na frente casal de amigos do meu irmão e da minha cunhada. Cadê eu? Irreconhecível.....espera que vou te ajudar a me achar (segue a seta):


Pronto. Aí está...kkkkkkkkk

Então, uma semana depois fiz a minha segunda tatuagem (apesar do meu pai ser super contra a tatoo - mas isso é uma outra questão, um outro post talvez) em homenagem a toda essa minha vivência:


Fiz exatamente essa, exatamente nesse lugar. Para mim tem o significado de "Nossa Senhora guiando meus passos".

 E uma coisa que aprendi: seja na romaria ou seja na vida, é um passo de cada vez.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Positive-se


Energia

Bem, antes de começar a contar toda minha jornada de transformação - de dentro pra fora - deixa eu dizer - desde já - o que consegui entender até então sobre a MINHA vida e sobre MIM mesma. 


Quero deixar claro que é sobre MIM, porque pode ser que as minha vivência não sirva pra ti. Pode ser que não sirva porque não serve mesmo, ou pode ser que não serve porque tu não está nessa vibe, ou pode ser que não serve porque nesse processo que é a vida de casa um, tu ainda não chegou nesse ponto (que não está necessariamente na frente ou atrás, está só num lugar diferente) em que essas coisas façam sentido. Mas tomara que essas coisas façam sentido pra você. Porque essa minha jornada transformou a minha vida de um jeito maravilhoso, e espero que o mesmo aconteça com a sua.

Enfim....vamos lá. 


Eu descobri, nesse processo que o mundo é energia. Absolutamente tudo é energia. Até mesmo o que tu acha que não é energia.....é energia. Então, antes de mais nada....cuide da sua energia. Aí você me pergunta: tu tá falando da alma? Também. Mas também estou falando do corpo. Como eu disse, absolutamente tudo é energia.


Então tu não acredita em Deus? Claro que acredito. E Deus também é energia. A melhor, mais poderosa, perfeita e maravilhosa energia. 

Eu sei o quanto todo esse papo parece clichê. Eu sei que existe milhares de frases falando nessa tal energia, e já vou avisando que nem todas são verdadeira - e quem sou eu para avaliar? - acredite, eu sei. Mas é verdade. Somos emergia. Foi uma das minhas mais importantes descobertas (e uma outra importante descoberta foi: estamos aqui para ser feliz! Isso é a única coisa importante nessa vida. A busca incondicional pela felicidade. Defina sua felicidade e a busque incansavelmente.)

E você pode pensar: mas o que energia tem a ver com emagrecimento? TUDO. 

Não só sobre emagrecimento, mas sobre todo o resto. Porque quando comecei a mudar minha energia, quando comecei a me amar, a me ver como perfeita (uma perfeição que pode evoluir e que espero que evolua), quando decidi conscientemente a mudar minha energia, absolutamente tudo mudou. E o mais incrível é que as pessoas começaram a achar que eu super tinha mudado, tipo, "quem é você?". 

Quero dizer (deixa eu explicar melhor): mesmo no início quando eu era fisicamente a mesma pessoa mas por dentro - energéticamente- outra, as pessoas começaram a comentar como eu tinha mudado fisicamente.....e isso, eu sei, essa história é tão inacreditável que eu não acreditaria se eu mesma não tivesse vivenciado. Então, não tenho como explicar melhor do que já o fiz até aqui....mas não acredite em mim. Experimente. 


Já fazia um tempo que não tava mais muito interessada na balança, então traçar um perfil numérico vai ser bem difícil, mas vamos tentar. Após o falecimento do meu pai e minhas idas constantes para o ES, eu engordei. E em algum momento desse processo decidi buscar respostas e parti em busca de uma melhora espiritual, até que esbarrei nessa história de energia e pensei "que interessante" e comecei a usar, e o resultado foi (mesmo eu ter recentemente engordado e não ter emagrecido - ou ter emagrecido só uns 3 quilos), todo mundo só falava em como eu estava bem e magra. 

Como é possível?

Óbvio que tenho uma teoria: magra hoje em dia virou sinônimo para bem. E se as pessoas te veem bem, elas associam como se vc tivesse magra. Não no sentido literal da palavra, mas no sentido de não estar gorda (o que é - para tais pessoas - algo pejorativo e não podendo ser usado para alguém que está bem e realmente bem). 


Eu seiiiiiii. Parece papo de doido. E eu também pensaria assim se não tivesse vivenciado. Eu não estou falando que não precisamos mais de regular a alimentação ou praticar atividade física, bastar dar atenção à sua energia.....eu estou falando que dar atenção à sua energia deveria também fazer parte do processo de emagrecimento, não apenar para torná-lo mais fácil, mas também duradouro e verdadeiro. 

Porque gente.....ser magra (nesse sentido de estar bem) não é só vestir manequim 38. É ter postura, costas eretas, olhar brilhante, sorriso contagiante.....


Quantas de nós (e eu não estou me excluindo) não come alface a semana toda e malhar horas na academia só para ser aceita? Para que aquele carinha nos olhe com amor nos olhos? Para que aquele carinha olhe só para a gente? Para ser alguém com quem todos querem estar, para ser a líder popular da turma? Para ser aquele para quem todos olham enquanto passa?

E ao mesmo tempo, quantas histórias já ouvimos de mulheres maravilhosas, divas de Hollywood, que foram abandonadas, traídas, ou que estão infelizes e depressivas......

A questão é: todos querem ficar, conviver, namorar e fazer tudo mais que tiver na sua lista com aquela pessoa gostosa. E quando falo de gostosa, não é aquela pessoa malhada. Falo da pessoa feliz. Que quando chega parece iluminar o lugar, aquela pessoa que sorri de um jeito tão autêntico que parece que os outros sorrisos são sem graça. Aquela pessoa que você conversa de um jeito gostoso. Aquela pessoa, que depois que vai embora dá vontade de correr atrás e pedir pra voltar. Que te deixa o resto do dia sorrindo, e te deixa numa paz......essa é a definição de gente gostosa.


Mas não é fácil achar. 

A maioria das pessoas andam com uma cara carrancuda, com os ombros curvados como se estivesse carregando o mundo numa penitência eterna, com um olhar de ira ou deboche para esconder a ira. Estão sempre com um repertório de reclamação pronto: o clima, a chuva, o calor, o frio, o vizinho, o filho, os pais, o patrão, o emprego, a violência, a política, a TV.....quando essas pessoas vão embora, você se dá conta de que seus ombros ficaram curvados que nem os dela e fica aquela sensação de que uma tragédia pode acontecer a qualquer momento. Gente.....essa pessoa pode ter o corpo, o rosto, o cabelo mais perfeito de todos.....ninguém vai querer ficar muito tempo perto dela. 


É claro que quero o meu corpo lindo e saudável no meu peso ideal. E busco isso todos os dias.....mas eu não espero para ser feliz quando estiver no meu peso ideal. Sou feliz hoje, me sinto linda hoje, me sinto atraente hoje. Me sinto gostosa hoje. 

E a parte mais legal desse papo de energia é o seguinte: você vai se sentido.....e as pessoas ao seu redor começam a concordar com você. É fascinante. 

Mas melhorar sua energia não é uma coisa simples, principalmente num mundo caótico. Então, também contarei nos próximos posts como consegui fazer isso. Serviu pra mim....vai que serve pra você também!

sábado, 24 de junho de 2017

Sempre


Quem venham novas e boas....


Fênix

Com todo esse processo que vivi no último ano, crio aqui um novo marcador: Fênix. 


Sempre que eu for falar do meu processo de mudança (que durará por toda eternidade), coloco o marcador da Fênix, e sempre que quiserem acompanhar exatamente esta parte da minha vida, basta ir no marcador Fênix. 


Mas já fiquem sabendo que quando falo em mudanças, em Fênix, estou falando em mudança de vida no seu grau máximo. Não do corpo especificamente. 

E para quem não conhece a história da Fênix:


A fênix é um pássaro da mitologia grega que, quando morria, entrava em auto-combustão (pegava fogo e virava cinzas) e, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas. Outra característica da fênix é sua força que a faz transportar em voo cargas muito pesadas.

Teria penas brilhantes, douradas e vermelho-arroxeadas, e seria do mesmo tamanho ou maior do que uma águia. Segundo alguns escritores gregos, a fênix vivia exatamente quinhentos anos. Outros acreditavam que seu ciclo de vida era de 97 200 anos. No final de cada ciclo de vida, a fênix queimava-se numa pira funerária. A vida longa da fênix e o seu dramático renascimento das próprias cinzas transformaram-na em símbolo da imortalidade e do renascimento espiritual.

A crença na ave lendária que renasce das próprias cinzas existiu em vários povos da antiguidade como gregos, egípcios e chineses. Em todas as mitologias o significado é preservado: a perpetuação, a ressurreição, a esperança que nunca têm fim.

Esse mito da Fênix é, na verdade, um retrato do que pode acontecer com a sua vida. Não importa onde está, em que parte do caminho, com quantos anos, o que já conquistou e o que ainda está planejando conquistar: é sempre tempo de se renovar, de renascer e se tornar algo diferente, algo melhor mas que, ao mesmo tempo, continua sendo você mesma. 


Tente você também!

quinta-feira, 22 de junho de 2017

PAI

Eu sumi por mais de 1 ano simplesmente porque não queria escrever a postagem que escrevo agora. Mas não dá mais pra adiar. Podem dizer que é fuga, e talvez seja, mas tem brigas que não dá pra enfrentar. Jamais serão vencidas e, talvez, fugir seja a coisa mais sensata e corajosa a se fazer. 

No final de fevereiro de 2016 fui ao ES ser madrinha de casamento de uma amiga e para uma festa da família. Com isso passeio o fim de semana com toda minha família (e sou imensamente agradecida à Deus por ter me proporcionado isso). Voltei pra Porto Alegre na segunda-feira (29 de fevereiro).

Na sexta feira da mesma semana (4 de março) voltei ao ES porque meu pai tinha falecido. 


Eu e meu pai tínhamos muitas diferenças, claro,  ele odiava quando eu emagrecia. Dizia que eu ficava com cara de doente. A gente já brigou tanto nessa vida, por tantos motivos diferentes. Mas a gente era muito parceiro. Se amava muito. Eu entendia ele e ele me entendia. Acho que de toda família era eu quem mais o compreendia e de toda família era ele quem mais me compreendia. 


A gente tinha liberdade de falar tudo um pro outro. A gente se dava tanto carinho. Tanto amor. Vivíamos grudados. E eu também sou muito agradecida por isso. Óbvio que rola arrependimento de muitas coisas que poderiam ter sido feitas de um modo diferente. Mas eu sei que aproveitei muito o meu pai. E sei que muitos não tem essa oportunidade. Meu irmão mesmo não teve essa oportunidade, não desse jeito que tive. Os dois muito teimosos.....e eu sinto tanto por eles. Queria que meu irmão tivesse o que eu tive. Mas isso não ofusca minha gratidão. Sou imensamente agradecida por ter amado, compreendido e aproveitado meu pai. 


E éramos tão próximos, sempre fomos, que ainda o sinto porto de mim. Ainda escuto ele falando comigo dentro do meu coração. Mas a saudade dói. E a parte mais difícil dessa saudade é não ter mais o abraço dele. Ai, como eu tenho saudade daquele abraço....


Então eu fui pro ES. Cheguei lá e vi a minha família em prantos. E naquele momento tive que tomar a minha decisão. E decidi ser forte por eles.  E fui.....passei todo 2016 entre Porto Alegre e o ES, tentando ajudar no que eu podia. Tentei fortalecer todo mundo e decidi que o meu luto poderia esperar.


Olhando pra trás, acho que nunca tive meu luto. Mas isso pra mim não é um problema. Quero dizer, tenho muito pelo que agradecer. Por ter tido ele como pai, por ter podido aproveitar ele o tanto que pude, por ter passado o último fim de semana da vida dele com ele....e a minha certeza religiosa de que um dia nos reencontraremos me faz realmente acreditar que não é um motivo de profunda tristeza. É só um "até logo". Mas o problema real, a coisa com a qual eu não consigo lidar, é a falta que o abraço dele me faz. Essa é a parte difícil de todo processo. 


Então.....dizem que quando passamos por uma dor insuportavelmente grande passamos a encarar a vida de uma nova forma. E posso dizer que acho que foi o que aconteceu. Busquei viver meu luto de um jeito todo meu: parti em busca de uma crescimento espiritual, de uma felicidade constante e de uma paz interior. Por um lado isso me faz me sentir mais perto dele. Bom, se ele passou para o plano espiritual, vamos lá conhecer mais isso, estar mais perto disso.....pra mim é algo que faz sentido.  E por outro lado, no momento em que perdi meu pai e me culpei por viver longe da minha família, eu entendi que não importa onde e como vivemos, só há um jeito de homenagearmos nossa família e a memória daqueles que amamos: SER PROFUNDAMENTE FELIZES.  Então eu busquei e busco essa felicidade. Fui atrás dela como uma leoa faminta parte em busca da presa: com toda calma, estratégia e empenho. 


E num dado momento de toda essa busca, tive que fazer as pazes com meu corpo. Eu ainda controlo a alimentação e malho frequentemente. Mas não faz nenhum sentido eu odiar a imagem do espelho. Ou eu me recriminar por não entrar numa calça tamanho 40. Não faz nenhum sentido. Não mais. Meu senso de beleza e felicidade foram ampliados e o resultado disso (contarei em breve) foi surpreendente. Eu ainda quero falar - e falarei - de dieta e atividade física. Mas também quero falar do que descobri -  e ainda estou descobrindo - nessa minha busca constante pela felicidade. 


Eu, Fernanda, descobri aos 35 anos (e precisei "perder" meu pai para isso) que o que realmente importa nessa vida é ser feliz. E que a felicidade não depende de nada, não depende de um numero na balança, não depende de um bem material, não depende de uma outra pessoa. Para ser feliz você só precisa de uma coisa: ser!


E não acredite em mim. Por favor. Duvide. Pode duvidar. Mas também não acredite em tudo o que te disseram até agora. Parta você em sua própria jornada em busca da felicidade. Pode ser que as histórias e casos sobre a minha jornada te ajude na sua. Pode ser que não. Mas faça um favor a si mesma(o), não aceite passar mais nenhum dia triste e se achando feia por não pertencer a um padrão que alguém te disse que era o certo. Pode ser que depois de uma longa jornada você descubra que aquele velho padrão é o seu mesmo. Pode ser. Mas tenha coragem e parta em busca dessas respostas. E não aceite uma vida que não te faça feliz. 


E eu não estou dizendo para não fazer mais dieta. Não é isso. O que estou dizendo é: seja feliz fazendo dieta. Não espere estar magra para ser feliz. Seja feliz desde já e a magreza vai querer vir correndo aproveitar essa sua nova vida de felicidade.


E aproveite seu pai. Aproveite sua mãe. Aproveite todos que você ama. Eles não durarão pra sempre. Eles não estão sempre certos, nem tudo o que eles dizem realmente são coisas que realmente valem pra você. Mas eles estão tentando fazer o melhor com o que eles tem. Estão tentando te passar o que eles acham que realmente é válido, e por mais que não concorde com algumas coisas, respeite isso. Porque isso é amor. 


Naquela segunda-feira, última segunda-feira, que ele me levou no aeroporto, enquanto nos despíamos, nos abraçávamos e fazíamos planos para os próximos encontros (sem saber que eles não existiriam)....se eu soubesse que seria nosso último abraço, se eu soubesse que jamais o veria em vida novamente (para algumas crenças não nessa vida) acho que eu não o teria soltado. Eu não teria soltado nunca mais. 


Mas isso é a vida. Fazemos escolhas o tempo todo sem saber bem como será o dia de amanhã. Saímos de casa sem saber se vamos voltar, dormimos sem saber se vamos acordar, nos despedimos de quem amamos sem saber se voltaremos a vê-los. E isso é tão cotidiano que se torna corriqueiro. Mas não permita isso. Não permita que a rotina retire da vida a graça que ela tem. E essa graça que ela tem....já fique sabendo...é você quem dá.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Entrevista

Antes de mais nada....deixa eu dar uma notícia atrasada. 

Ano passado, eu dei a minha primeira entrevista (virtual).


E a reportagem saiu dia 12/03/2016 no site Em Pauta. Para quem quiser ler a reportagem da minha entrevista, basta clicar aqui

Bem, a entrevista, como eu disse, foi virtual. Eu recebi as perguntas e respondi pela internet. Mas não importa....não mesmo....porque foi assim que eu me senti:


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sabe como é, né? Se a vida é minha, eu imagino ela como eu quiser....hehehehe

A reportagem foi sobre os efeitos da canela. E eu já falei muito disso aqui no meu blog. Segue a lista de linques das minhas postagens sobre canela.




(e o mais importante) Os perigos do excesso de canela

Então aqui vai a reportagem na íntegra (e é sempre bom lembrar - para quem não sabe - que meu nome é Fernanda): 

Canela e os seus efeitos




Recentemente, fizemos uma reportagem sobre as propriedades nutritivas da canela. O seu consumo pode apresentar muitas vantagens. Se não conseguiu conferir, veja no link.

Falando em canela, encontramos a Fernanda, formada em artes plásticas e publicidade e propaganda. Atualmente, ela  mantém um blog que conta suas experiências sobre reeducação alimentar, uma delas, com o uso da canela. Então, tentamos descobrir como foi que ela passou a utilizá-la e quais seus efeitos no organismo. Está achando que não há contraindicações? Não se engane! Os alimentos naturais consumidos em excesso também podem trazer prejuízos ao seu corpo. A dosagem adequada e consumo com moderação é sempre mais indicada.

Veja a seguir o depoimento da Fernanda, sobre o uso desta especiaria tão conhecida e utilizada na culinária brasileira.

Como descobriu os efeitos da canela? Por quê decidiu consumir?

Eu vi no Facebook. Uma amiga perguntou se alguém já tinha ouvido dizer que café com canela emagrece. Eu nunca tinha ouvido falar disso até então, mas fui pesquisar sobre o assunto na internet. E logo achei um blog falando do assunto e fiquei super curiosa. Pra falar a verdade, eu nunca acreditei muito nessa coisa de tomar chás e coisas para emagrecer, mas o que mais me chamou atenção neste blog foram os comentários. Um monte de gente que dizia ter testado e aprovado os efeitos do café com canela. Todas dizendo que tinham emagrecido mais depois que começaram a usar o café com canela. Então resolvi tentar. Se tivesse algo que potencializasse tudo o que eu já estava fazendo pra emagrecer….eu queria tentar.

Observou efeitos colaterais? Quais? Quanto tempo e de que forma era consumida?

Depois que comecei a tomar o café com canela, eu não senti um emagrecimento maior. Mas me senti mais disposta. Antes eu ficava desanimada o dia todo. E depois que passei a consumir o café com canela, eu me senti mais ativa e a preguiça foi embora. Eu fiquei mais disposta para fazer as coisas, principalmente para malhar. Eu não ficava mais atirada no sofá, nas horas vagas eu passei a procurar coisas para fazer….e fazer qualquer coisa é melhor que ficar deitada no sofá. Só isso já é um grande passo rumo à vida saudável. E isso tudo eu já notei na segunda semana. Mas , café tem lá suas contra indicações. A própria cafeína….eu não queria tomar muito. E, principalmente, o café escurece os dentes. E eu não queria isso. Então pensei no plano B. Fiz um chá de canela super concentrado. Coloquei um monte de canela na panela, cobri com água e esperei reduzir. Reduzi tanto que o chá chegou a ficar grosso. E eu tomava uma colher de sopa. Uma semana depois, eu me feri e percebi que a ferida estava demorando para cicatrizar. Então, fui pesquisar na internet e descobri que a canela tem ação anticoagulante, e chequei a conclusão de que estava usando demais. Voltei então a simplesmente colocar um pauzinho de canela dentro do café pela manhã, assim eu poderia perceber os benefícios sem exagerar.

Fernanda ainda deixa sua contribuição sobre o que pensa sobre a busca pelo emagrecimento: nessa busca pelo emagrecimento, é importante perceber que nem tudo serve para todo mundo. Algo que funciona pra mim não vai, necessariamente, funcionar para você, e vice-versa. O importante é testar e procurar a sua receita, o que funciona pra você. E principalmente, nunca desistir.  

Então é isso....a  sessão de autógrafos será amanhã às 10 da manhã.....hauhauhauahuahuah - brincadeira. Mas é claro que esse tipo de coisa faz muito bem para o ego. 

Então.....que vanham mais......huahauahuaha....e quem sabe um dia vocês não me veem na TV sendo entrevistada pelo Evaristo Costa. Ahhhhhh, sim, por favor, que seja o Evaristo Costa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...