terça-feira, 27 de junho de 2017

Voltando pra academia

Lá por junho/julho de 2016 eu tomei uma decisão: precisava cuidar de mim. Fazer algo por mim mesma. 

Eu não tinha tempo, não tinha dinheiro, mas resolvi rever minhas prioridades e provar pra mim mesma que quando ser quer muito uma coisa, se dá um jeito. Resolvi voltar pra academia. 

E não era qualquer academia. Era a academia mais cara da redondeza....kkkkkkkkkkkkk

Quero deixar isso claro porque, pra quem tava muito sem grana parece algo impossível, mas como disse, quando se quer muito algo, se dá um jeito. E não é a mais cara por ser a mais badalada, com os mais infinitos equipamentos. É a mais cara porque a proposta é outra. E o que me levou a escolher essa academia não foi o valor da mensalidade (lógico que não) e nem a proposta deles (que é a ginástica funcional). O que me levou a decidir por ela foi uma coisa bem simples: é a mais perto daqui de casa. Fica a três quadras da minha casa. Mais perto que a padaria. Mais perto que o ponto de ônibus. Aliás, para ir na padaria ou no ponto de ônibus, preciso passar pela academia. Ou seja: não tem desculpa. 

Faça chuva ou faça sol, eu acordava e ia malhar. Bom, eu ia na padaria buscar pão, que desculpa usaria para não ir pra academia? Não precisaria gastar dinheiro com passagem de ônibus para ir pra academia (o que me fez ver o valor da mensalidade de um outro jeito) e como são 3 dias na semana apenas, não tem essa história de "não deu". Não deu pra ir um dia, tem outros dois de folga pra repor. 

E com isso, eu me apaixonei pela academia, pela ginástica funcional e tudo mais....

Deixa eu explicar melhor. Eu malho em um estúdio funcional. E pra quem não sabe o que é isso, é mais ou menos isso:
 

A proposta é bem personal mesmo. São apenas 3 alunos por vez (e eu, super comunicativa, escolhi um horário quebrado e com isso tenho contato com o pessoal de dois horários hehehehehe). Eu pago 170,00 reais por mês para malhar 3 vezes na semana. A proposta é 1 hora de malhação, mas sempre fico mais, porque o meu personal é top. 

Como minha malhação ficou frequente (eu nunca faltei sem repor na mesma semana) os resultados logo vieram e eu fiquei apaixonada pelo resultado. Eu não emagreci drasticamente (porque ainda tenho meus pecados alimentícios) mas o corpo se desenhou de uma forma inacreditável. 

Bom, cheguei na academia dizendo "quero ter bunda". Bem, hoje eu tenho bunda. Minha bunda não é empinada por natureza, só consigo isso com malhação e já cheguei dizendo que eu queria. Minha auto estima se elevou além da conta. Passei a me cuidar, a me arrumar, a me amar.....e é isso que eu falo. 170 reais é caro? Talvez....se autoestima fosse vendido num vidrinho na farmácia, duvido que o povo todo não pagava o preço que fosse.....pagava. Eu pagaria. Então....tem coisas que não tem preço. E você se olhar no espelho e se amar.....gente.....NÃO TEM PREÇO. 
 
E como eu conseguia resultado malhando 3 vezes na semana, eu parei de querer malhar que nem doida e ter aquele plano de malhação maluco. Me acalmei. Amém aleluia.....hahahahaha

E agora uma super curiosidade dessa história de malhação:

Como é que eu ia dizer pro marido que ia entrar pra academia e pagar 170 reais por mês? Simples, não falei. 

Mas a academia era pertinho de casa, todos me conheciam, todos começaram a comentar como eu tava bem, como eu tava magra (nem tava, mas já falei disso), como eu tava linda. E eu morrendo de medo que alguém dissesse pro Renato que eu tava malhando. Então tive que "inventar" um discurso. E comecei a dizer para todo mundo: "pois é gente,  mas o Renato não sabe. Eu tô esperando ver quando é que ele vai notar, então...não vai estragar a brincadeira" (tipo: não vai contar pra ele). Sim, gente, mulher é fogo kkkkkkkkkkkkkkk

Resultado: ninguém contou, mas todos ficaram curiosos sobre quando Renato repararia e abismados por Renato não reparar (porque as formas do corpo - e a autoestima - mudou mesmo). E realmente....gente...ele não reparou. 

Vamos fazer aqui um adentro para os homens comprometidos que leem meu blog: por favor, reparem. Quando suas namoradas/esposas começarem a ter essa luz própria e tal....reparem. 

Voltando ao assunto: mas isso não me chateou porque, ahhhhh, eu tô bem na fase de eu me basto, então, tanto faz. Mas aí, em março ele tirou férias, e ficou em casa. E como ir pra academia com ele em casa? 

Mais uma vez, tive que inventar um repertório: disse que ganhei aulas experimentais na academia. hahahahahahha Sim, já disse, mulher é fogo. Então hoje ele sabe que malho. E detalhe....quando eu "comecei' a fazer as "aulas experimentais" ele começou a querer reparar, querer elogiar....ahhhhhh, não né, Bem. Quase um ano malhando e você vem querer me elogiar AGORA só por saber que tô indo pra academia......não, né? hahahahahhahahahha

E com isso, voltei a malhar e já faz quase 1 ano. E estou muito feliz. 

E agora.....algumas fotinhos do meu último ano na academia:
 
-eu me achando super-
 
- super nessa de malhar bumbum -

- e depois conferindo se está aumentando - 

 - e pegando foto antiga pra fazer antes e depois -

 - ficando chocada com o resultado -

 - literalmente malhando e namorando o espelho -

 - agitando festa de fim de ano -

 - agitando mesmo hahahaha-

 - eu e minhas parceiras de malhação -

 - a gente tira foto, mas a bunda tem que aparecer hahahaha -

 - capixaba malhando -

 - o melhor treinador de todos é o Messi, que a gente afofa entre um treino e outro -

O Messi, esse cachorro fofo, é de uma das alunas, que eu vivo pedindo pra ela levar ele. E às vezes ela me atende.
 
Bem....se eu puder dar um conselho: malhem. Não porque emagrece, mas porque faz bem pro corpo e pra mente. Ache algo que goste, algo perto e deem um jeito. Faça isso o quanto antes. A saúde e a autoestima agradecem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...